EPTC estuda o fechamento do chamado X da Rodoviária

Na região da rua da Conceição, na Capital, circulam em torno de 100 mil veículos por dia. Foto: Mateus Bruxel

A passagem que permite o acesso de veículos provenientes do Túnel da Conceição em direção à avenida Castelo Branco, conhecido como o X da Estação Rodoviária de Porto Alegre, poderá ser fechado em definitivo. A proposta vem sendo estudada pelos técnicos da Empresa Pública de Transportes e Circulação (EPTC). De acordo com o diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Capellari, no complexo da Rodoviária será construído uma passagem de nível ou um viaduto que fará a ligação da avenida Júlio de Castilhos com a Castelo Branco. “Com as rotas criadas em função das obras do Túnel da Conceição e com a passagem de nível, não existe motivo para mantermos este acesso”, comenta.

Para Capellari, o tráfego na região, que alcança 100 mil veículos por dia, diminuiu bastante com a inversão da mão na rua Garibaldi e a abertura da rua Ramiro Barcelos para veículos vindos das zonas Leste e Sul da Capital e de Viamão. “Os motoristas que ainda utilizam o acesso desconhecem as rotas alternativas de ingresso na Castelo Branco”, destaca.

A construção do viaduto ou da passagem de nível faz parte das obras de qualificação da cidade para a Copa do Mundo de 2014. Capellari explica que os editais de licitação para a obra deverão ser lançados no primeiro semestre de 2011. De acordo com o titular da EPTC, os trabalhos deverão estar concluídos em junho de 2013. Neste ano, o Brasil recebe a Copa das Confederações – evento que acontece um ano antes do mundial de seleções.

Com a construção do viaduto ou da passagem de nível que ligará a Júlio de Castilhos à Castelo Branco, a EPTC estuda a retirada da sinaleira localizada embaixo do viaduto que permite o acesso de veículos que se deslocam do Túnel da Conceição para a avenida Mauá, e da Júlio de Castilhos para a Castelo Branco. De acordo com Capellari, a retirada do semáforo vai permitir a melhora do tráfego na região. A ideia é que os veículos utilizem as três faixas da avenida Mauá sem necessidade de parar embaixo do viaduto. Já os condutores que vêm do Litoral ou do Interior do Estado pela Castelo Branco utilizariam duas faixas, ao invés de uma existente hoje, localizadas ao lado do Trensurb. O local terá sinalização vertical e horizontal para orientar os motoristas.

Jornal do Comércio
http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=44407

Share



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:, , , , ,

1 resposta

  1. Com mais um viaduto na região da rodoviário, aquilo vai virar uma das regiões mais desvalorizadas da cidade.

    Não seria melhor fazer um túnel logo.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: