A transferência de famílias

Uma das tarefas mais difíceis na preparação de Porto Alegre para a Copa 2014 é a transferência de famílias, para realização de obras, reconhece o prefeito José Fortunatti. Existindo recursos, estas são de fácil execução. Mas a mudança de famílias envolve gente. Uma delas já está em curso nos fundos do aeroporto, onde se completa esta semana a transferência de 400 de um total de 1.476, o que já irá liberar a Infraero para começar as obras.

A outra será na avenida Tronco e são 1.300 famílias. Neste caso, o maior problema é encontrar áreas apropridas. Há seis já mapeadas nas proximidades, envolvendo inclusive negociações com o III Exército.

http://www.affonsoritter.com.br/

 

Share



Categorias:aeroportos brasileiros, COPA 2014

Tags:,

10 respostas

  1. Não acho que seja justo esses INVASORES serem mantidos em áreas próximas apenas porque assim o querem, já invadiram e ainda vão ganhar uma residência decente de graça, então não tem que ficar choramingando…

    Curtir

  2. “Não acho que falte competência ou até vontade nesse caso (de retirar as famílias).”

    Sempre quando há um problema a ser resolvido e ele não é resolvido…mesmo tendo-se recursos para resolvê-lo….isso se chama INCOMPETÊNCIA. É a propriamente dita, fraqueza de espírito e sagacidade..
    Não interessa que a Constituição é assim ou assado. Há um problema a ser solucionado..e ele precisa ser solucionado para que se tenha sucesso. Faça-se o que for necessário para isso. É por isso que eu adoro o Sun Tsu e o Maquiavel….porque foram lógicos, ordenaram seus pensamentos e tiveram ATITUDE e determinação para defender suas estratégias e colocá-las em prática.
    A vida é aqui e agora. Numa batalha não há tempo para meditações ao luar nem jantares a luz de velas. As decisões requerem planejamento, sim MAS agilidade TAMBÉM…caso contrário o inimigo te atropela e o cavalo passa encilhado sem ser montado.

    Curtir

  3. Três anos (2011, 2012 e 2013) para concluir a duplicação/construção da avenida Tronco é pouco, não acham? Conhecendo a lerdeza do setor público…

    Curtir

  4. Poderiam por essas pessoas em lugares se parados, tenho medo que juntem tudo em um só lugar e isso vire uma grande favela.

    Curtir

  5. Não acho que falte competência ou até vontade nesse caso (de retirar as famílias). Acho que o problema é da nossa constituição, que dá plenos direitos até mesmo quem invadiu uma área. Não sou a favor de expulsar famílias, mas acho que quem está em área invadida e está ganhando uma casa nova deve ser sumariamente movido, sem demoras. Tenho certeza que em qualquer outro pais funciona desta forma. Pelo visto temos dinheiro para os reassentamentos, o problema é o processo.

    Outro problema claro é a incerteza juridica e falta de confiança na execução de qualquer obra publica. Imagino que a prefeitura libera dinheiro para 100 casas, espera ficarem pronta, depois libera para mais 100, e assim vai. Isso para evitar que as empresas contratadas sumam após receberem o dinheiro.

    Esses dias conversei com um operario que estava instalando rede pluvial (das grandes) e ele disse que eles (operarios) estavam parados esperando a liberação do dinheiro para a proxima quadra. Isso mesmo, a prefeitura libera quadra a quadra. Claro que há uma demora nessa liberação e portanto o que poderia demorar poucas semanas acaba demorando varios meses na espera.

    Curtir

  6. Não adianta ter grana…se quem recebe os recursos não sabe como fazer as coisas. Estão mais perdidos do que cusco em tiroteio….totalmente mergulhados em um mundo do faz de conta e do discursinho vazio.
    Não se remove pessoas nem se faz grandes obras, com palavrinhas vãs jogadas ao vento. Pra isso é preciso planejamento, organização e decisão. Sem atitude e sem competência…nem com vários bilhões nas mãos sai projeto algum.

    Curtir

  7. …enquanto isso….a FIFA assiste tudo de cantinho de olho….só aguardando o momento pra dar o ultimato.

    Curtir

  8. Acho que me expressei mal, quis dizer que acho que não tiraram nenhuma da Cruzeiro. Da dique já tiraram algumas sim, mas esse processo já começou a o que? 2 anos?

    Curtir

  9. tava voltando da praia ontem e vi placas falando sobre a remoção das familias para ampliação da pista.

    Curtir

  10. Eu estava coincidentemente falando exatamente disto com um amigo hoje. Se demorarem tanto tempo para tirarem as famílias do entorno da Tronco quanto levaram no caso da Dique, esta avenida não fica pronta. Pelo que vi lá estes dias, não tiraram uma única pessoa até agora.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: