Proposta espanhola para o Cais

Consórcio de cinco empresas, quatro europeias e uma brasileira, apresenta-se para revitalizar cartão-postal de Porto Alegre

Porto Alegre poderá ter um sotaque catalão nos próximos anos. Barcelona, a segunda maior cidade espanhola e que recuperou nos anos 90 a sua área portuária, hoje um dos pontos mais visitados da Europa, deverá ser a base da reformulação do Cais do Porto da Capital.

Um consórcio formado por cinco empresas, quatro delas espanholas, foi o único a apresentar uma proposta ontem na abertura dos envelopes da licitação do governo do Estado para execução do projeto.

O consórcio é liderado pela Contern, braço da construção civil do grupo brasileiro Bertin, mega empresa de alimentos que desde 2003 opera grandes obras no país. O presidente da comissão técnica de avaliação do Cais do Porto, Edemar Tutikian, afirmou que outros quatro consórcios retiraram o edital e considerou a complexidade de execução o motivo para somente um encaminhar proposta. Ele comemorou o fato de o grupo brasileiro liderar o empreendimento:

– É uma segurança. Eles são fortes.

Além de investirem financeiramente no cais, as empresas espanholas vão repassar a experiência da bem-sucedida reformulação da orla de Barcelona, impulsionada pelas Olímpiadas de 1992. O ex-presidente do porto da cidade, José Munné, que liderou os trabalhos de revitalização do cais da capital catalã e hoje representa uma dessas empresas, a Gestión y Servicios, será um dos especialistas que se debruçará no projeto gaúcho. O diretor de Projetos Especiais da Contern, o gaúcho Mário Rache Freitas, afirma que os espanhóis apostam pesado no empreendimento.

– Eles enxergaram o que todo porto-alegrense deseja. O projeto devolve o Guaíba ao porto-alegrense – aponta.

Contratado pelo governo do Estado para fazer o estudo de viabilidade urbana e arquitônica que serviu de base para o edital, o urbanista Jaime Lerner – ex-prefeito de Curitiba e ex-governador do Paraná – foi também um dos responsáveis pelo projeto do consórcio. O arquiteto Paulo Kawahara, do escritório de Lerner, explica que a parte de acessibilidade e urbanização ficou com os brasileiros, enquanto a etapa arquitônica e a reforma dos armazéns, com outra empresa espanhola.

O novo visual do cais só deverá ser conhecido em 10 dias. Antes de liberar, o governo avaliará a documentação do consórcio. Se for aprovada, as maquetes serão divulgadas. Depois, será aberta a proposta econômica, que poderá chegar até R$ 500 milhões.

O diretor da Contern adiantou que o projeto apresentará uma proposta para integrar o novo cais ao Centro, separados pelo muro. Freitas, porém, não adiantou se a barreira de concreto irá desaparecer.

Deputados do PT questionam licitação

José Munné Ex-presidente do porto de Barcelona

O muro da Mauá não é o único obstáculo que o projeto de revitalização do Cais do Porto terá de transpor para sair do papel. Processos na Justiça e movimentações da oposição podem barrar a execução do projeto.

Tramina na Justiça Federal ação da Agência Nacional de Transporte Aquaviários (Antaq), que contesta a licitação, por entender ser da União a prerrogativa de regular o porto da Capital e não do Estado. Ontem, a bancada do PT na Assembleia Legislativa, liderada pelo deputado Raul Pont, encaminhou ao procurador-geral do Ministério Público de Contas, Geraldo da Camino, pedido para que o processo fosse suspenso. Além do impasse com a Antaq, Pont indica problemas no edital.

– A licitação tem exigências restritivas, que pré-direcionam a concorrência – destacou.

A comissão do governo, que nos bastidores comemorou o fato de só um consórcio ter apresentado proposta, corre agora contra o tempo e torce para que nenhuma dessas barreiras cruze o caminho do projeto até a assinatura do contrato.

O governador eleito Tarso Genro não se manifestou sobre o tema ontem. No Painel RBS, realizado nesta semana, ele garantiu a execução do projeto:

– A revitalização do Cais sai no meu governo, articulada com a humanização e revitalização do Centro.

Zero Hora fez contato com a Antaq, mas não obteve resposta. 

http://zerohora.clicrbs.com.br/zeroh…2&section=1003

_______________________________

Os dizeres do Tarso Genro acima é PRA RECORTAR E GUARDAR.



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, COPA 2014, Projeto de Revitalização do Cais Mauá, TURISMO

Tags:, , , , , ,

10 respostas

  1. O cais maua não pode ter hotel, estacionamento e muito menos predios com escritorios ainda mais se eles tocarem a agua do guaiba, o cais maua tem que ser somente um polo cultural, teria que ser como o de Paris que tem museus, teatro, piscina artificial, biblioteca, centro de exposições, praças e mais um monte de coisa que não me recordo agora, ah claro café, restaurante essas coisas sim podem ser privadas mas É SÓ!!!!!!!!!!

    Curtir

  2. Não sei se o Raul Pont e o PT vão permitir fazer esse hotel (e o Cais Mauá).

    Curtir

  3. Gente, ao contrário do mau-caráter do Raul Pont, o Tarso Genro é um homem inteligente. Ele nao deixaria de ter a oportunidade de inaugurar um projeto desse em seu governo e colher os louros políticos disso.

    Curtir

    • Filipe, tu tem razão até certo ponto. Mas lembra do caso do Adeli Sell ?
      Eu não tenho dúvida do caráter do Adeli Sell e ele votou CONTRA o Projeto do Pontal do Estaleiro, mesmo sendo A FAVOR DESTE PROJETO.
      Todo mundo sabe que ele é a favor deste tipo de desenvolvimento da cidade. O que acontece é que o PT costuma exercer grande pressão para os seus vereadores e deputados votarem conforme as diretrizes do partido, juntamente com os demais da bancada. Ou seja, o caráter fica em segundo plano neste caso.

      Curtir

  4. Desde quando se honram os dizeres de Tarso Genro?
    “Eu não vou deixar a prefeitura de Porto Alegre para concorrer ao governo do estado.”
    Este foi meu último voto para o PT, pois eu acreditava no Tarso. Depois disso nunca mais. Mas confesso que agora, com a sua vitória em primeiro turno, depois de um estado há décadas na contramão do governo federal, vou pagar pra ver e manter o PT. Se é pra ter sacanagem, que role então um “copaduto” pra Porto Alegre.

    Curtir

  5. Será que vou morrer de velho e não vou ver o cais do porto revitalizado ? Muito provavelmente o governador Tarso Genro antes do segundo turno da eleição presidencial afirmará em politica de boa vizinhança que o projeto irá ser revisado, ajustado, mas prosseguira. Logo após o segundo turno, a turma composta pelos únicos e últimos honestos do RS (???), pelo menos na visão deles próprios, liderados pelo turrão Raul Pont que tudo contesta, tudo contraria, não vai deixar de forma nenhuma que o projeto avance. Eles são adeptos do quanto pior, melhor. Deixa assim como está, perpetua aquele cais na feiura e na utilidade que está há dezenas de anos, até que um dia, quem sabe, um brilhante projeto desta turma (daqui há uns 50 anos mais ou menos) liderada pelo Raul seja apresentado. Ora, ora, o Raul Pont foi prefeito de Porto Alegre, passou 4 anos lá e nada fez. A prefeitura de Porto Alegre foi governada pelo PT por 16 anos e nada fez e nem vai deixar ninguém fazer. Esperem passar o segundo turno que todos verão um novo comportamento.

    Curtir

  6. Estou com expectativas muito altas para esse projeto, essa empresa b720 é genial…sugiro olharem seu portfolio no website – http://www.b720.com/.
    Foram eles os responsaveis pelo projecto da torre Agbar por exemplo, de Barcelona.

    Curtir

  7. Vamos ficar na torcida para que este projeto saia do papel.

    Acredito que o atual governo terá sua parcela de culpa se este projeto não vingar. Por que demoraram tanto para lançar este edital? Simplesmente encomendaram os ingredientes, mas deixaram para o próximo governo receber, pagar e preparar o “bolo”!

    A revitalização já deveria ter começado no início de 2010. E não no início do próximo governo.

    O mesmo vale para a Rodovia do Progresso.

    Curtir

  8. Vamos ficar na torcida para que este projeto saia do papel. Será um grande sonho realizado para aqueles que realmente amam esta cidade.

    Porém, se não vingar, o atual governo terá sua parcela de culpa. Por que demoraram tanto para realizar esta licitação? Simplesmente encomendaram os ingredientes, mas deixaram para o próximo governo receber, pagar e preparar o “bolo”!

    A revitalização já deveria ter começado no início de 2010. E não no início do próximo governo.

    O mesmo vale para a Rodovia do Progresso.

    Curtir

  9. ok, o Tarso disse que vai fazer o Cais Maua. Mas… e o PT vai permitir???

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: