Rio Grande do Sul é apenas o 18º estado no ranking de obras do PAC

O Rio Grande do Sul foi tratado de maneira cruel e discriminatória pelo governo Lula

A prova mais oceânica da discriminação do Governo Federal ao RS é a lista de 1.104 obras de infraestrutura em execução no Brasil neste momento. Sobre o investimento total previsto para a conclusão das 1.104 obras, R$ 290 bilhões, somente R$ 1,3 bilhão sairão no RS, o que nos coloca em 18º lugar no País, atrás de Estados como Maranhão (o segundo), Ceará, Espírito Santo e até Alagoas. O valor total dos investimentos é R$ 370 bilhões.

41% dos investimentos são da área de combustíveis. A Refinaria Premium I, da Petrobrás,no Maranhão, custará R$ 40 bilhões.

Obras do RS: usinas Paiquerê, Passo São João e Foz do Chapecó; Candiota III, Usina MPX, subestações Missões e Tapera 2; Esgoto Arroio Pampa, tratamento de esgoto da bacia do Arroio Luiz Rau, Abastecimento de água em Novo Hamburgo, Aeroporto de Porto Alegre, Aeromóvel e Ampliação do Trensurb. Algumas destas obras constam da lista das 18 com outras obras suplementares.

O Rio Grande do Sul está numa posição vexatória na lista dos Estados que dispõem da melhor infraestrutura. Isto não se deve apenas ao tratamento padrasto do governo Federal, que mantém um histórico de discriminação em relação ao Rio Grande do Sul. No Estado, o governo estadual passou quase 40 anos convivendo com déficits estruturais continuados e quase não investiu nada em infraestrutura, excessão feita aos governos Britto e Yeda.

Segundo ranking organizado pela Fundação Dom Cabral para a publicação Anuário Exame desta semana, o Rio Grande do Sul ocupa a 9ª posição (em 2009, foi o 8º), bem atrás de Estados como Espírito Santo, Rio Grande do Norte, Paraná e Bahia. Minas ocupa a segunda posição.

Informações: Políbio Braga

 

Share



Categorias:Economia Estadual, PAC e PAC2

Tags:, , , ,

10 respostas

  1. Nao so’ nao mandam dinheiro que nos e’ devido, mas ainda impedem que qualquer coisa aconteca por ai. Nao entendo prq o RS sempre fica esperando migalhas e esmolas dessa gente de brasilia, um verdadeiro absurdo, eles la fazem oque bem entendem deveriam tocar a diante ferre-se o governo federal…oque irao fazer??? eles tem medo que o RS tente se separar, nao iriam fazer nada.

    Curtir

  2. E em cada visita uma promessa, mas as obras foram escassas. Importante era criar a expectativa e ganhar o voto.

    Curtir

  3. Essa notícia não é de todo tenebrosa: investiu-se mais no nordeste porque lá a situação é de desgraça, sem querer negar que estamos sempre na periferia das atenções. Quantas vezes um presidente visitou o Estado, comparado com outros?

    Curtir

  4. Vão endividar o estado e depois dizer q foi a herança maldita.

    Curtir

  5. Ainda não está valendo a moderação?

    Curtir

  6. E os gauchos bocós ainda votaram na Dilma!

    Curtir

  7. Quer apostar que nas próximas eleições para prefeito um candidato do PT irá ganhar!!

    É sempre assim!!

    Parabéns a todos que votaram no PT!!!

    Viva a capital da provincia, uma cidade que está a altura de seus cidadãos.

    Curtir

  8. E esperem só até acabarem com o déficit zero de novo. Isso que agora não vão ter o CPERS fazendo politicagem contra.

    Curtir

  9. Mesmo com esses escassos investimentos federais no últimos 5 anos, por exemplo, o RS cresceu mais que o Brasil. Portanto, parabéns aos que votaram na Dilma, no Tarso e acreditaram nas mentiras petistas de campanha.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: