Parque da Redenção poderá ter estacionamento subterrâneo

Projeto prevê criação de 600 espaços para veículos que circulam na área

Mais movimentado parque do Rio Grande do Sul, a Redenção poderá ter estacionamento subterrâneo 24 horas, com vagas para 600 veículos.

Com o andamento da reforma do Auditório Araújo Vianna, a Secretaria Municipal da Cultura (SMC) planeja tirar da gaveta, no mês que vem, o anteprojeto da obra.

A sugestão de criar as vagas foi feita pela Opus Promoções há dois anos, depois que a empresa firmou parceria com o município para recuperar o auditório. O estacionamento seria construído sob o campo de futebol do Estádio Ramiro Souto, servindo ao público de eventos realizados no auditório, do Brique da Redenção, de clientes do Mercado do Bom Fim e até de moradores do bairro. Fechado desde 2005, o auditório está sendo reformado e deverá ser reaberto em setembro de 2011.

A ideia do secretário municipal da Cultura, Sergius Gonzaga, é propor uma parceria público-privada (PPP), para arcar com o investimento de até R$ 20 milhões. A empresa que executasse a obra receberia concessão para explorar o empreendimento por tempo ainda não definido.

– Agora que a reforma do Araújo Vianna começa a ficar mais visível, vamos nos voltar ao estacionamento, dando início a estudos de viabilidade, análises ambientais e audiências públicas para debater o assunto com a comunidade – antecipa o secretário, favorável ao projeto.

O anteprojeto da obra foi elaborado pelo arquiteto Moacyr Moojen Marques, o mesmo que idealizou o auditório. Além das vagas, o empreendimento poderá ter farmácias, lavanderias e caixas eletrônicos.

Em contrapartida à obra, o anteprojeto prevê melhorias no estádio. Roberto Jakubaszko, integrante do Conselho de Usuários do Parque Farroupilha (Redenção), informa que a ideia sofre pouca resistência entre os colegas. O receio inicial de prejuízo ambiental com eventuais podas de árvores não se confirmou, porque a área tem pouca cobertura vegetal ou raízes profundas.

ZERO HORA



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:, ,

2 respostas

  1. É, beleza. Um dos pontos negativos é que os gases do escapamento dos veículos dentro do subte terão que sair por algum lugar e deveriam ser filtrados antes.

    Se sair em qualquer lugar sem filtrar antes a Redenção nunca mais será a mesma.

    Só serei a favor dos subterrâneos do centro se aliado a essa iniciativa vier a proibição de estacionar na beira das calçadas pois esse espaço descomunal ocupado por veículos parados é totalmente antiproducente sendo que por ali poderia ter uma ciclovia com centenas de pessoas circulando diariamente e também mais uma faixa de fluxo de outros veículos e faixas exclusivas para coletivos.

    Criar mais vagas sem proibir o estacionamento na beira das calçadas não faz sentido para mim pois mais carros para o mesmo espaçinho irá resultar em um trânsito ainda pior. Quem acha que o trânsito hoje ta uma beleza e de acordo com o próprio ponto de vista não é super violento tudo bem. Tudo é uma questão de ponto de vista.

    Eu acredito que radicalismo é forçar as pessoas a aderir a um meio de transporte priorizando esse meio e deixando os outros às moscas.

    Por isso que eu acredito que não vivemos uma democracia.

    Quem gosta de andar de carro e pode ta numa boa pois mesmo que tenham problemas graves de fluxo essa pessoa se sente bem pois o governo esta se esfroçando por essas pessoas. O resto se sente mal por ser tratado como ‘o resto’ mesmo sendo a maioria.

    Curtir

  2. Fantástica ideia!

    Claro que alguns iam preferir um imenso estacionamento de bicicletas, ao invés de mais um espaço para carros; mas, como eu que não acredito que o radicalismo seja a solução para os problemas do mundo, acho que todos os veículos deveriam ter seu espaço para facilitar o acesso de frequentadores do Parque e do Auditório.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: