Fábrica de eteno verde está pronta

Inauguração oficial terá a presença de Lula na sexta, mas 75% dos produtos já foram comercializados 

Unidade da Braskem se localiza no 3 Polo Petroquímico de Triunfo Crédito: mathias cramer / divulgação / cp

A fábrica de eteno verde da Braskem será inaugurada oficialmente nesta sexta-feira. A unidade foi erguida no 3 Polo Petroquímico de Triunfo, com investimento de R$ 500 milhões. A planta já opera desde 3 de setembro com capacidade de produzir até 200 mil toneladas por ano do material, que será fabricado a partir de matéria-prima 100% renovável para ser transformado em polietileno (plástico) verde, o primeiro certificado do mundo. É a maior unidade do mundo a produzir eteno em escala industrial com uso de cana-de-açúcar. A cerimônia de inauguração deverá contar com a presença do presidente Lula. A nova fábrica fica ao lado da Planta 2 da Unidade de Petroquímicos Básicos da Braskem.

De toda a produção da nova unidade, 75% já foram comercializados. Os principais clientes são da Europa, Estados Unidos e Ásia. Conforme o vice-presidente da Braskem, Manoel Carnaúba, a empresa usou tecnologia  para produzir o eteno verde com os mais avançados critérios de preservação ambiental. Por processar unicamente o etanol, o único efluente gerado pela fábrica é a água. A unidade também será a primeira no mundo em escala industrial a usar matéria-prima 100% renovável. “A implantação do projeto confirma o compromisso de contribuir para o desenvolvimento do setor petroquímico brasileiro e do Rio Grande do Sul”, acrescentou Carnaúba.

Atuaram na construção 2,2 mil trabalhadores e 170 deles foram formados pelo Programa Acreditar, iniciativa da Odebrecht em parecia com a Braskem, Senai e Prefeitura de Triunfo. O ação capacitou moradores de Triunfo nos cursos de eletricista, montador de estruturas, encanador, carpinteiro e soldador para atuar nas obras.

O plástico verde tira mais carbono da atmosfera do que emite ao longo do ciclo de vida, desde o cultivo da cana até a reciclagem pós-consumo. Entre acordos firmados pela Braskem estão o Grupo Toyota e a gaúcha Acinplas. A demanda no mundo é de 600 mil toneladas por ano de plástico verde, três vezes maior que a capacidade da planta a ser inaugurada. Contudo, segundo o diretor de Empreendimentos da Braskem, Guilherme Guaragna, a procura pelo produto pode fazer a demanda crescer para 1,2 milhão de toneladas. O projeto consumirá 470 milhões de litros de etanol por ano. Com 29 plantas no Brasil e nos EUA, a Braskem produz mais de 15 milhões de toneladas do material e outros produtos petroquímicos por ano.

Correio do Povo



Categorias:Economia Estadual

Tags:

%d blogueiros gostam disto: