O projeto do Cais e a Câmara Municipal

CAIS – André Carus (PMDB) manifestou-se sobre a possibilidade de embargo ao projeto de revitalização do Cais Mauá. Criticou a falta de discussão do tema na Assembléia Legislativa e o deputado Raul Pont (PT), que alega ser irrisório o valor de R$ 1 milhão por ano, a ser pago pelo consórcio para utilização da área. “O que importa é que esse projeto vai possibilitar aos moradores do Centro e de toda a cidade acesso a um espaço que até hoje não tinha destinação alguma”, disse ao apelar para que o governador eleito Tarso Genro não ignore o projeto. 

CAIS II – Mauro Pinheiro (PT) saudou Nelcir Tessaro (PTB) por assumir nesta quinta-feira a Prefeitura de Porto Alegre, na ausência do prefeito José Fortunati. Sobre o Cais Mauá, lembrou que seu voto foi favorável à revitalização. “Temos que desenvolver aquela região. Pode ter certeza que o governador eleito Tarso Genro não é contrário ao Cais; a governadora Yeda é que tem que entender que está em final de mandato e não pode tomar decisões, ela teria que ter acertado esses valores com a Antaq, responsável pela área, e com o próximo governador. Não se pode tomar decisões de última hora, ao apagar das luzes”, concluiu.

Carla Kunze

_______________________________________

 

Viva Gasômetro quer parque junto à Usina

A coordenadora do Movimento Viva Gasômetro, Jacqueline Sanchotene, voltou a defender hoje (16/12) a criação do Largo e do Parque do Gasômetro na área compreendida entre a Praça Brigadeiro Sampaio, na Avenida Mauá, até a Praça Júlio Mesquita, na junção das avenidas João Goulart e Loureiro da Silva. “A criação do Largo resgatará o aspecto histórico do local, com o aumento das calçadas na rua General Salustiano, aterramento de cabos elétricos e restauro da fachada de seis casas.” Conforme ela, a criação do parque depende de aprovação de lei complementar.

Jacqueline, que ocupou a Tribuna Popular da Câmara Municipal de Porto Alegre, também defendeu a implementação do projeto Bonde Histórico, com a instalação de uma linha turística ligando o Gasômetro ao Mercado Público. A coordenadora do Viva Gasômetro ainda solicitou alteração na legislação municipal que impede os donos de quiosques instalados na Prainha do Gasômetro de comercializar bebidas alcoólicas. “Os quiosqueiros estão sofrendo concorrência desigual, pois os bares do entorno e o bar flutuante podem vender bebida de álcool.”

A coordenadora do Viva Gasômetro pediu ainda fiscalização da Prefeitura sobre o Bar do Paulista, na esquina da Riachuelo com General Salustiano, que, segundo ela, está promovendo shows de samba entre sexta-feira e domingo, sem respeitar o limite de 22h, perturbando os moradores do entorno. “O som dos equipamentos com certeza supera os decibéis autorizados pela Smam.”

Jacqueline também reclamou das péssimas condições de um casarão invadido na esquina das ruas Riachuelo e General Salustiano, dos estragos causados na Praça Júlio Messquita por causa de obras realizadas na região pela CEEE e do cercamento do Parque da Harmonia, além de demonstrar preocupação que o projeto de revitalização do Cais Mauá resulte na construção de um prédio ao lado da Usina do Gasômetro. 

Marco Aurélio Marocco

Câmara Municiapal de Porto Alegre

Airto Ferronato também é a favor da Revitalização do Cais

A revitalização do Cais Mauá

Airto Ferronato

Na revisão do Plano Diretor de Porto Alegre, coordenei a temática que tratou do Centro Histórico e do Cais do Porto Mauá. Logo após, relatei o projeto que tratou especificamente da revitalização do Cais, alterando o regime urbanístico e definindo diretrizes para aquela área.
A animação deste importante espaço no Centro Histórico da nossa capital é um sonho aguardado há décadas. O êxito desse projeto depende da revitalização do centro da cidade como um todo. O Cais revitalizado não pode ser um shopping isolado, já que a região também carece de animação e de alternativas que ajudem atrair visitantes e freqüentadores, além de profundas melhorias no trânsito e acessibilidade, especialmente no entorno da Avenida Mauá.
Como autor da Lei Municipal n° 253/91, que obriga a conclusão de obras iniciadas em governo anterior, fui pioneiro neste debate, dispositivo mais tarde inserido na Lei de Responsabilidade Fiscal. Em minha trajetória política, tenho reafirmado essa idéia, independente do partido ou da coligação vitoriosa na eleição.
Nesse sentido, defendo que aproveitemos ao máximo as ações já realizadas em direção a concretização do projeto de revitalização do Cais Mauá.
Considero legítimo que o novo governo adeque os projetos em andamento de acordo com a sua visão política e maneira de governar, bem como a respeito da segurança jurídica do termo a ser assinado. Por outro lado, há que se otimizar esforços entre os governos para que a sociedade ganhe em agilidade, pois a Copa 2014 chegará rapidamente.
Além do aspecto estritamente financeiro do empreendimento e se o valor oferecido na licitação da PPP em andamento é justo, é importante observar se estão sendo garantidas as contrapartidas previstas em equipamentos de uso social.
Por exemplo: a partir de emenda de minha autoria aprovada pela Câmara Municipal, consta no Edital a criação do “Centro da Juventude” em um dos armazéns. Inspirado em espaços conhecidos como o Centro Cultural da Juventude e a Galeria de Arte Choque Cultural (SP), o Museu de Arte Contemporânea de Barcelona e o Centro de Estudo e Qualificação de Jovens Artistas do Canadá, o projeto tem como objetivo disponibilizar um equipamento moderno, com infra-estrutura adequada para realização de eventos da juventude, unindo no mesmo espaço atividades de cultura, esporte, lazer e qualificação profissional.
Outro aspecto a ser analisado é o percentual de armazéns que será destinado para realização de eventos tradicionais da cidade, como a Feira do Livro e a Bienal do Mercosul, bem como espaço para criação de um Centro Referencial de Leitura, contrapartidas que a Câmara Municipal também aprovou. Da mesma forma, está prevista a construção de uma passarela ligando o Centro Popular de Compras com a área a ser revitalizada e a garantia de local para embarque e desembarque dos barcos de turismo que atualmente partem do Gasômetro.
Airto Ferronato é Vereador de Porto Alegre 
 
 
 

Share



Categorias:Projeto de Revitalização do Cais Mauá, QUERO CAIS

Tags:, , , , ,

1 resposta

  1. “…além de demonstrar preocupação que o projeto de revitalização do Cais Mauá resulte na construção de um prédio ao lado da Usina do Gasômetro. ”
    Sera que a dona Jaqueline nao viu que no projeto NAO vai haver um predio ao lado do Gasometro~!?!?…ou ela so ta querendo criar polemica!?!?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: