REPLAY: Região Metropolitana de Porto Alegre tem a menor taxa de pobreza do Brasil

POST PUBLICADO AQUI NO DIA 10/08/2009

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgou no dia 4 de agosto o “Comunicado da Presidência nº 25, Desigualdade e Pobreza no Brasil Metropolitano Durante a Crise Internacional: Primeiros Resultados”. Ao contrário de outros períodos de grave manifestação de crise econômica no Brasil, que causaram mais pobreza nas regiões metropolitanas, desta vez houve diminuição do empobrecimento no país desde o último trimestre de 2008. Entre março de 2002 e junho de 2009, a taxa de pobreza caiu 26,8% nas regiões metropolitanas, passando de 42,5% para 31,1%. As regiões metropolitanas de Belo Horizonte (35,5%), Porto Alegre (33,6%) e Rio de Janeiro (31,2%) diminuiram mais rapidamente a taxa de pobreza do que a média nacional. A Região Metropolitana de Porto Alegre atingiu a menor taxa de pobreza do Brasil (25,7%). Em junho, o índice de Gini alcançou nas seis principais regiões metropolitanas do Brasil seu menor patamar (0,493), em conformidade com a Pesquisa Mensal de Emprego (PME) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O índice é usado para medir desigualdade e varia de 0 a 1 (quanto mais próximo de 1, mais desigual é a sociedade). As regiões analisadas foram as de Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

Para acessar as informações (em pdf), clique em:

Comunicado IPEA nº 25.       Gráficos IPEA.

Share



Categorias:Outros assuntos

Tags:, ,

%d blogueiros gostam disto: