Seis anos depois, prefeitura recupera sistema contra cheias em Porto Alegre

Só agora, seis anos depois que o último governo do PT entregou a prefeitura de Porto Alegre, foram recuperadas os 14 portões (comportas) que impedem inundações na área central, o Muro da Mauá.

Os portões estavam todos emperrados, enterrados, podres ou simplesmente fora de controle (o acionamento é hidráulico e a operação leva 50 segundos). Alguns deles, de aço, chegam a pesar 4,2 toneladas.

O DEP investiu R$ 1,8 milhão na obra, que foi entregue nesta quarta a tarde.

O Muro da Mauá e suas 14 comportas integram o Sistema de Proteção Contra as Cheias do Lago Guaíba e do Rio Gravataí. O sistema é composto de 68 quilômetros de diques, 2.647 metros do Muro da Mauá, 14 comportas e 18 casas de bombas (estas também foram entregues fora de combate, algumas delas completamente vampirizadas).

Fotos tiradas em 2004. Elas estão presentes no livro Herança Maldita, do Políbio Braga:

Políbio Braga

___________________________________

É isso então. Estivemos por 6 anos pelo menos sem proteção contra as cheias em pleno centro de Porto Alegre. E agora, continuam com esse lenga-lenga pra não derrubar o muro, ou ao menos diminuir pela metade, o que já seria de grande valia.



Categorias:Muro da Mauá

Tags:, , ,

5 respostas

  1. Para efeitos legais não quero que ninguém dinamite o muro. (mas que seria bom seria) 😀

    Curtir

  2. Se algum criminoso dinamitasse o muro nunca que iam levantar outro. E sorriríamos mais.

    Curtir

  3. Parabéns aos amantes do MURO, pois parece que agora ele útil de verdade. Resta esperar pela catástrofe tão desejada.

    Curtir

  4. engraçado: só de ler a primeira linha da notícia já sabia que era do políbio.

    Curtir

  5. É a velha diferença entre se sentir seguro e realmente estar seguro.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: