Terceira Perimetral – sujeira e vandalismo nas estações

Usuários das estações de ônibus da III Perimetral observam diariamente sujeira e pichações e se sentem inseguros 
 

Foto: Mateus Bruxel

Diariamente, os mais de 70 mil usuários das estações de ônibus da III Perimetral enfrentam sujeira, pichações e falta de segurança. Os transtornos se concentram nos três principais viadutos: Jaime Caetano Braun (na Nilo Peçanha e Carlos Gomes), José Eduardo Utzig (na Benjamin Constant e Dom Pedro II) e Jorge Alberto Mendes Ribeiro (na Protásio Alves e Carlos Gomes).
No José Eduardo Utzig, há dois problemas em especial: o mau cheiro e a sujeira. O odor, principalmente de urina, é tão forte que algumas pessoas tentam cobrir o rosto ao subir as escadas ou ao aguardar o transporte. Até dentro do elevador a sujeira é grande. Há pichações em praticamente toda a estrutura. “Parece que foi abandonado e esquecido”, diz o motorista Clóvis Freire, que usa diariamente o viaduto para ir ao trabalho. Ele lembra que a limpeza é um ato paliativo e pouco tempo depois o cheiro forte de urina e o lixo voltam. Mas o problema que também incomoda os usuários é o fato de uma das duas escadas rolantes não funcionar e estar coberta por tapumes de madeiras.
A falta de segurança e a iluminação insuficiente são as principais preocupações dos usuários do José Alberto Mendes Ribeiro. Dos três, é o que mais tem corredores de saída e chegada de passageiros. Ao todo, são quatro, dois para a Carlos Gomes e dois para a Protásio Alves. À noite, os corredores internos que levam às paradas ficam escuros, fazendo com que muitos passageiros prefiram se arriscar no trânsito da Protásio e da Carlos Gomes.
Segundo a funcionária pública Julieta Nunes, a única maneira de deixar o local seguro é a presença contínua de PMs. Lembra que não são poucos os casos de colegas assaltados à noite. “Tento sempre ir com algum colega para não correr risco. Preocupa quem passa no meio da rua, podendo ser atropelado”, afirma.
Uma das alternativas para intensificar o movimento será a utilização mais diversificada do viaduto. No projeto original, estava prevista a instalação de bancas de lanches, o que nunca ocorreu. Há infiltrações em algumas das paredes e pontos onde a estrutura apresenta rachaduras.
Dos três, o que tem as melhores condições é o Jaime Caetano Braun. Não há escadas rolantes, mas os quatro elevadores funcionam. Os banheiros ficam abertos das 8h às 20h e estão em ótimo estado. É a sujeira o que mais desagrada aos usuários. Segundo a auxiliar de serviços gerais Liliane Pereira, o lixo espalhado e as pichações passam a sensação de abandono e descaso.
Os moradores de rua usam os três viadutos. Com estruturas gigantescas, eles ficam nos pequenos espaços, como escadarias ou embaixo dos corredores, e deixam pertences ou lixo.

Manutenções são insuficientes

A manutenção dos viadutos é compartilhada pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), responsável pelo funcionamento das escadas rolantes e dos elevadores, e pela Secretaria Municipal de Obras (Smov), que cuida da infraestrutura, como das paredes e dos azulejos.

Em relação ao problema da escada rolante no Viaduto José Eduardo Utzig, o defeito foi provocado pela colisão de um carro no final do ano passado. A estrutura terá de ser completamente recuperada. Foi aberta licitação.

O diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari, antecipa que a curto prazo serão feitas melhorias nas estações, como a instalação de novos gradis e de grades de proteção aos pedestres. Será realizada ainda uma varredura para identificar os problemas na rede de iluminação.

As infiltrações apontadas no viaduto da Protásio e Carlos Gomes estão em análise pela Smov. O secretário adjunto Adriano Gularte explica que o problema não é recente e houve trabalhos na estrutura, para sanar problemas de rachaduras. A população pode fazer denúncias pelo fone 118.
 

Vândalos custam R$ 1 milhão/ano

Segundo o presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Vanderlei Cappellari, a questão do vandalismo é o principal problema enfrentado nos viadutos, incluindo os da III Perimetral, e nas paradas de ônibus em Porto Alegre. Informa que são investidos cerca de R$ 1 milhão por ano na reparação desses prejuízos.

A limpeza das pichações nos corredores e nas paradas atinge R$ 90 mil/mês e a recuperação de gradis e lixeiras, R$ 6 mil. “É um valor que poderia ser melhor direcionado em serviços e melhorias aos usuários das estações”, constata Cappellari.

A III Perimetral tem mais de 10 quilômetros de extensão. Ao longo do percurso, existem 24 estações de ônibus. Diariamente, passam mais de 70 mil pessoas por dia nas paradas, que são atendidas diretamente por nove linhas de ônibus, além daquelas que fazem conexão.
 

Tinta antipichação é antídoto

Desde o mês de agosto de 2007, o Departamento Municipal de Limpeza Urbana revitaliza os viadutos da Capital com a aplicação de tinta antipichação. O produto permite uma limpeza mais simples, rápida e barata. Até agora, foi utilizado em 11 dos 12 principais viadutos da cidade. A iniciativa recebeu R$ 1,1 milhão. 
 
 

Correio do Povo



Categorias:Outros assuntos

Tags:, ,

2 respostas

  1. ok, 1 milhao por ano?
    colocar 3 policiais em cada estaçao custa alguma coisa?
    fazer a manutençao mensal seria fácil quando existe cuidado,
    e nao gastariam nem a metade do que gastam todos os anos com os ‘vandalos’
    pq esse paízinho nao pensa ?

    Curtir

  2. poisé… por que não fecham essas paradas a noite?
    Mas claro, se fecharem, vão falar que é um ato contra a sociedade, que os mendigos merecem ter um lugar para dormir e mijar, que não podem bloquear o lugar dos pixadores por que eles podem entrar onde bem entender.

    Era só dar um jeito de fechar, ela e as do centro apartir do horario em que não tem mais onibus, ou, fecha depois das 22 horas e coloca os onibus nas ruas normais, ja que não tem mais tanto movimento.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: