Exportações do RS perdem participação em 2010 no total exportado pelo país

Na pauta exportadora agropecuária, a receita com vendas de grãos de soja caiu 7,9% (com a redução de 3,5% do volume exportado e de 4,5% dos preços) - Adriana Franciosi /

Vendas externas do Estado alcançaram US$ 15,4 bilhões no ano passado

A participação das exportações do Rio Grande do Sul no total das exportações nacionais caiu de 10% em 2009 para 7,6% em 2010, informou nesta sexta-feira a Fundação de Economia e Estatística (FEE). Com isso, o Estado caiu da terceira para a quarta posição entre os maiores estados exportadores, ficando atrás de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

As exportações do Rio Grande do Sul alcançaram US$ 15,4 bilhões no ano de 2010, um crescimento de 1% em relação a 2009. O desempenho resulta de uma queda de 8,3% do volume exportado e de uma elevação de 10,2% dos preços em dólares.

O crescimento do valor exportado resultou da queda de 4,3% das exportações agropecuárias, da elevação de 10,3% das exportações da indústria de transformação e da redução de 93% das vendas externas de energia elétrica.

Na pauta exportadora agropecuária, a receita com vendas de grãos de soja caiu 7,9% (com a redução de 3,5% do volume exportado e de 4,5% dos preços). Segundo a FEE, a diminuição se deve à queda da demanda chinesa pelo produto ao longo do ano passado. Por outro lado, as exportações de trigo cresceram 136% (expansão de 90,7% do volume exportado e de 23,8% dos preços), o que resultou no aumento da participação do trigo nas vendas externas agropecuárias — de 2,2% em 2009 para 5,5% em 2010.

No que diz respeito ao desempenho das exportações da indústria de transformação, as vendas externas de produtos alimentícios e bebidas tiveram crescimento de 13,2% em valor (5,8% em volume e 7% em preços). Entre os principais produtos exportados pelo setor encontram-se as carnes e óleo e farelo de soja. O crescimento das exportações do setor de veículos automotores, reboques e carrocerias (53,3% em valor e 44,6% em volume) também contribuiu para o aumento do valor exportado pela indústria. Entre os setores com resultado negativo no acumulado do ano, destaca-se a queda das exportações de fumo, com redução de 14,3% em valor e de 27,5% em volume.

Os principais destinos das exportações do Estado continuam sendo a China, a Argentina e os Estados Unidos. Segundo a FEE, foi expressivo em 2010 o crescimento das vendas para o Paraguai (49,6%) e para a Holanda (43,4%). A redução nas exportações de energia elétrica, em função da não ocorrência, em dezembro de 2010, da venda realizada em caráter pontual em dezembro de 2009, provocou a queda de 20,9% das exportações para a Argentina em 2010.

ZH DINHEIRO



Categorias:Outros assuntos

1 resposta

  1. Agricultura é tecnologia. O Brasil produz 150 milhöes/toneladas ano e os Estados Unidos só de milho produz 300 milhöes/toneladas ano. Quer dizer nosso Brasil é número 58 em competitividade no mundo.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: