MUDANÇAS NO CENTRO – Começa a ampliação do Chalé da Praça XV

Previsão é de que, em 90 dias, o espaço ganhe o dobro da capacidade

Em 90 dias, a população de Porto Alegre deverá receber o Chalé da Praça XV modernizado e ampliado. Essa é a previsão para abertura ao público do terraço e a instalação de um salão envidraçado ao lado do prédio atual, o que deverá dobrar a capacidade do estabelecimento, para 600 lugares – entre outras melhorias.

– O projeto também vai deixar o Chalé ainda mais seguro – afirmou o gerente do empreendimento, Daniel Fagundes Corrêa, que citou a instalação de câmeras de segurança 24 horas como exemplo.

Inaugurado em novembro de 1885 e tombado pelo Patrimônio Histórico Municipal em 1998, o Chalé receberá um investimento de R$ 1,5 milhão. A obra faz parte da primeira etapa do programa de reurbanização da Praça XV, Largo Glênio Peres e das ruas Marechal Floriano e José Montaury pelo Projeto Viva o Centro, que teve início com a transferência do comércio informal da Marechal Floriano e Montaury para o Camelódromo.

– A ideia é que a reforma do Chalé também ajude a melhorar a Praça XV – afirmou o coordenador do Projeto Viva o Centro, Glenio Bohrer.

Para 2011, está programada a restauração total do prédio tombado do Chalé. Enquanto isso, a região também passará por uma renovação. Até outubro deste ano, o piso do Largo Glênio Peres deverá estar recuperado, em uma parceria com a Coca-Cola. A parceria inclui ainda a colocação de deques de madeira no Mercado Público, instalação de rede wireless e de câmeras de videomonitoramento, implantação de jatos ornamentais de água em um grande chafariz e a construção de um monumento em homenagem ao jornalista, compositor, poeta, vereador e vice-prefeito da Capital Glênio Peres.

Outra mudança que a prefeitura planeja para a área é a abertura ao tráfego de veículos. Um dos objetivos das melhorias é incentivar o uso cotidiano do Centro Histórico pela população e por turistas, ajudando a torná-lo mais seguro.

O chalé
– Inauguração: novembro de 1885
– Tombamento pelo Patrimônio Histórico Municipal: 1998
– Capacidade: 300 lugares (será ampliada para 600)
– Principais melhorias previstas: abertura do terraço ao público e instalação de um salão envidraçado
– Investimento na ampliação: R$ 1,5 milhão
Previsão de término das obras: 90 dias

Zero Hora



Categorias:Revitalização do centro

Tags:,

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: