Gaúchos fazem pressão por metrô

Prefeito da Capital e presidentes da Câmara e Assembleia terão audiência quinta-feira para incluir trem na lista de prioridadesUm sonho acalentado há mais de duas décadas começa a ganhar força. Projetado desde 1990, o metrô de Porto Alegre estará na pauta de uma comitiva que se encontrará na quinta-feira com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior. O objetivo será discutir a inclusão de um dos mais importantes projetos urbanos da Capital na nova fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Nomeado PAC da Mobilidade Urbana, o pacote deverá liberar verbas para a área de transporte nas maiores regiões metropolitanas do país. O estágio avançado dos planos seria um dos trunfos na conversa com a ministra, segundo o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati:

– Já temos a modelagem financeira pronta e também um projeto básico. Agora só falta a inclusão do projeto no PAC, que é uma decisão totalmente política.

Junto com Fortunati deverão participar da reunião o presidente da Trensurb, Marco Arildo Cunha, da Câmara, Marco Maia (PT), e da Assembleia Legislativa, Adão Villaverde (PT).

– Queremos ouvir do governo que, quando for apresentado o PAC da Mobilidade Urbana, essa obra seja incluída – reforçou Villaverde.

Em entrevista à Rádio Gaúcha no dia 30 de julho de 2010, a então candidata à Presidência Dilma Rousseff falou sobre a possibilidade da implantação do metrô na Capital:

– Não só me comprometo (com a implantação) como, quando foi elaborado o PAC 2, antes de eu sair do governo, nós demos prioridade para regiões metropolitanas com mais de três milhões de habitantes, sendo Porto Alegre uma delas, para intervenções de mobilidade urbana.

Entre idas e vindas a Brasília ao longo das décadas, o projeto do metrô da Capital já foi causa de grandes frustrações. Em 2010, se criou grande expectativa de que a obra ingressaria no PAC 2, por conta da Copa do Mundo. Até um projeto diferente do atual – que incluía o Estádio Beira-Rio – foi apresentado. O empenho gaúcho, porém, não trouxe resultados. Na proposta que a comitiva gaúcha levará ao Planalto na quinta-feira, não há nenhuma relação com o Mundial de 2014.

 Zero Hora

Share



Categorias:Metro Linha 2

Tags:

8 respostas

  1. É parece estar fora mesmo, não vive a realidade da atual POA !!!!

    Curtir

  2. Everton, o Phil mora nos Estados Unidos…

    Curtir

  3. Phill, vc é dos inumeros FGs ou CCS da PMPOA, que chega a ser muitas vezes superior a tão mal falada por alguns, a Administração chamada Popular? Só joga confete, de forma alienada e sem a minima reflexão crítica!
    Pelos dados que vi, são muitos, formando uma bela rede de apoio/sustentação, tirando vaga dos concursados e estão por aí…

    Curtir

  4. O Fortunati não tem nada de avançado, ele é muito atrasado. Penalizando quem usa transporte coletivo sancionando um aumento das passagens de ônibus e duplicando e alargando avenidas para privilegiar os motoristas de carros particulares. Transformando POA num grande estacionamento.

    Curtir

  5. Espero que esse intusiasmo dele se transforme em realizacoes…ele parece ser mais ativo e “moderno” que Fogaca e qualquer coisa que o PT ja teve na prefeitura. Esta indo bem ate’ agora.

    Curtir

  6. Essa linha de metrô sob a Assis Brasil, para a zona norte, é urgente e acho deverá ser construída logo (quer dizer não tão logo, como se espera, mas na velocidade das obras públicas), desde que haja a cooperação entre as três esferas de governo. Já as outras linhas para outros bairros de Porto Alegre virão a reboque, aos poucos, depois de uma árdua luta das forças políticas locais em cada trecho.

    Curtir

  7. É impressionante a determinação do Fortunati para a construção da linha do metrô. Depois que a Maria do Rosário prometeu, prometeu, prometeu…Fortunati não promete, vai lá e faz!

    Curtir

  8. Com uma linha dessas, ir pra jogo do Grêmio vai ser muuuito barbada.
    haha

    Curti a linha, tirava 80% dos onibus da Assis Brasil e até mesmo do centro.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: