PATRIMÔNIO DA NATUREZA – Governo garante preservar Yucumã

Ministro de Energia assegura que área de quase 2 quilômetros de extensão será conservada com construção de hidrelétricasConsiderado uma das sete maravilhas do Estado, o Salto do Yucumã, no município de Derrubadas, não será engolido pelas barragens das duas hidrelétricas que Brasil e Argentina querem construir no Rio Uruguai, assegura o governo federal.

A decisão de tirar do papel o projeto das usinas, 30 anos após a assinatura do tratado para o aproveitamento do trecho limítrofe para geração de energia, alarmou ambientalistas e preocupou prefeitos do Noroeste gaúcho, que temem perder área para os lagos.

O ministro de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, assegurou a ZH que um dos maiores saltos longitudinais do mundo, com 1,8 quilômetros de extensão, sobreviverá ao impacto das obras.

– Não há risco de o Salto de Yucumã ser alagado. A área é praticamente igual à do rio em regime de cheia. Como a usina deve ficar próxima da calha do rio, o lago é menor – disse o ministro.

O Parque Estadual do Turvo, no entanto, será atingido. A reserva que abriga o salto terá parte da área alagada, mas seria apenas uma extensão equivalente à que fica sob as águas em períodos de enchente, afirma o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético da pasta, Altino Ventura Filho (veja ao lado).

Projetos de usinas foram redimensionados

O plano de construir as hidrelétricas ganhou novo impulso com a decisão dos dois governos, em 2008, de ratificar o tratado de 1980. Em novembro do ano passado, uma declaração conjunta dos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Cristina Kirchner também reforçou a intenção de acelerar os estudos das obras. Para gerar energia entre os dois vizinhos, porém, os projetos tiveram de ser redimensionados, buscando equilíbrio entre máximo potencial hidrelétrico possível com o menor impacto ambiental.

Fonte: Zero Hora



Categorias:Meio Ambiente

Tags:, , ,

1 resposta

  1. A iniciaitiva de preservação de uma área é boa, mas outras áreas serão inundadas e a energia hidrelétrica está longe de ser limpa. As barragens geram enorme acumulo de material orgânico, que em decomposição gera quantidades gigantescas de metano, material orgânico que também deixa de ser levado rio abaixo onde contribuiria com a vida aquática.

    E será que precisamos mesmo de mais grandes usinas geradoras de energia elétrica? O desperdício de energia elétrica na nossa sociedade é gigantesco, será que não conseguiríamos toda energia que precisamos apenas com campanhas contra o desperdício e uma tarifa progressiva que punisse os esbanjões de energia elétrica? Com incentivos para pessoas que quisessem instalar geradores solares ou eólicos em suas residências ou negócios, incentivos para quem utiliza lâmpadas de LED e outras tecnologias que ajudam a economizar energia?

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: