Trensurb divulga simulação do aeromóvel do aeroporto

(sugestão do leitor Jake)

A Trensurb lançou ontem um novo hot-site para o projeto Aeromóvel Aeroporto, que ligará a estação Aeroporto do Trensurb de Porto Alegre ao Aeroporto Internacional Salgado Filho. O projeto prevê uma via elevada singela de 952 metros, que será percorrida em 90 segundos pelo veículo, com capacidade (inicialmente) para 150 passageiros. O site oferece uma simulação computadorizada de todo o trajeto a ser percorrido, detalhando o aspecto da estação e do veículo.

trajeto previsto do aeromóvel do aeroporto

trajeto previsto do aeromóvel do aeroporto

visite o novo site do aeromóvel aeroporto

Nós, da equipe do blog Porto Imagem acompanhamos de perto este projeto, pois entendemos que ele é um sinal de que há capacidade para inovação em soluções urbana nascendo aqui em Porto Alegre. A tecnologia envolvida no projeto foi criada por um portoalegrense, e a sua primeira implementação comercial tem, dentre seus objetivos, testar e estimular a cadeia produtiva doméstica, construindo um arranjo produtivo local – um poderoso mecanismo de desenvolvimento econômico local.

Desejamos muito sucesso ao projeto!



Categorias:Outros assuntos

5 respostas

  1. Legal Felipe!

    A gente poderia demonstrar que é insustentável ter faixas pintadas no chão em ruas e avenidas em que os carros comportados passam a 60km/h, outros acima da velicidade máxima e principalmente ressaltar a problemática das motoqueiros que circulam via de regra muito acima dos limites por pressão de seus chefes que lhes impõe atravessar a cidade sempre em tempo récorde.

    Tem plaquinhas bem perto das faixas mas elas são diminutas e só às vê quem procura. Igual nem placa grande adianta. Temos que diminuir a velocidade momentânea dos carros em lugares onde pessoas caminham desprotegidas.

    O título das matérias sobre as faixas sempre ressaltam que dimimuíram as mortes. Em primeiro lugar diminuiu quase nada e em segundo lugar aumentaram bastante os atropelamentos. Um portoalegrense atropelado por uma moto ou carro não se levanta e segue o próprio caminho. Fica internado de um tempinho a meses sempre com sequelas psicológicas e algumas vezes sequelas físicas permanentes.

    Com tanta gente apressada se faz necessário no mínimo dos mínimos termos bons e altos sonorizadores bem antes e logo antes das faixas de segurança para lembrar as pessoas da existência da faixa logo adiante e tornar desagradável passar rápido.

    Teríamos mesmo que ter lombadas pois motoristas, motociclistas e ciclistas serão obrigados a passar devagar por onde pessoas caminham, aí sim, finalmente, em segurança.

    Cidades avançadas desse planeta fizeram isso pois é óbvio que de qualquer maneira os motoristas devem passar bem devagar onde ha faixa de segurança.

    A impressão de pessoas que circulam como eu de bicicleta e a pé é que o lema da EPTC é:

    “Protegendo o fluxo dos carros.”

    Deveria ser:

    “Protegendo a vida.”

    Ou no mínimo:

    “Protegendo o trânsito das pessoas.”

    Falta muito.

    Eu de bicicleta já fui quase atropelado por um carro da EPTC mesmo eu tendo feito um sinal pedindo que o carro atrás que pensava ser da brigada pelas luzinhas acima(era noite)que vi no meu espelho respeitasse à lei que estipula distância mínima de 1,5metros para ultrapassagem do ciclista além de diminuir a velocidade ao avistá-lo. Depois dessa, depois de ser também quase atropelado por um carro de um civil bem na frente de um fiscal da EPTC que nada fez mesmo eu tendo questionado ele e depois de ver amigos quase atropelados várias vezes eu tomei uma atitude e fui no Centro de Referência à Vítimas de Violência e fiz uma denúncia contra a prefeitura e contra a EPTC pelas leis que não existem na prática.

    A mulher muito querida que encaminhou minha denúncia mesmo não sendo ciclista logo me perguntou se eu não achava que essa desconsideração com o ciclista não seria por que a gente não paga passagem de ônibus e não paga por um carro e manutenção.

    Será que é tão óbvio assim?

    Senhor prefeito de Porto Alegre, senhor presidente da EPTC:

    Minha vida tem muito valor!

    Eu sou um cidadão que paga muitos impostos e que se esforça pelo bem comum ao conduzir um veículo que não faz das pessoas ao meu redor fumantes passivos(menos gasto com saúde pública), eu não ponho a vida de ninguém em risco quando saio de casa(menos gasto com saúde pública), eu ocupo pouquíssimo espaço e mesmo assim espero pacientemente para poder seguir com minha bici no meio dos engarrafamentos.

    Conversei com amigos advogados e eles disseram que é muito viável um processo contra a prefeitura e contra a EPTC pelas leis que não existem na prática. Em contra partida um desses advogados com quem conversei entende de política e me disse que na prática é mais eficaz a gente fazer pressão e deixar o processo só como carta na manga caso depois de muito esforço as leis do C.T.B. continuem a não existir.

    Um artigo a favor da seguranca dos pedestres e ciclistas que critique o descaso da EPTC por si só é uma boa pressão para que mude a realidade atual em que 45 pedestres mortos e mais de mil atropelados é um número aceitável.

    Não somos números, somos pessoas de muito valor!

    Temos que criticar duramente caso a EPTC siga uma segunda campanha da faixa sem mudar a estratégia ao construir lombadas e sonorizadores. A EPTC tem que dar uma dura em quem mata e não em quem é morto.

    Abração, no falamos,
    Klaus

    Curtir

  2. Klaus,

    Na verdade, eu estou devendo escrever mais por aqui – falta-me tempo porém. Um dos assuntos que eu justamente quero escrever a respeito é o estado da segurança viária (para pedestres, ciclistas e motoristas) em Porto Alegre. Eu prometo que sai algo completo, e estou aberto as tuas sugestões.

    Curtir

  3. Ah, pois é pois é que máximo matérias por sugestão dos leitores, 🙂

    Acho que algumas sobre ciclivias foram por eu ter enchido a paciência com essa questão que é essencial para mim como ser humano. Gracias, 😀

    Uma exelente matéria poderia ser escrita sobre por que não temos sonorizadores e lombadas antes das perigosas faixas de segurança da nossa cidade. Quem circula como pedestre sabe do que estou falando. Lombadas não diminuem velocidade média de carro.

    Não acredito que só exaltar as qualidades da cidade seja tão produtivo quanto além disso também criticar problemas básicos de proteção à vida dos cidadãos sem os quais Porto Alegre não existiria.

    A campanha da faixa foi legal tudo bem assim né, sei lá mas põe a responsabilidade de ação no pedestre em exigir respeito aos seus direitos básicos previstos em lei à décadas. A responsabilidade deveria ser de quem tem o veículo maior e acima de tudo a preferência deveria ser do pedestre.

    No site da EPTC comemoram a campanha já que no ano passado morreram 54 pedestres e nesse ano “”””só”””” 45 no mesmo período. Viva a campanha da faixa ou i, ainda não a resposta ao problema?

    Curtir

  4. A única coisa que eu não entendi foi a escolha do trajeto. Fiquei com a impressão que ele seria mais “direto” se passasse ao sul do viaduto. Ainda daria pra construir uma estação no terminal antigo do aeroporto, que está para ser reativado.

    Curtir

  5. agradeço ao membro fmobus pela consideraçao.

    sobre o projeto, sempre apoiei desde o início apesar de muitos serem contra, pois nao acham viável e tal, mas uma hora tem q quebrar o encanto das coisas nao é? só com blablabla e estudos de viabilidade nao se chega a lugar algum, tem q ousar.. fazer. e bem.. o projeto está lindo! o percurso ficou muito bom, achei os trens super modernos.. vai dar outra cara pra cidade, porto alegre vai ser a primeira em toda américa latina a ter um tipo de transporte desse tipo em um aeroporto.. enfim, muito bom. com a ampliaçao da pista do aeroporto e ampliaçao do terminal do salgado filho, a cidade entrará em outro nível. prossiga, porto alegre.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: