PAC 2: governo federal anuncia R$ 1 bilhão em obras no RS

Montante custeará projetos em Porto Alegre e mais 38 cidadesO governo federal assinou nesta segunda-feira os termos de cooperação federativa das obras selecionadas para prefeituras e governos estaduais do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). No Rio Grande do Sul, os investimentos para as cidades que compõem o Grupo 1 do PAC – capitais, regiões metropolitanas e cidades com mais de 100 mil habitantes – somam R$ 1 bilhão e contemplam ações em Porto Alegre e em mais 38 cidades.

A seleção alcança projetos de saneamento, habitação, pavimentação e contenção de encostas e áreas de risco e instalação de Unidades Básicas de Saúde (UBS), Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Praças do PAC, voltadas para as cidades maiores.

Nesta primeira fase, o Rio Grande do Sul receberá R$ 924 milhões em investimentos em drenagem, habitação, saneamento e pavimentação, além de 23 Praças do PAC, 79 unidades básicas de saúde e oito unidades de pronto atendimento.

Em todo o país, os projetos anunciados pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em solenidade em Brasília, com a presença de governadores e prefeitos, chegam a R$ 18,550 bilhões.

Segundo a Coordenadora do PAC e futura ministra do Planejamento, Miriam Belchior, o PAC demarca a retomada da capacidade de planejamento de médio e longo prazo do Estado brasileiro e garante aportes em infraestrutura de transportes e energia.

Dos 477 municípios que compõem o Grupo 1 – onde vivem 60% dos brasileiros -, 440 estão inclusos nesta primeira seleção. Os demais, que segundo o governo não apresentaram projetos ou não os tinham no perfil adequado, poderão participar da segunda rodada das mesmas ações, prevista para 2011.

ZH DINHEIRO, COM INFORMAÇÕES DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

 

Share



Categorias:Economia Estadual

Tags:, ,

4 respostas

  1. Aposto qualquer coisa que esse dinheiro nao chegara a bater no chao…o governo PeTistA usara esse dinheiro para finaciar as proximas eleicoes e contratar um monte de kumpanheiros para o trenzinho da alegria. Quantos PACs JA FORAM MESMO, QUANTOS ANOS? E oque se tem para mostrar…ahhh sim…nada!

    Curtir

  2. A(s) pergunta(s) que não quer(em) calar: e o metrô de Porto Alegre? Cadê a Maria do Rosário?

    Curtir

  3. E o corte dos gastos públicos prometidos pelo governo federal para conter o aumento do inflação dos próximos anos?

    Alguém se deu conta de que a liberação de crédito sem limites para a população consumir e o lançamento de centenas de bilhões de reais em títulos públicos, através do BNDES para o governo, estatais e grande empresas investirem (e assim reativar a economia- esse foi argumento usado) depois da crise financeira internacional, foram na verdade MEDIDAS ELEITOREIRAS.

    Em 2009/10 foram lançados mais de 200 bilhões de reais em títulos públicos, sem contar o outro tanto para cobrir os juros da DÍVIDA PÚBLICA do período, e isso é quase equivalente ao que o pais crescerá no PIB nesses 2 anos (zero em 2009 e 7% em 2010)

    Passada as eleiçõe e conquistado a vitória nas urnas, agora chegou a hora de pagar a conta.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: