Centro terá obras para amenizar problemas com obras do túnel

OBRAS PREVISTAS

  • Alargamento da rua Sarmento Leite entre a rua Irmão José Otão e a saída do túnel.
  • Alargamento da rua Setembrina junto à esquina da avenida Osvaldo Aranha.
  • Abertura do canteiro central da avenida Osvaldo Aranha no entroncamento com a rua Santo Antônio.
  • Transposição da avenida Farrapos a partir da rua Ernesto Alves, com abertura do corredor de ônibus e implantação de travessia segura de pedestre na avenida Farrapos esquina com a rua Ernesto Alves.
  • Abertura do corredor de ônibus e construção de passagens de pedestres na avenida Farrapos, esquina com a rua Ernesto Alves.
  • Transformação em via de escoamento da Rodoviária a passagem de pedestres localizada na continuação da rua Barros Cassal, entre a avenida Voluntários da Pátria e o Largo Vespasiano Veppo, junto à Estação Rodoviária.
  • Recortes no canteiro central no Largo Vespasiano Veppo junto à rua Garibaldi e à rua Comendador Álvaro Guaspari, com ordenação e melhoria da segurança viária na área de embarque e desembarque da Rodoviária.
  • Ajustes nas avenidas João Pessoa e Loureiro da Silva, melhorando o acesso ao Centro pela I Perimetral.
  • Liberação de mais um acesso ao Shopping Total, pela rua Gonçalo de Carvalho, para facilitar o escoamento do tráfego na região.

MUDANÇAS PARA OS MOTORISTAS

  • Inversão de sentido da rua Garibaldi. Com a mudança, o sentido passa a ser da avenida Osvaldo Aranha para a avenida Farrapos.
  • Inversão de sentido da rua Santo Antonio. Com a mudança, o sentido passa a ser da avenida Farrapos para a avenida Osvaldo Aranha.
  • A alteração de sentido da rua Garibaldi possibilitará uma rota de deslocamento a partir da avenida João Pessoa pela rua Setembrina, até a Rodoviária.
  • A rua Ernesto Alves passará a cruzar a avenida Farrapos, permitindo a ligação entre a região da Estação Rodoviária, a avenida Cristóvão Colombo e, por consequência, também a rua Santo Antônio.
  • A rua Sarmento Leite está sendo alargada no trecho entre a rua Irmão José Otão e a saída do túnel, com implantação de sinaleira.
  • Para uma circulação mais ágil, principalmente dos táxis que atendem à Rodoviária, será construída uma nova via, ligando a saída da estação à avenida Voluntários da Pátria, junto ao cruzamento com a rua Barros Cassal.
  • Como rota alternativa na região, sentido Centro-bairro, sem passagem pelo túnel, os condutores poderão utilizar o seguinte itinerário: Farrapos, Barros Cassal e Irmão José Otão com chegada na Sarmento Leite.
  • Para os veículos que trafegam pela João Pessoa, sentido bairro-Centro, será possibilitada a conversão à esquerda na Loureiro da Silva, chegando ao Centro via Presidente João Goulart, o que será facilitado com a abertura de canteiro central (alça de acesso na João Pessoa sob o viaduto Dona Leopoldina), além de implantação de sinaleira.


Categorias:Outros assuntos

Tags:,

4 respostas

  1. Klaus, belíssima resposta. Concordo em grau e circunstância.

    Curtir

  2. Quem já leu alguns comentários meus só de ver meu nome já vai pensar.

    Lá vem ele com as ciclovias.

    Pois é, heheheh

    Podemos aproveitar para investir na diversificação do transporte e em idéias de vanguarda.

    Em primeiríssimo lugar proibir o estacionamento na beira de calçadas.

    Ai que horror! Diria o cidadão Y.

    Pois é, tudo depende do ponto de vista. No imediato é muito cômodo ter a possibilidade de tentar um lugar nas disputadas beiras das calçadas para estacionar um carro.

    Agora vai parecer um milagre a melhora no trânsito o dia que alguém inteligente tiver a iniciativa de proibir o estacionamento na beira de calçadas pois do absolutamente nada surgirão mais duas faixas em quase todas ruas!!!!!!!!!!!

    Aí em uma partezinha desse espação que tinham grandes veículos parados se contruiríam ciclofaixas a custo quase zero e por ali passará o veículo que tem maior velocidade média depois das insanas motocicletas.

    Ai, nada ver, diria cidadão X, bicicleta anda muito devagar!

    Essa é a impressão que cidadão X tem por alcançar 80km/h em avenidas como a Ipiranga porém logo ali, depois de conduzir sua bazuca feito um cowboy que pensa poder desrespeitar e por em risco a vida dos outros só por ter uma arma nas mãos, ele vai passar 4 minutos a 0km/h. Aí cidadão X vai ficando nervoso, abre o sinal e chuuuuumm dispara e sai como uma bala costurando o trânsito –> + 4 min a 0km/h.

    Eu vejo muitos cidadãos X diariamente. Atravesso a Ipiranga todos os dias padalando tranquilamente e vejo os mesmos carros nos 6km que eu transito por ela até a rua Santana onde transito um pouco até chegar na Redenção cortando um atalho que me economiza uns 4kms e que um carro jamais poderia fazer.

    Põ, vamos lá. Será que é tão bom assim a mesmiçe de anda e para, anda e para, anda e para, anda e para etc. sempre pelo mesmo caminho que é melhor que ir de bike numa boa curtindo a Redenção todos os dias da semana?

    Eu já tive um carro cheio da onda, chique mesmo, de doer mas logo fiquei entediado porém isso já faz alguns anos. Os carros de hoje vem com PlayStation 3 de fábrica? Os bancos agora vibram e fazem massagem nas costas do motorista?

    Curtir

  3. Tem que alargar muito aquela sarmento leite. E poderia ganhar um elevado na saída do tunel direto pra osvaldo, desafogando a saida da jose otao na sarmento. To farto daquilo ali. Agora essa rota alternativa de pegar a barros e largar na jose otao é demência. Não dá pra largar mais nada ali, tem é que tirar.

    Curtir

  4. Eu já imaginava que o tráfego de ônibus e lotações não seria alterado. Senão, todo dia ia dar uma tranqueira enorme na Garibaldi e na Santo Antônio, que não têm a mesma vazão de tráfego que o Túnel da Conceição tem.
    Para a EPTC, em caso de obras em vias por onde passam coletivos, a alteração no trajeto destes ocorre somente em último caso, quando a via precisa ser totalmente bloqueada.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: