Inacreditável: Pont propõe ação judicial para barrar PPP da Estrada do Progresso

Pont sugere a suspensão do processo

Um dia após a governadora Yeda Crusius (PSDB) reiterar ao sucessor Tarso Genro (PT) que vai assinar até o último dia de seu mandato contratos de Parcerias Público-Privadas (PPPs), o presidente estadual do PT, deputado Raul Pont, mobilizou a bancada petista para intervir judicialmente contra o projeto da rodovia ERS-010 nos próximos dias.

A construção da estrada de 60 quilômetros de extensão, ligando Porto Alegre a Sapiranga, será feita através de uma parceria público-privada (PPP). “Tarso solicitou pedido de informações das PPPs pela maneira oblíqua e tortuosa que essas coisas acontecem. São feitas através de contratos que a população não conhece”, criticou Pont.

O presidente do PT gaúcho conta que os parlamentares estão buscando subsídios para entrar com ação que impeça Yeda de assinar contrato para a realização da obra. “Vamos analisar se recorremos à Justiça comum com uma ação popular ou pelo Ministério Público (MP). Vamos encontrar o melhor meio.”

Três dias após a vitória no primeiro turno, em 6 de outubro, Pont havia antecipado ao Jornal do Comércio que Tarso solicitaria à Yeda a paralisação das PPPs em andamento. A equipe de transição pediu informações detalhadas do processo, mas, como a governadora já deixou claro que não vai abdicar do projeto, o processo deve ser barrado por ação da bancada do PT.

“No mínimo, cinco mandatos vão ter que arcar com os valores de uma estrada que será cobrada desde o primeiro dia à população. É obrigação do governo parar com esse projeto”, defende Pont, que define a proposta como “um negócio inaceitável para o futuro governo”, entende.

Yeda Crusius determinou a abertura da licitação para construção da rodovia de um total de 60 quilômetros (42 quilômetros no eixo principal e 18 quilômetros de interligações com a BR-386, pela ERS-429, e com a BR-116 em Vila Scharlau, pela ERS-449). A é estimada em R$ 800 milhões.

Pont critica que o Estado comprometa parte do orçamento com um projeto que, para ele, irá beneficiar uma empresa. “Imagine que a empreiteira ficará por 35 anos cobrando em quatro praças de pedágios numa área de 35 km e o Estado se compromete a pagar R$ 70 milhões ao ano durante 20 anos. Pagamos até hoje por um contrato de pedágio completamente nefasto, a favor dos empreiteiros. O Estado não pode financiar isso”, sustenta.

Jornal do Comércio

_________________________

Aquela velha história da política brasileira, destrutiva: um faz, o outro desfaz. E o Brasil continua atrasado e subdesenvolvido. Por que não adianta ter um PIB de país desenvolvido, se temos a pobreza de espírito que tem essa gente.

Share



Categorias:Rodovia do Progresso

Tags:, , , , , ,

14 respostas

  1. Essa estrada é uma iniciativa fantástica, simplesmente fantástica mesmo. A BR116 é um descaso federal com a vida de 40% dos gaúchos (que moram na região metropolitana de Porto Alegre). O governo federal fica com 65% dos impostos e não os reverte em desenvolvimento na mesma medida para os locais de onde eles vêm. Portanto, o estado e a cidade ficam com poucos recursos para aplicar em obras e nada é realizado. E depois simpatizantes do governo federal tentam barrar o pouco que o governo do estado pode fazer…

    O congestionamento da BR-116 não é um simples contratempo. Ele causa os seguintes problemas graves:
    1) perda de produtividade das pessoas que poderiam estar trabalhando e estão no congestionamento
    2) perda de desenvolvimento das pessoas que poderiam usar seu tempo para estudar, mas são obrigadas as usar seu tempo para dirigir
    3) atraso no desenvolvimento das cidades periféricas a Porto Alegre, pois tendo o transporte a porto alegre comprometido perdem oportunidades de negócio
    4) cansaço, ansiedade, acidentes, uma série de efeitos colaterais que afetam a vida das pessoas envolvidas e diminuem sua capacidade de produzir e portanto do Rio Grande crescer.
    5) falta de pontualidade, pois impossibilita pessoas de atender compromissos nos horários programados sem saber qual será o tamanho do congestionamento. E falta de pontualidade gera espera por pelo menos uma das partes, o que gera mais tempo produtivo perdido e por final menos desenvolvimento.

    Quanto aos pedágios, alguém aqui vai pra praia pela 101 para fugir deles? Eles são ruins? Não, são apenas o argumento a que integrantes de movimentos ideológicos se apegam pois têm apelo popular. O custo com gasolina (“o petróleo é nosso!”) ainda é bem maior tornando geralmente o custo com pedágios uma preocupação menor.

    Curtir

  2. Julião,

    boa ressalva!

    Curtir

  3. Provavelmente serão 4 pedágios, um para cada acesso, ou seja para transitar nela o motorista pagará apenas uma vez (ou na entrada ou na saída). Mas todos poderão optar por usar a BR-116 e não pagar nada, como sempre se exigiu das estradas pedagiada – uma opção sem pedágios.

    Curtir

  4. os pedágios são realmente absurdos, mas essa obsessão que os psicopatas esquerdistas tem por favelizar tudo é deplorável…

    Curtir

  5. Quanto ao mérito, já foram feitas as observações pertinentes ao escândalos de tais pedágios, quatro em 35 quilômetros, com faturamento de 70 milhões para a concessionária. O mau cheiro é muito forte … Depois, da mesma forma que qualquer cidadão, o deputado Raul Pont tem todo o direito de ir à Justiça para discutir a questão. Isso é um dos pilares do regime democrático, o direito de “espernear”, de poder ir reclamar no Judiciário. Quem não deve, não teme. Se tudo estiver dentro da Lei, não há motivo para tanto pânico. Mas se não estiver nos “conformes” …

    Curtir

    • Confesso que achei bastante exagerados estes números. Um pedágio seria o suficiente. Na verdade os 4 pedágios pegam todos os possíveis movimentos dos usuários da estrada, mas isso, concordo, já é um absurdo. A estrada tem que sair mas realmente tem que ser revistos estes detalhes.

      Curtir

  6. Se o processo prosseguir que ninguém reclame dos pedágios depois.

    Curtir

  7. Não tomando lado aqui, sendo apenas gaucha.

    Essas informações são validas:
    4 pedagios nos 35km e repasse anual do governo para a concessionaria de 70 milhoes ao ano?

    É assim mesmo o contrato?

    Curtir

  8. agora que falou em suicídio em massa, eu adoraria ver tarso, pont, essa vaquinha chamada manuela e toda essa turminha de imorais que acham que sabem fazer política serem fuzilados na inauguraçao do cais do porto, que deve ter uma estátua de YEDA em todos os pórticos de entrada em homenagem a mulher que fez acontecer. o que tambem poderia acontecer é alguem hipnotizar tarso genro para ele fazer um discurso na mata atlantica de porto alegre e fazer seus seguidores tomarem veneno, pois eles sao bastante fiéis né? ai a gente vai ver qm é fiel.. assim como fez jim jones em guiana, 1979.

    Curtir

  9. Me cheira a ” maracutáia”. O tempo passa, a vida passa, e eu continuo assistindo as mesmas controvérsias na troca de governos. Gostaria de saber que tipo de contratos foram feitos, e que fique bem claro para que toda a população saiba. Mais uma vez, está na hora de trocarmos os “velhos políticos” por gente nova. Meu Deus! até quando…

    Curtir

  10. lamentavel.
    e tem que goste desse animal.

    Curtir

  11. Com certeza ele sabe oq está fazendo, deve ter os seus seguidores retrógrados que o apoiam, pois lembrem-se, o brasileiro quer rodovias sempre melhores mas é radicalmente contra pedágios, e é ai que ele faz a manobra a seu favor…, ma a melhor notícia dos últimos tempos que leio aqui é que a Yeda vai entregar o projeto do Cais para Fortunati,… E ai seu Tarso, vais apelar para quem agora? Quem sabe o Raulzito tenha a fórmula para um suicídio em massa dos CONTRA TUDO…

    Curtir

  12. Deve ter gente que goste.

    E como tem RETRÓGRADOS no RS.

    Curtir

  13. Inconcebível que pessoas como essa desta reportagem ainda permaneçam na política …

    Nao entendo como um cidadão desses pode dormir de noite sucegado, com sua consciência tranquila, sabendo que este seu embate desprovido de senso cívico e de interesse pela coletividade, eivado de uma gritante falta de altruísmo, pode minar a melhoria da vida de milhões de bravos trabalhadores desta nossa terra …

    É asquerosa essa política da destruição que determinados “homens políticos” se prestam a fazer.

    Políticos de verdade, homens do povo, sabem, acima de tudo, compor interesses divergentes, e sempre optam pela decisão que melhor convém para o coletivo!!!

    Creio que a sociedade gaúcha precisa de modo urgente, por esforços de vários setores, tomar conhecimento dessa forças contrárias ao nosso desenvolvimento que laboram sem tréguas para destruir aquilo que nao está de acordo com seus interesses pessoais e partidários!!!

    Chega disso, nao aceitemos mais isso, vamos nos mobilizar!!!!

    E p vc, Seu Pont, muito cuidado, pois politicamente perante o eleitorado vai te queimar de modo que dificilmente recuperará tua imagem, que já anda tão para baixo …

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: