Trensurb negocia renovação de frota e prepara trens para Copa de 2014

Propostas prevêem mais conforto aos passageiros

Trensurb negocia renovação de frota e propõe complexo comercial Crédito: Divulgação

No ano em que atinge a marca de 1 bilhão de passageiros, a Trensurb prepara os trens para a Copa de 2014 e os próximos 30 anos. A empresa negocia com o governo federal a compra de 25 novas composições, com seis vagões cada, equipadas com ar-condicionado, câmaras de vigilância e mais conforto ao usuário tanto durante a viagem como na espera pelo trem.

A tecnologia, usada no sistema de trens urbanos de São Paulo e de fabricação nacional, contempla portas de plataformas climatizadas, acionadas em sincronia com a chegada do comboio na estação. O sistema é menos poluente e reduz em 30% o gasto de energia em comparação às máquinas atuais, que completaram 26 anos de vida útil. A renovação da frota foi calculada em R$ 500 milhões.

O diretor-presidente da Trensurb, Marco Arildo Cunha, solicitou ao Ministério das Cidades que a compra das novas máquinas se inclua nos projetos a serem contemplados pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Segundo Cunha, a aquisição dos trens poderá ser feita em regime de parcerias público-privadas (PPPs).

“A ideia é comprar o trem, com a garantia que o fornecedor faça a manutenção durante os 30 anos de vida útil da máquina. Essa modalidade também permite que se saiba o preço exato da aquisição durante todo o período de uso e facilita que a iniciativa privada faça o investimento inicial nos três primeiros anos e o governo passe a pagar a partir do quarto ano”, explica.

Isso agilizaria o processo de licitação e renovação da frota, pois, segundo Cunha, a entrega do primeiro comboio, com capacidade para 1,7 mil usuários (600 a mais do que o trem atual), ocorreria em 20 meses. Os demais 24 carros serão trocados a cada dois meses.

Projeto também inclui complexo comercial

Na última semana, a Trensurb realizou audiência pública de apresentação do estudo para implementação de um complexo comercial junto à Estação Aeroporto. O plano, elaborado pela consultoria M. Stortti Business Consulting Group, avaliou aspectos técnicos, mercadológicos e de viabilidade econômica e comercial, além de expor a concepção arquitetônica e o modelo financeiro para o projeto.

A iniciativa prevê a concessão de 30 anos de uma área de 79 mil metros quadrados da empresa para a construção de um shopping center ligado à estação, além de três prédios comerciais com 14 andares cada, centro de convenções e estacionamento para mais de 2,6 mil veículos.”O objetivo é, além de agregar qualidade e serviços aos usuários, buscar o equilíbrio econômico da empresa”, sustenta o diretor-presidente da Trensurb, Marco Arildo Cunha.

O investimento é de R$ 200 milhões, e o edital de licitação deverá sair em 60 dias, prevendo outorga mínima de R$ 1,7 milhão.A Trensurb projeta ainda empreendimentos desse porte em todas as estações da Linha 1, que atende aos municípios de Porto Alegre, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul e São Leopoldo. Depois da Estação Aeroporto, será a vez da Estação Sapucaia e da Mathias Velho, em Canoas. As empresas vencedoras serão responsáveis também pela gestão de limpeza, manutenção e segurança das estações.

Obra até NH quase pronta

O diretor-presidente da Trensurb, Marco Arildo Cunha, comemora a conclusão de 71,41% da obra de extensão da Linha 1 até Novo Hamburgo. Ao completar dois anos em fevereiro, o projeto de expansão prevê mais 9,3 km de extensão, totalizando 43 km, incluindo quatro novas estações

 
Novas estações em junho

Pelo cronograma da Trensurb, até junho deste ano deverão ser inauguradas as estações Rio dos Sinos e Liberdade. A conclusão das quatro estações e a chegada do trem ao Centro de Novo Hamburgo será em março de 2012. O aeromóvel que ligará o trem ao aeroporto deverá operar já em dezembro.

Correio do Povo

Share



Categorias:aeroportos brasileiros, Metro Linha 1

Tags:, , ,

2 respostas

  1. No link abaixo há uma série de informações que detalham o projeto de revitalização do 4º Distrito. Fala, por exemplo, das melhorias já citadas no entorno da Igreja N.Sra. Navegantes, como também o projeto “Memorial da Ponte”, qualificação da Pres. Roosevelt, e muito mais. Vale apena dar uma olhada.

    http://www2.portoalegre.rs.gov.br/spm/default.php?p_secao=150

    Curtir

  2. Ótima notícia!

    A reportagem fala que TODAS as estações serão contempladas por este modelo. No entanto, a estação Anchieta e a estação Farrapos podem ficar de fora.

    O complexo da Arena do Grêmio inibiria tal empreendimento na estação Anchieta, e o Shopping DC Navegantes, por sua vez, inibiria tal empreendimento na estação Farrapos.

    Na Arena, a exemplo do que ocorrerá no Aeroporto, poderia ter uma linha de aeromóvel ligando o complexo com a estação Anchieta do Trensurb.

    Na estação Farrapos também poderia ser construído um aeromóvel. A estação poderia se ligar a Igreja dos Navegantes (onde existe um projeto de revitalização do entorno), e o Shopping DC Navegantes.

    Este modelo de estações multifuncionais poderia ser empregano no projeto da Linha 2 do metrô!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: