Vistorias diárias são rotina no vão móvel

Sistema operacional recebe melhorias e empresa aguarda laudos técnicos para fazer obras maiores Crédito: mateus bruxel / cp memória

Concessionária quer evitar problemas no período anterior às festas

A concessionária Triunfo Concepa está realizando vistorias diárias no vão móvel da Ponte do Guaíba como forma de prevenir eventuais problemas, principalmente neste período que antecede as festas de Natal e Ano-Novo.

O gerente de Engenharia da empresa, Lélio Brito, explicou que muitas melhorias estão sendo feitas no sistema operacional. Ele informou, como um exemplo, que as ações vão desde a colocação de cabos até um sistema extra de emergência que atuará conjuntamente com o atual mecanismo de elevação via manivela, para ser usado na eventualidade de algum problema.

“Estamos trabalhando para garantir o funcionamento da ponte nos dias que antecedem as festas natalinas”, destacou Brito.

Entre as ações de melhorias estão pintura, recomposição de defensas, sinalização vertical e horizontal e ampliação do sistema de iluminação. Brito declarou ainda que as obras de maior porte na ponte somente poderão ser feitas depois do recebimento dos laudos técnicos da empresa norte-americana Parsons, que deverão ser entregues até o final de janeiro de 2011.

Após o recebimento do laudo dos especialistas norte-americanos, ainda deverão transcorrer alguns meses antes do início de obras diretas no vão móvel. “O resultado das vistorias permitirá, principalmente, apontar que atitudes teremos de tomar para que a Ponte do Guaíba volte a ter um funcionamento sem problemas. Porém, depois ainda, será necessário um prazo de alguns meses para a elaboração dos projetos de engenharia”, afirmou Brito.

Ainda conforme as informações do gerente, a Roca Engenharia, empresa com sede no Paraná que acompanhou a execução da vistoria feita no mês passado, poderá ser parceira da Concepa na execução das obras futuras. “Ainda estamos disponibilizando informações para a Parsons, que entende que a ponte pode operar, sem dúvida, por mais de 50 anos”, projetou.

Correio do Povo

 

Share



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:,

1 resposta

  1. Deveriam aproveitar e, paralelamente aos reparos e eventuais melhorias na ponte móvel, fazer estudos para ver onde seria a melhor localização para uma ponte nova e com o vão fixo. Esse negócio de vão móvel só servia na época para causar alguma impressão de modernidade (e por ser um sistema mais caro aproveitar para desviar mais verba durante a construção)…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: