CICLOVIAS E BICICLETÁRIOS, por José Fortunati, prefeito de Porto Alegre

Bicicletas em Ipanema. Foto: Ricardo Stricher - PMPA

A polêmica sobre a falta de um bicicletário no Mercado Público termina revelando o total desconhecimento das pessoas sobre a preparação da cidade para acolher, de forma mais adequada, os ciclistas (que estão a trabalho ou a passeio).

Em primeiro lugar, torna-se necessário relembrar o grande trabalho técnico desenvolvido para estudar todas as possibilidades da construção de ciclovias em Porto Alegre.

Foi uma tarefa que durou aproximadamente 3 anos e que resultou na aprovação do Plano Diretor Cicloviário, em 15 de julho de 2009, e que irá possibilitar a construção de mais de 40 Km de ciclovias em Porto Alegre.

Dentro do plano consta a operacionabilidade do sistema com a implantação de Bicicletários no Mercado Público, Usina do Gasômetro, Trensurb, entre outros locais públicos, ações que já estão sendo desenvolvidas.

A construção de uma ciclovia começou pelo Bairro Restinga, cuja obra já está na sua fase final, numa extensão de 4,6 Km.

A próxima ciclovia a ser construída será a da Avenida Ipiranga com uma extensão de 9 Km. A negociação com um parceiro (Grupo Zaffari) já está bastante avançada e a obra deverá ser iniciada em abril de 2011.

Depois, pela ordem, faremos a construção da Ciclovia da Av. Sertorio com uma extensão aproximada de 8 Km.

 Fonte: Blog do Fortunati

 

Share



Categorias:Bicicleta

Tags:, ,

5 respostas

  1. “obra deverá ser iniciada em abril de 2011” Faltam 5 dias para abril de 2011. E agora José?

    Curtir

  2. Venho por meio deste comunicar que a ciclovia,frente ao número 885 da Av, João Antonio da Silveira,está sendo ocupada irregularmente por um comércio de pneus usados de uma borracharia,inclusive fechando a calçada de pedestre com uma construção irregular e dificultando passagem de pedestre e ciclistas .Os pneus colocados na calçada dificulta a visão da saída de automóveis do condomínio,seguramente poderá acontecer um acidente,pois não tem a visibilidade para ver quem vem da rua ou da ciclovia.Espero que seja tomada uma providência antes que ocorra um outro acidente,pois sexta feira acorreu uma batida de carro na frente deste condomínio.

    Curtir

  3. Continua o bla bla blá.

    Curtir

  4. Sendo que, os poucos quilômetros de ciclovia construídos pela prefeitura Fo-Fo, são muito mal projetados. Ciclovia em cima da calçada é terrível para o pedestre e para quem usa a bicicleta como meio de transporte. Ao fazer isso a prefeitura está tirando ainda mais espaço do já restrito pedestre. Além disso, quando a ciclovia é construída sobre a calçada são péssimas para quem usa a bicicleta como meio de transporte, pois o ciclista não pode ir tão rápido quanto iria na via.

    Fora que na ciclovia que foi feita na Diário de Notícias, no espaço que ficou para o pedestre, tem uma parte onde não passa uma cadeira de rodas! Pelamordedeus, já ouviram falar de acessibilidade?

    Sem contar que a ciclovia na frente do Barra Shopping já está toda destruída, porque agora (só agora) resolveram construir calçada para os pedestes, e estão passando de trator em cima da ciclovia, vão ter que refazer toda ela! Isso é de uma burrice tremenda e demonstra a completa falta de planejamento.

    Curtir

  5. Coitado do Fortunati!
    Primeiro a polêmica não foi pela a falta de um bicicletário simplesmente, e quem acompanhou a história sabe muito bem disso.

    Depois ele enche a boca para falar “40km!!!” Todo ciclo-ativistas ou não, que utiliza a bicicleta em Porto Alegre por opção, está cansado de ouvir o blá blá político que vem de mais de 3 décadas, em relação a estrutura cicloviária, conhece o plano cicloviário atual e sabe que ele já deveria ter construído vários quilômetros de ciclovia desde o ano retrasado, conforme o que tinha sido prometido pelo Fogaça.

    Além disso questão da utilização da bicicleta como meio de transporte é muito além do que simples bicicletários e ciclovias, é uma questão de cultura e democracia.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: