Yeda não irá parar projetos !!!

Foto: Governo do Estado do RS

Governadora Yeda Crusius (PSDB) disse nesta quinta (04) que não abre mão de implementar as iniciativas de sua gestão até o último dia do mandato.

 

 

Apesar das ressalvas de seu sucessor, Tarso Genro (PT), quanto às obras que serão iniciadas através de PPP, Yeda assegurou que não vai interromper a tramitação dos processos.

“Vou assinar todos os contratos que puder, porque demorei quatro anos para fazer. Derrubamos barreiras consideradas instransponíveis”, declarou à imprensa, em referência à revitalização do Cais Mauá e à construção da ERS-010 e do Complexo Prisional de Canoas.

“As PPPs que estamos fazendo reduzem os gastos do governo. O Estado não tem como investir em obras de grande porte”, sustentou.

Ela disse ainda que falta informação à futura gestão sobre o tema. Mas Yeda aceitou pedido de Tarso Genro para transmitir o cargo dia 1 de janeiro pela manhã para que o futuro governador possa assistir à posse de Dilma à tarde.

Affonso Ritter
http://www.affonsoritter.com.br/Controle?Comando=VisualizarNoticia&ID=45228

 

____________________________

E dá-lhe Yeda !

_________

Do Jornal do Comércio:

‘Vou assinar todos os contratos’, diz Yeda Crusius

Governadora descarta interromper tramitação das PPPs em andamento, como as do Cais, ERS-010 e a de presídio

Tucana fez balanço de seus programas nesta quinta-feira. Foto: Antonio Paz / Palácio Piratini

A governadora Yeda Crusius (PSDB) disse nesta quinta-feira que não abre mão de implementar as iniciativas de sua gestão até o último dia do mandato. Apesar das ressalvas de seu sucessor, o petista Tarso Genro, quanto às obras que serão iniciadas através de Parceria Público-Privada (PPP), a tucana assegurou que não vai interromper a tramitação dos processos.

“Vou assinar todos os contratos que puder, porque demorei quatro anos para fazer. Derrubamos barreiras consideradas instransponíveis”, declarou à imprensa, em referência à revitalização do Cais Mauá e à construção da ERS-010 e do Complexo Prisional de Canoas – todos por meio de parceria com o setor privado. “As PPPs que estamos fazendo reduzem os gastos do governo. O Estado não tem como investir em obras de grande porte”, sustentou a governadora. Ela disse ainda que falta informação à futura gestão sobre o tema.

O assunto veio à tona porque integrantes da próxima gestão informaram que será solicitado à atual chefe do Executivo que não comprometa o orçamento do Estado nos próximos anos com esses projetos. Tarso quer ganhar tempo para analisar as obras e lidar com as resistências internas do PT às PPPs.

A polêmica em torno da participação da iniciativa privada nas obras do governo é antiga dentro da sigla. Alguns setores do partido são radicalmente contra o modelo, como o deputado estadual reeleito e presidente da legenda no Rio Grande do Sul, Raul Pont.

O governador eleito se equilibra em declarações diplomáticas para não melindrar as relações com o empresariado e com os correligionários. Ele evita críticas contundentes às PPPs, mas não confirma que implementará o sistema em sua gestão.

Três dias após a vitória no primeiro turno, em 6 de outubro, Pont havia antecipado ao Jornal do Comércio que Tarso solicitaria à Yeda a paralisação das PPPs em andamento.

“Que fique em suspenso até a posse. São obras que envolvem grande quantidade de dinheiro público e de patrimônio. Não se pode deixar o orçamento comprometido pelos próximos 20 anos”, incitou o petista na época.

No dia seguinte, porém, em entrevista coletiva na Associação Gaúcha de Emissoras de Rádio e Televisão (Agert), o futuro governador afirmou que não realizaria o pedido. “Seria descortês da minha parte pedir a ela que não tome uma decisão de governo que está vinculada ao seu programa”, justificou Tarso.

 Fonte: Jornal do Comércio – http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=45545

Share



Categorias:Projeto de Revitalização do Cais Mauá

Tags:, , , , ,

34 respostas

  1. O Rio Grande do Sul parece que faz política como trata futebol, ou é gremista ou é colorado, e se um pode torce contra a felicidade do outro. Em nunhum estado da federação, governadores que foram derrotados assinam grandes projetos para seus sucessores e adverários cumprirem.
    Nosso governo atual prepara uma série de “camas de gato” para dificultar ao máximo os próximos gestores. PPPs que associações privadas de transportadores estão contra porque onerarão o transporte desnecessariamente, prisões que o custo de cada apenado é várias vezes superior ao custo atual dos apenados gaúchos e finalmente uma estrada que será praticamente paralela a outras em construção, sem que se termine outras estradas já em andamento.
    Tudo isto está sendo feito por um governo que foi derrotado nas urnas e suas propostas também.
    Além de tudo temos um cais da Mauá, que mega edifícios descarecterizarão por completo o cais existente, mas este afinal das contas quem ganhou a licitação foi um aliado político da governadora.
    Espero que o judiciário tenha pena do futoro do nosso estado e tranque estas licitações para serem ou não assinadas pelo governador eleito em primeiro turno.

    Curtir

  2. Tenho uma proposta para fazer a todos os petistas.
    Quero que eles assumam o compromisso publico de que jamais, em tempo algum, pisem no Cais Maua depois que ele for revitalizado. Jamais levem la seus filhos para passear, jantar, etc. E que nunca pensem em levar seus visitantes de fora para conhecer tal local. Se vai ficar tao horrivel assim e prejudicar a cidade, quero uma declaraçao do Sr. Hermes, de que nunca vai pisar no Cais Maua. por favor, o senhor esta com a palavra.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: