Uma marina pública para a Capital

 Projeto de arquitetos brasileiros e estrangeiros prevê áreas para hotéis, bares e restaurante panorâmico na orla do Guaíba

Sob arcos de até 25 metros de altura junto às águas do Guaíba, nasce uma nova proposta para a revitalização da orla da Capital. Arquitetos espanhóis e brasileiros elaboraram – e esperam que a prefeitura encampe a ideia – um anteprojeto que prevê a construção de uma marina pública com espaço para bares, lojas, hotéis e piscinas junto ao Anfiteatro Pôr do Sol.

Ocentro da proposta é uma marina pública com espaço para cerca de 200 embarcações. No entorno, estão previstos estabelecimentos como restaurantes, bares, lojas, hotéis, salas para eventos e cinema. Eles ficariam sob arcos erguidos em uma barra que avançaria na água.

O plano prevê espaços para lazer, como praça, piscinas e mirante. O acesso à área seria gratuito, com cobrança apenas dos serviços oferecidos. O complexo seria erguido em uma extensão de 1,5 quilômetro entre o Parque Maurício Sirotsky Sobrinho e a foz do Arroio Dilúvio, com estacionamento para 1.432 veículos.

O investimento estimado é de cerca de R$ 500 milhões, por meio de parceria público-privada (PPP). O consórcio que executar a obra poderia explorar as áreas pagas do empreendimento por um período de cerca de 25 anos.

– Esse anteprojeto traz um ar de modernidade e cria um polo de atrativos para a valorização do Guaíba. Há mais de 40 anos o Plano Diretor prevê intervenções na área – diz o arquiteto e urbanista Fernando Brentano, que, com Augusto Portugal e outros profissionais gaúchos, é parceiro dos espanhóis.

ZH

Share



Categorias:Outros assuntos

46 respostas

  1. Enquanto, por aqui, seguem esses debates estéreis, fica uma sugestão de consulta no Google: “Orla de Aracaju /Imagens” é uma amostra de como estamos atrasados, não só em comparação a Puerto Madero e Montevideo, mas também em relação à pequena e modesta capital sergipana.

    Curtir

  2. Um cara que nem esse, a primeira coisa que faz se ganha na MegaSena é fugir pra um lugar cheio de playboys.

    OK, sem estereótipos, a cidade precisa se qualificar. Playboy, glamourização,tigrada, povão… vamos esquecer esses rótulos!!!!!!

    Curtir

  3. Esta estranha península já aparece nos mapas da Capital desde os anos 50 (Fayet/Paiva), ou talvez até antes. É intrigante perceber que metade dela foi feita, e que divide o encontro das duas fozes (?) do antigo e do novo Dilúvio. Uma, oriunda da Ponte de Pedra (a água vem ou vai? – ninguém fala desse braço morto…), e a outra do curso atual (Avenida Ipiranga). Curioso é que a enseada aparece em diversos mapas das décadas de 80, 90,2000, e mapas atuais… mesmo que a península jamais tenha sido concluída (os trabalhos foram paralisados em 1978).

    ALGUÉM SABERIA EXPLICAR?

    Curtir

  4. Não vi ninguem comentando a respeito, mas vocês notaram que bem no canto esquerdo da imagem tem aquele antigo projeto do Oscar Niemeyer!?
    É o tal do Caminhos da Soberania. Se eu não me engano é este o nome.
    Gostei de ver que dessa vez não esqueceram que existe outros projetos para a área e que eles não foram esquecidos. Goste ou não do projeto, é importante que a cada nova ideia, se some as anteriores. Isso qualifica os projetos.
    Só falta deixarem de se serem projetos.

    PS.: Também queria mais imagens… 😦

    Curtir

  5. Isto é uma afronta do poderio do capital a um espaço público, que deve ser utilizado pelo povo. Essas construções irão destruir a flora local e poluirão ainda mais o Guaíba. A ORLA É NOSSA!!!! Não à privatização do Guaíba…. rsrsrsrsrs Parece brincadeira, mas é o que os pedantes provincianos e contras-tudo em geral pensarão a respeito…
    Se o povo gaúcho fosse um pouquinho, mas bem pouquinho mesmo, empreendedor e inovador, este projeto já estaria sendo implantado… É uma pena.
    Quanto ao projeto em si, é muito bem pensado e muito bonito… Mas infelizmente, seriam mais uns 50 anos até os vermelhinhos cederem à “burguesia”…

    Curtir

  6. Só para colocar um aspecto que ninguém se lembrou até aqui, se olharem em alguns mapas antigos de Porto Alegre, esta marina já estava lá a mais de 30 anos. Nunca houve nenhum movimento nesta direção.

    Curtir

  7. Jorge, não há menção a construir edifícios. É uma equiparação ao tamanho dos arcos.

    Curtir

  8. Muito bom o projeto. Apenas achei que edificios de 8 andares realmente diminuiriam muito a visao do Guaíba. Poderiam ser mais baixos e com vão livres entre eles. Mas é uma primeira proposta, nada oficial, nem mesmo com alguma fonte de financiamento clara. Poderia ser PPP e nesse caso prefeitura e Estado poderiam participar e definir exatamente o que seria o ideal ali. O mais importante não são os detalhes do projeto, mas o interesse empresarial em se fazer algo para melhorar a utilização da Orla. Já está começando o Efeito Cais Mauá, no momento em que se começar as obras, vão surgir outros projetos como esses. É só uma questão de adequar aos interesses da população, para isso que temos governo, ou não?

    Curtir

  9. Eu já vi esses … ‘contra-tudo’ tomar como exemplo o Puerto Madero para dizer que Porto Alegre devia fazer o mesmo… pra você ver o grau de conhecimento informação deles…definitivmente, não devem serem levados a sério sob hipótese alguma… e vocês querem saber ? essa UFRGS é um ninho de rato.. a PUCRS não tá diferente, é a eco fashion…entusiastas da marina silva e pt em geral… ‘revolucionários’ … eles confirmam que o mundo inteiro está errado e porto alegre certa em se manter ecológica… onde não se deve construir nada na orla e essas coisas … graças a Deus… eu tenho a crença que isso vai terminar em breve… e a oposição a essa mesquinharia hipócrita e pobre está cada vez mais forte…

    Curtir

  10. Não tem comparação.

    Marina >>>>>>>>>>>>>>>> abismo >>>>>>>>>>>>>>> projetos da prefeitura

    33 milhões não faz a capina da orla.

    Curtir

  11. Só esta marina já é investimento estimado em R$ 500 milhões??? O que isso quer dizer do projeto pra toda a orla que a prefeitura tá bolando, que sai R$ 33 milhões??

    Curtir

  12. Já tem licenção ambiental do IBAMA, sem este documento vocês vão ficar sonhando, ninguém vai investir nesta loucura sem a licença.

    josé carlos

    Curtir

  13. Digo, ligaria o litoral norte à região sul do RS, via zona sul de POA.

    Curtir

  14. Por falar em orla do Guaíba, bem que Tarso poderia dar seqüência à idéia de Yeda de fazer uma ponte ligando a zona sul de POA à Barra do Ribeiro. Uma Golden Gate de cartão postal, algo nunca visto no país, um marco turístico para o Rio Grande, como é a Golden Gate para san Francisco.

    Ligaria o litoral norte à região sul de poa e na esteira disso desenvolveria todo o extremo sul de POA, servindo de impulso ao desenvolvimento do minguado distrito industrial petista da restinga, que na prática nunca deu sorte, pois fica no meio do nada e não tem vias de acesso facilitadas e que possibilitem o escoamento do que ali se produzir para as demais regiões do estado.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: