Chaminé da Usina do Gasômetro recebe limpeza após pichação

Pinturas se estendiam até o topo do local

Funcionários da empresa Executar Serviços de Risco, contratados pela prefeitura de Porto Alegre, realizam a limpeza da chaminé da Usina do Gasômetro neste sábado. O local foi pichado por vândalos na última sexta-feira.

Uma sindicância aberta pelo secretário municipal dos Direitos Humanos, Nereu D’Ávila, vai apurar se houve falha na segurança do local, guarnecido por guardas municipais. Três servidores da Prefeitura foram afastados.

ZEROHORA.COM



Categorias:Outros assuntos

7 respostas

  1. A solução para as pixações é “tiro de sal grosso” que não mata mas deixa marcas inesquecíveis nos vagabundos.

    Curtir

  2. O engraçado é que se você perguntar para qualquer um destes “vandaliânescos” se eles pichariam suas casas; a resposta seria, não; estou certo disto. Mas é como disse o FelipeX; são como cachorros(marcando teritório), é pitoresco, mesmo.

    Curtir

  3. Favor membros, verificar o post no link https://portoimagem.wordpress.com/2011/01/14/entrevista-a-ampliacao-da-pista-do-salgado-filho-e-desnecessaria-saiba-por-que-razao/
    é uma resposta que obtive do ‘presidente dos moradores do lindoia’

    Curtir

  4. Onde está a segurança da Usina do Gasômetro???? Cadê o poder público??? Que vergonha nacional.

    Curtir

  5. Aqui um dos participantes desse ato se vangloriando do feito

    http://www.fotolog.com.br/omelhordeviamao/22473789

    http://www.fotolog.com.br/omelhordeviamao/22410357

    O pior é o sujeito sair de Viamão só para pichar em Porto Alegre.

    O correto seria colocar esses marginais a limpar usando a língua…

    Curtir

  6. na real tem uma coisa tragicômica sobre pixação. A impressão que me dá é que tudo é uma questão de marcação de território, fico imaginando eles como cachorros mijando nos postes.

    Curtir

  7. Conheço bem a cultura da pichação, moro aqui em São Paulo, praticamente a capital da pichação no Brasil, mas Porto Alegre não fica muito para trás. Conhecendo bem a cultura da pichação, digo que estes “vândalos” atingiram um dos graus mais elevados do “vândalismo”, conseguiram pichar a Chaminé do Gasômetro. Agora são respeitados pelos outros “Artistas – vândalos”, criam-se novos adpetos a “arte – vandaliânesca”.
    O problema está no cerne da má formação nas escolas e familias; não posso fugir do clichê; o problema é social; o problema é da educação.
    Nossas praças e ruas só mudaram quando a mente destes seres humanos pararem de achar que é bonito ser feio.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: