Novo artigo da arquiteta Adriana Schönhofen Garcia, de Miami, EUA

Não deixem de ler o novo artigo no Porto Imagem escrito pela arquiteta Adriana Schönhofen Garcia, sobre projetos arquitetônicos e o projeto do Cais do Porto.

 
Aproveitem e dêem uma olhada nos demais artigos do site, como por exemplo, do Eduardo Zottis, sobre Porto Alegre:
 
 

Os artigos estão show de bola !!!!



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, Projeto de Revitalização do Cais Mauá

Tags:, , , ,

8 respostas

  1. Ola’ Gerson,
    Obrigada pelas questoes. Seguem as minhas respostas, na medida que eu as tenha entendido corretamente:
    1) Nao, neste trecho eu nao estou me referindo aos armazens do Cais do Porto. Me refiro `a proposta dos predios de escritorio e do hotel na beira do Lago Guaiba. A comparacao com o Rio poderia ser com qualquer cidade de orla maritima ou fluvial. O ponto aqui foi somente de localizacao do predio, que deve ser do lado oposto `a orla para permitir o livre acesso publico `a agua. Chicago pode ser um outro exemplo dessa estrategia.
    2) Se os canteiros devem existir ou nao, depende do projeto da via. O importante e’ que as plantas sejam plantas nativas que nao exijam corte ou irrigacao. Existem gramas que nao crescem, sao rasteiras. E nao precisa ser, necessariamente, grama, plantas que tenham um crescimento limitado na altura e visualmente atraentes, com detalhes e cores diferentes do verde, tambem podem ser usadas. Estas plantas sobrevivem apenas com agua das chuvas e nao requerem corte ou poda. Eu nao conheco as plantas do RS a ponto de fazer uma recomendacao especifica, os profissionais da area de paisagismo e botanica podem orientar quanto `as mais indicadas. Como exemplo, veja imagens e informacoes sobre o telhado do California Academy of Sciences do Renzo Piano em Sao Francisco. As plantas sao todas nativas da regiao, selecionadas apos vasta pesquisa para quais sobreveviriam melhor com minima manutencao.
    Espero ter respondido suas perguntas. Novamente, obrigada.

    Curtir

  2. ^^
    1)Achei a sua comparacao de ” que tal construirem um predio nas areias de Copacabana” exageradas.
    Nao seria mais coerente entao comparar um predio no Cais do porto do Rio de Janeiro com o nosso!?!?
    Pesos e medidas diferentes…!?!?

    2)”O talude também não é sustentável. Grama é verde, mas não é green. Grama que necessita de corte consome energia e polue (máquinas que cortam grama são elétricas ou usam combustível).”…..Qual a sua opiniao sobre canteiros verdes entre Avenidas, bulevards?? Tb nao deveriam existir!?!?

    3)” Se as empresas de ônibus definissem o seu negócio como provedoras de serviços de transportes e não como provedoras de transporte rodoviário exclusivamente, elas poderiam criar divisões de transporte fluvial e, deste modo, melhor atenderem à comunidade…”…..concordo totalmente.

    Curtir

  3. Ola’ Sr. Martini, eu sou a autora do artigo acima.

    Pela sua resposta vejo que ainda nao teve a oportunidade de ler meu artigo. Varias pessoas me escreveram e, ate’ o momento, todas as manifestacoes foram positivas. Gostaria muito de ouvir sua opiniao e esclarecer qualquer ponto. Meu email aparece no fim do artigo, sinta-se a vontade para me escrever.

    Saliento que nao estou vinculada a nenhum movimento, instituicao ou partidos politicos, nem mesmo ideologias. Minha opiniao e’ tecnica e pessoal. Se ocorrer de um grupo ou individuo ter as mesmas ideias, e’ apenas uma coincidencia.

    Atenciosamente, Adriana S. Garcia, Eng. Arq.

    Curtir

  4. o problema dessa sua ideologia, hermes, é que é muito papo e pouca açao, reflexo do seu partido preferido.. assim voces enrolam quem nao consegue ter um senso crítico próprio.. e assim os anos passam e voces continuam iguais, falando bonitinho mas contribuindo com nada, só indo protestar quando existem projetos de pessoas visionárias que seguem um modelo que deu certo em todo o canto do mundo.. ou será que só porto alegre está certa em nao modernizar-se? que tipo de modernizaçao vc propoe? seja qual for.. os anos passam.. passam..

    Curtir

  5. Olá, parabéns. Estive viajando para outros estados e me chamou a atenção o quanto a nossa volumetria urbana está ruim, a distância entre as edificações e a visão do conjunto, “feia” em Porto Alegre. Os bairros descaracterizados. Espero que o teu blog resulte em novos olhares.
    Conta conosco na revista O CUIDADOR. Arquiteto também cuida e a população não sabe disso.
    Na edição 11, tivemos uma matéria de André Huyer, A cidade e os cuidadores amordaçados. Como nos sentimos quando sabemos das coisas e nada podemos fazer. Há quantas décadas sabemos das alterações climáticas? E o que vem sendo feito nas universidades para proteger nossos abrigos? Casa, escola, hospital, locais de trabalho… Precisamos tocar mais nesse assunto. Uma urgência.
    Ser político, para mim, é buscar a verdade e colocá-la em prol da comunidade. O resto é pizza e corrupção. E isto, tem em todo o lugar.
    Vamos torcer que os eleitos tenham visão humanista e comprometimento com a vida.
    Grande abraço
    Abraço
    Marilice Costi

    Curtir

  6. Jake:

    Tudo bem, mas já freqüento este blog há algum tempo, no mínimo há oito meses. Pelo visto, você ainda não leu o recente artigo da Adriana, nem os anteriores. É claro que existem opiniões de valor aqui no blog, sem preconceitos, nem maniqueísmo ideológico. Infelizmente, existem alguns que preferem os adjetivos à argumentação. Normal, faz parte do processo. Mas uma discussão com base em adjetivos é sempre muito burra, não contribui para o avanço, para a modernidade. Apenas tenta desqualificar o “adversário”, aquele que tem um pensamento diferente. Por exemplo, somos colorados, e quantas vezes vimos nossos torcedores chamarem o juiz de FDP (adjetivo desqualificativo) porque tomamos um gol que, na verdade, foi mérito do adversário, que explorou as falhas da defesa? Mas é futebol, é pra descarregar mesmo! Outros assuntos, no entanto, merecem uma conduta racional.Acredito que temos um objetivo comum, que é o desenvolvimento urbano, a melhoria da qualidade de vida de toda a população; porém podemos ter propostas diferentes, projetos diferenciados, para atingir esse mesmo objetivo. Isso não é ruim, pois a DIVERSIDADE de opiniões é muito importante para o crescimento do ser humano. Acho que você concorda que ninguém é dono da verdade, e que o resultado dessa verdadeira soma “vetorial”, não excludente, é que garante de fato o avanço real e a consolidação dos objetivos conquistados. A resultante de uma soma vetorial não coincide, necessariamente, com nenhum dos vetores integrantes do processo …

    Curtir

  7. hermes, eu fico feliz por voce começar a frequentar este blog e ver que quem compoe esta cidade nao é só gente de mente pequena.. agora vc tá vendo que a realidade é outra e, ao envés de tentar convencer os membros de que a evoluçao e modernizaçao da cidade é desnecessária por implicar motivos que nem vc sabe..vc devia se juntar a nós e ser um cidadao que quer ver sua cidade moderna, vistosa, elegante e todos os outros atributos positivos que toda a cidade almeja.. por que porto alegre precisa ser diferente? por que negar uma evoluçao óbvia de uma cidade com tamanho potencial como a nossa ? pra que? vc falou em um post anterior que ‘espigoes’ de míseros 100m de altura nao era para porto alegre e quem gostasse que iria para o interior..eu acho que é o contrário.. quem nao vive e nao quer uma cidade grande é que deve ir morar no interior.. e nao tentar inutilmente transformar uma metrópole potencial em algo que nao está destinada a ser, ou seja, provinciana.. junte-se ao nosso propósito, vc só tem a ganhar.

    Curtir

  8. O novo artigo da Adriana é excelente, nem poderia ser diferente, pois se trata de uma profissional altamente qualificada. Parabéns ao blog “portoimagem” por contribuir para a qualificação do debate sobre o assunto. Os outros artigos também são ótimos. Espero que a turma que “sempre está a favor” de qualquer coisa faça um esforço para ler esses artigos. Sei que tem muitas letrinhas, mas vale a pena … Espero que eles não enquadrem a arquiteta e engenheira Adriana S. Garcia como “petista”, da turma do “contra” e integrante do “Eixo do Mal”. Usem argumentos lógicos, como ela faz, e de forma brilhante. Usem o cérebro, e não o fígado…

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: