Demhab recomeça transferência da Vila Dique na segunda

Mais famílias começarão a ser transferidas da Vila Dique para o loteamento da avenida Bernardino Silveira Amorim , 1915, a partir desta segunda-feira, 20, pelo Departamento Municipal de Habitação (Demhab). Esta sexta etapa de mudanças será feita até o dia 22 de dezembro e, depois, nos dias 27, 28 e 29 de dezembro, totalizando 88 famílias. Desde o início das transferências, em outubro de 2009, o Demhab já reassentou 308 famílias de um total de 1.476 no local.

Além moradias, as famílias já têm à disposição centro social,  unidade de triagem de recicláveis e 16 pontos de comércio. Quando completo, o loteamento terá 103 unidades comerciais, escola e creche municipais, posto de saúde, unidade de triagem de resíduos recicláveis, centro comunitário, praça e área de preservação ambiental.  As casas, sobrados e apartamentos, com cerca de 40 metros quadrados, terão sala, cozinha, banheiro e dois dormitórios. Vinte unidades serão adaptadas para pessoas com deficiência.

Devido a continuidade do processo de reassentamento, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) autorizou o bloqueio da avenida Dique, de segunda-feira, 20, até quarta-feira, 22,, e do dia 27, segunda-feira, até 29 de dezembro, quarta-feira, das 8h às 17h. Os veículos e as linhas de transporte coletivo terão seus itinerários alterados, conforme segue:

Linhas B02 – Leopoldina/Aeroporto e B09 – Aeroporto/Iguatemi
Sentido Bairro/Centro – Av. Sertório, rua Dona Margarida, rua Edu Chaves, Av. Zaida Jarros, Av. Severo Dullius, Av. das Indústrias, rua Lenea Gaelzer, Av. Severo Dullius, rua Eugenio Rubbo, retornando a Av. das Indústrias, Av. Severo Dullius, Av. Zaida Jarros, Av. Ceará, Av. Sertório.

Linha 705 – Industrias (circular)
Av. Severo Dullius, Av. das Indústrias, rua Leane Gaelzer, Av. Severo Dullius, rua Eugênio Rubbo retornando a Av. das Indústrias, Av. Severo Dullius, Av. Zaida Jarros retornando para o Centro.

Prefeitura de Porto Alegre

 

Share



Categorias:Outros assuntos

Tags:

1 resposta

  1. Falta ao menos uma base da Brigada no tal “loteamento”. Parece até que há a intenção de se criar um novo espaço onde a criminalidade possa encontrar facilidade para crescer.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: