Moradores da Zona Sul reclamam de restos de despachos acumulados na orla do Guaíba

Pais de Santo reconhecem que há excessos. Enquanto isso, DMLU alega dificuldade para fazer a limpeza

Foto: Leo Saballa Junior/Rádio Gaúcha

Basta uma caminhada pela orla do Guaiba, onde há mais vegetação e árvores, para notar a falta de limpeza. São muitos restos de despachos de cultos religiosos.

A reportagem da Rádio Gaúcha foi até o local e constatou a situação na divisa dos bairros Ipanema e Espírito Santo. Comidas e frutas podres espalhadas e vidros quebrados. O cheiro também é forte devido aos animais mortos que ficam na beira do rio.

Em meio a muitas moscas, o presidente da Associação de Moradores de Ipanema, Astélio dos Santos, demonstra indignação.

— Isso aqui é uma constante em toda orla do Guaíba. Estamos enfrentando uma situação que nunca tivemos com essa intensidade. Esse lixo acumulado é uma ofensa à integridade física das pessoas. Temos oferendas de mais de uma semana, dá para perceber pelo aspecto ou pelo estado de putrefação dessas oferendas. É um exército todas as noites largando essa quantidade de objetos, dos mais variados possíveis, que nem mesmo o DMLU consegue fazer a limpeza — relatou Santos.

O responsável pela Sociedade Beneficente Ilê Oxum reconhece o problema. O babalorixá Pedro de Oxum, condena o excesso de despachos e diz que a entidade recomenda que as pessoas mantenham a orla limpa.

— A gente vê justamente essas pessoas não sérias abusando dessa parte do rio. O verdadeiro Pai de Santo não precisa ir a todos esses locais. Infelizmente temos esses maus babalorixás, que se dizem da religião. Quem tem local adequado não precisa fazer isso.

O DMLU reconhece a dificuldade de manter a região limpa. O susprvisor de operações do órgão, Adelino Lopes Neto, diz que o recolhimento de restos de despacho é diário e explica que o movimento do rio impede a retirada dos restos com mais eficiência.

— Quando o rio sobe, isso fica um pouco escondido. Quando o rio recua nós temos o acumulado de diversos dias — alegou Lopes.

O prefeito José Fortunati também admite que há dificuldade para a limpeza e dá a mesma justificativa do sobe e desce do rio. No entanto, garante que irá cobrar mais do DMLU.

— Nesta área da cidade sempre há um grande volume de lixo depositado. Vou solicitar ao secretario Mário Monks (do DMLU) que aumente o recolhimento — disse Fortunatti, em entrevista no programa Gaúcha Repórter.

Também há reclamações de excessos de despachos e a falta de recolhimento próximo ao museu Iberê Camargo e no morro da Apamecor.

Zero Hora

 



Categorias:Outros assuntos

9 respostas

  1. moradores do campo novo na zona sul também enfrentam problemas com lixo,mas é na beira da faixa,por causa de alguns morados que nao são capazes de esperar o dia da coleta.
    Ao passar pela estrada Cristiano Kramer podemos observar as reais condições dessa faixa,como ja nao basta-se nao ter calçada temos que passar por cima so lixo é um descaso com a população do campo novo que atualmente tem aumentado sua população

    Curtir

  2. obs:nao só o lixo comum, também o lixo de oferendas que ficam na margem do rio tais como restos de animais mortos,copos,garrafas entre outros.
    no bairro de Ipanema na zona sul é um dos piores em relação ao cuidado com a orla do guaíba
    sem contas o esgoto que sai diretamente no rio e na beira da praia

    Curtir

  3. Abusam da liberdade de culto religioso para poluir a orla. Mas há realmente outro problema que foi citado pelo Antônio Soriano, ainda que de forma inadequada. Eu não sou favorável à prárica do homossexualismo, mas nem por isso saio condenando todos os gays. Mas realmente esses travestis e prostitutas, assim como drogados em geral, incluindo os tais “andarilhos”, acabam inibindo a população de bem de frequentar a orla por medo de sofrer alguma violência, desde um assalto até violências sexuais.

    Curtir

  4. Vamos reciclar o lixo.

    Curtir

  5. ^^

    [2]

    Alias, o que tem a ver gays, travestis, filho do Lula ou sei la o que com o assunto?

    Comentario sem sentido.

    Curtir

  6. Pior do que travestis e viadinhos só uma pessoa que julga uma pessoa inferior por sua opção sexual, condição financeira, raça e/ou credo.

    Curtir

  7. Alô moderador…

    Comentarios racistas, preconceituosos e desumanos devem ser banidos!

    Curtir

  8. Ta na hora de multar.
    Matar animais por causa de cultos, ja é um absurdo, ainda deixam a cidade podre, é lamentavel.
    Toca multa nessa gente, quero ver fazer de novo.

    Que falam em suas casas.

    Curtir

  9. Muito boa a reportagem sobre o lixo acumulado na beira do lago. Quero observar também sobre o acúmulo do lixo que anda sobre 2 pés: travestis, prostitutas, tarados, veadinhos, vagabundos e outros adjetivos de toda espécie.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: