Agência do Banrisul em Porto Alegre inaugura bicicletário

Medida é um projeto-piloto que poderá ser estendido a outros pontos da Capital

Agência do Banrisul em Porto Alegre inaugura bicicletário - Foto: Camila Domingues

O Banrisul lançou nesta sexta-feira o Programa BanriBike, que oportunizará aos colaboradores que trabalham no edifício-sede um espaço para estacionar bicicletas. O estacionamento, com dez vagas, está localizado em área da Fundação Banrisul, na rua Siqueira Campos, no Centro Histórico de Porto Alegre. A medida é um projeto-piloto que poderá ser estendido a outros pontos da Capital para também beneficiar os servidores das agências bancárias.

Também não está descartada a possibilidade de a proposta ser implantada também nas cidades da região Metropolitana e do Interior, onde o Banrisul está presente. “Vamos ampliar em pelo menos 20 vagas a área já existente”, anunciou o vice-presidente do Banrisul, Rubens Bordini.

A proposta inicial, conforme Bordini, era fazer uma experiência a partir da oferta de 20 vagas de estacionamento para bicicletas. “Todas estão ocupadas e temos 20 funcionários ciclistas pré-cadastrados, aguardando em lista de espera”, revelou. O diretor-presidente do Centro de Transporte Sustentável (CTS-Brasil), Luis Antonio Lindau, apoiou a iniciativa do Banrisul. “Estamos diante de uma importante medida em um momento em que os automóveis estão tomando conta dos espaços urbanos”, frisou.

Lindau advertiu que, para a Copa do Mundo de 2014, haverá necessidade de implantação de 500 quilômetros de pistas exclusivas para o sistema de ônibus articulado, conhecido como Bus Rapid Transit (BRT). Baseados em corredores troncais com ônibus de grande capacidade, articulados ou biarticulados, e complementados por alimentadores com ônibus convencionais nos bairros distantes dos eixos principais, os BRTs têm múltiplas vantagens. De acordo com Lindau, os BRTs aumentam o número de pessoas transportadas, melhoram a qualidade de vida dos usuários e do serviço que é prestado, reduzem a frota de veículos e, por consequência, beneficiam o meio ambiente em razão da redução das emissões de gases.

O coordenador da Comissão Socioambiental do Banrisul, Luiz Fernando Nunes, revelou que o bicicletário vinha sendo reivindicado há 10 anos pelos funcionários do edifício-sede. Segundo ele, todos os usuários receberam o Manual do Ciclista e podem fazer uso do vestiário de uma academia localizada nas proximidades para refrescar o corpo e trocar de roupa. A caixa da Agência Central, Ana Zivalova, ficou satisfeita com a iniciativa. Moradora do Partenon, ela já percorria os 11 quilômetros que separam a casa do trabalho pedalando. “Antes deixava a bicicleta acorrentada a um poste. Agora trabalho mais tranquila, pois sei que está em local seguro”, disse.

Correio do Povo



Categorias:Bicicleta

Tags:,

7 respostas

  1. Felipe, considerando esses estacionamentos particulares do centro, com certeza teriam interesse em bicicletários na rua, pois acabariam indiretamente aumentando a demanda e justificando aumento das tarifas que já cobram. Só não sei se a prefeitura iria apoiar, pois esses estacionamentos rotativos rendem um lucro bom…

    Curtir

  2. Guilherme,

    Pelo que eu andei pesquisando, um bicicletário de chão com capacidade pra seis bicicletas custa algo como R$ 300; mesmo se somarmos o custo de mão-de-obra da instalação e a manutenção (que é mínima), o custo de um bicicletário é risível perto do tipo de lucro operacional que o Banrisul tem.

    Eu vejo que várias medidas poderiam ser tomadas para avançarmos a questão dos bicicletários em POA:

    1) exigir que estabelecimentos comerciais a partir de um determinado porte tenham bicicletário em suas dependências ou banquem um bicicletário na rua (quando não houver espaço nas dependências)

    2) obrigar os estacionamentos privados a bancarem um bicicletário a cada X vagas de carros que eles oferecem (imagino que X=50 seja um bom começo)

    3) nas ruas com área azul, substituir uma ou duas vagas por quadra por um bicicletário (no caso do centro, os milhares de estacionamentos acabariam bancando os bicicletários)

    Curtir

  3. aaa, então coloca de graça, e toca umas propagandas, sei la…
    ashusaushusahusa

    Que a prefeitura faça um então.. =D

    Curtir

  4. guilherme,

    Alugar o bicicletário? Vai totalmente contra a proposta de construí-los! Bicicletário tem que ser de graça e aberto ao público. O retorno econômico vem na externalidade positiva gerada pelo viabilizaçã do uso da bicicleta

    Curtir

  5. Muito bom..
    Parabens ao Banrisul…

    Bem que eles poderiam fazer algo grande ali pela região e alugar o espaço para o pessoal de outras lojas, acho que pegava.

    Curtir

  6. Muito legal, mas…

    se o bicicletário já vai sair de cara lotado e restrito aos funcionários, ele está mal dimensionado.

    Curtir

  7. Bela iniciativa.
    Parabéns ao Banrisul.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: