Obras da nova Vila Chocolatão estão em fase adiantada

 No local estão sendo finalizadas 181 unidades habitacionais

Foto: Guilherme Santos/PMPA

Com o término da infraestrutura do loteamento situado na avenida Protásio Alves, 9099, a mudança das 181 famílias da Vila Chocolatão para o local está cada vez mais próxima. A previsão é que a transferência ocorra em dezembro. O loteamento contará com 102 sobrados, 78 casas, uma residência adaptada para pessoa com deficiência, creche, cozinha comunitária, quatro pontos de comércio, praça e unidade de triagem de resíduos recicláveis. (fotos)
 
A construção das 181 unidades habitacionais teve início em fevereiro e encontra-se bastante adiantada. A transferência das famílias vem sendo preparada pela equipe técnica social do Demhab, a qual tem feito reuniões regulares com os moradores para esclarecer como será o processo de mudança, além de dar orientações sobre educação ambiental e noções de convivência social.

Área da atual Vila Chocolatão já tem o início das obras do novo prédio da Procuradoria da República, da 4ª Região. Veja foto do projeto do novo prédio da Procuradoria:

Foto obtida na semana passada, em frente à Chocolatão, já com as obras do prédio (via celular):

 



Categorias:Prédios

Tags:, ,

10 respostas

  1. Desculpe-me, mas que burrice, SR. HERMES, dizer que o Ministério Público não tem utilidade para a população…
    Danos ao patrimônio público e/ou cultural e ao meio ambiente; irregularidades em concursos públicos; direitos lesados do consumidor; denúncias eleitorais; tudo isso e mais cabem ao Ministério Público, para isso existe a Procuradoria da República nos estados. Por favor, informe-se antes de escrever asneiras, construção e manutenção de estradas, escolas são de responsabilidade do governo.

    Curtir

  2. A obra da Procuradoria regional da República não corresponde à imagem do prédio em formato de meia lua. Eu visitei a obra semana passada, na rua Otávio Francisco Caruso da Rocha, 65, que não é de esquina. A vila chocolatão fica atrás da obra.

    A obra é composta de um prédio principal com 15 andares e um secundário apenas para serviço e elevadores, com 2 passarelas em TODOS os andares para o prédio principal. Ainda no anexo do prédio secundário há um auditório no 2º pavimento em que o telhado será de grama.

    Curtir

  3. Meu medo é que…. veja bem, no Rio botaram as favelas nos morros, olha o que é hoje?

    Alguns lugares que colocaram casas populares ja ganharam trafeco de drogas…

    Espero que não aconteça o mesmo que aconteceu com o Rio.

    A prefeitura tem que aproveitar que os problemas são pequenos e meter prensa desde ja.

    Curtir

  4. Esse prédio da procuradoria que está sendo construído (quadrado) não parece ser o mesmo da imagem apresentada (tipo meia lua). Além disso esse projeto parece ser de esquina, enquanto que está sendo construído fica no meio da quadra.

    Mas não tenho certeza. O que tenho quase certeza é que o terreno da vila chocolatão pertence a Justiça federal, tanto que quem está coordenando essa transferência da vila é o TRF.

    Curtir

  5. Eu acho que esse prédio da Procuradoria da República será construído na esquina com Av. Augusto de Carvalho e não onde hoje existe a vila chololatão. No terreno da vila chocolotão está previsto, que eu saiba, um prédio anexo da Justiça Federal.

    Curtir

    • Julião, também fiquei em dúvida, mas então passei por lá e fiz a foto que acabei de postar junto ao render do prédio da Procuradoria. Veja o que diz a placa em frente a obra.

      Curtir

  6. Muito bonito o prédio da procuradoria, mas penso que é um erro usar aquela área do entorno do parque Harmonia para criar mais e mais prédios governamentais.

    O Centro Administrativo, ao meu ver, tem vários defeitos:
    1) fica completamente desabitado fora de horário comercial
    2) a maior parte da sua área é ocupada por estacionamentos
    3) o lugar não tem um visual bem cuidado ou uma integração funcional razoável

    As soluções, ao meu ver:
    1) adotar ocupação mista para a região (adicionar comércio, serviços e residências)
    2) integrar a região às soluções de transporte em massa. Nesse ponto, imagino que um futuro BRT ou metrô na Borges poderia ser estendido até dentro do Centro Administrativo com o Aeromóvel.
    3) torná-lo mais humano e integrado. Uma boa visão do que poderia ser feito está nesse projeto do Fábio Guzenski (que já citei diversas vezes por aqui): http://www.behance.net/gallery/Centro-Administrativo-de-Porto-Alegre/160620

    Curtir

  7. Eu preferiria que no local fossem construídas instalações públicas de maior utilidade à população, e não mais um palácio para os doutores, que custam muito caro à República e representam trabalho improdutivo – não contribuem com um quilómetro de estrada, com nenhuma escola, nenhum hospital, nenhuma hidrelétrica, nem com um pé de milho. Mas, pelo menos, a nova utilização vai acabar com um notório centro de distribuição e comercialização de drogas no centro da Capital, que usava a fachada “social” de catadores de lixo. Mera fachada.

    Curtir

  8. Já estou aguardando o primeiro comentário de um xiita defendendo a manutenção da vila do jeito que ela está.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: