Tarso pedirá empréstimo de R$ 2 bilhões ao Banco Mundial e ao BNDES

Nos primeiros dias de janeiro, o governador eleito Tarso Genro pretende encaminhar dois pedidos de empréstimo, no valor de R$ 2 bilhões, ao Banco Mundial e ao BNDES.

A expectativa é que o recurso seja recebido ainda em 2011, permitindo investimentos em políticas de infra-estrutura estatal e regionais.

O anúncio das primeiras medidas do governo foi feito nesta tarde pelo governador, que salientou que as cartas-consultas já estão prontas.

— É importante que a sociedade gaúcha saiba que nós já estávamos trabalhando para que essas cartas pudessem estar prontas agora. O fato de já estarmos trabalhando nas cartas-consultas é inédito na história de qualquer governo — destacou.

A previsão é de que em novembro o Estado tenha à disposição R$1,7 bilhões provenientes do BNDES e R$ 300 milhões do Banco Mundial.

Tarso ainda detalhou outras medidas para os primeiros dias de governo, como a formação de um grupo de trabalho que atuará em conjunto com a Prefeitura de Porto Alegre para tratar da Copa do Mundo de 2014 e a criação de uma comissão de negociação com os servidores.

Para monitorar o andamento dos projetos que o futuro governo pretende , estão sendo montados grupos que devem se reunir com periodicidade variável, como o Conselho Político, Núcleo Gestor do Governo, Junta Financeira e Coordenação do Governo. O Núcleo Gestor deve se reunir diariamente às 9h15min e será formado pelos secretários Estilac Xavier (Secretaria-Geral), João Motta ( Planejamento), Vera Spolidoro (Comunicação), o Chefe de Gabinete (Vinicius Wu) e Assessor do Governador ( Flavio Koutzii), além da Casa Civil.

Esse grupo tratará de questões de curta prazo, além da agenda diária e semanal do governo. Já a Coordenação de Governo, composta por um conjunto de secretários mais um membro de cada partido da coalizão, deve se reunir a cada 20 dias e verificar o andamentos dos projetos. A Junta Financeira será composta pelos secretários de Planejamento, Fazenda, Secretaria Geral e Casa Civil e discutirá a liberação e destinação dos recursos. O Conselho Político contemplará todos os partidos da coalizão e reúne a cada 60 dias.

__

Fonte: zerohora.com

Share



Categorias:Outros assuntos

15 respostas

  1. “E a oposição babaca, vai ficar calada mais uma vez????!!!”

    Historicamente, oposição é função do PT. Tem que ver como eles fazem oposição a iniciativas que venham proporcionar algum desenvolvimento realmente HUMANO, eles parecem achar que um nóia de crack que rouba um trabalhador pai de família (prejudicando o sustento dos filhos do trabalhador) é mais humano que o empresário que emprega alguns pais de família que não conseguem uma teta pública para mamar.

    Curtir

  2. E a oposição babaca, vai ficar calada mais uma vez????!!!

    Curtir

  3. Já vai começar fazendo m…!!!

    Curtir

  4. Sei que o blog é imparcial e não devemos politizá-lo… mas como não envolver a política nos assuntos do blog se é ela a principal responsável por tantos entraves ao desenvolvimento do estado e da capital.
    [x2]

    Daqui a pouco vai ser possível lançar a Camorra ou a Yakuza como partido político, pois se o cenário brasileiro permite a sobrevivência do PT a tantos escândalos não falta mais nada…

    Curtir

  5. Os 3,6 bilhoes do superavit que a yeda deixa-ra nao serao suficientes para as mordomias, previlegios , empregos cabides para a kumpanheirada, e obvio, a compra da midia atravez de contas de propaganda publica. Portando isso faz muito sentido. Imaginem, toda aquela papagaiada contra a yeda esta sendo desvendada, foi tudo armacao, agora ate a luciano genro admite que numca houveram filmes contra a yeda. Tudo isso para elegerem esse verme do Tarso, ele realmente ira precisar de muitos BILHOES e BILHOES para tentar se reeleger ou eleger alguem para prefeito.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: