RS será enorme parque eólico

O Rio Grande do Sul poderá se tornar um enorme parque eólico.

Osório tem o maior parque eólico da América do Sul. Foto: Gilberto Simon / Porto Imagem

Já existem três unidades, uma em funcionamento, em Osório, e duas em construção, em Tramandaí e Santana do Livamento, e várias cidades estão esperando a marcação, pelo governo federal, do próximo leilão de compra de energia para apresentar projetos.

Só na zona Sul, estão interessados os municípios de Rio Grande, São José do Norte, Piratini, Jaguarão,  Santa Vitória do Palmar, Pelotas, Santana da Boa Vista e Canguçu. A de Livramento, com investimento de R$ 400 milhões, terá 45 torres para gerar 90 MW. A previsão de conclusão das obras é maio.

Danilo Ucha – Jornal do Comércio

 

Share



Categorias:Outros assuntos

Tags:,

8 respostas

  1. Preciso de contato de parque eolico que aceitem visita de estudantes no Rio Grande do Sul.Pois trabalhamos com projeto escola.

    Curtir

  2. O que poderia ser feito é construir dentro do mar ou na Lagoa dos Patos. Na Suécia (ou Noruega) quase toda energia vem de geradores feitos na água ao invés de terra.

    Na Holanda tem uns parques eólicos construídos direto no mar. Seria mesmo interessante se fizessem esse sistema por aqui, mas logo os econazistas iriam dar xilique.

    Curtir

  3. Não dá, Guilherme…. Precisa mesmo de uma área fechada.

    Mas o parque de Tramandaí é numa área improdutiva, não???

    O que poderia ser feito é construir dentro do mar ou na Lagoa dos Patos. Na Suécia (ou Noruega) quase toda energia vem de geradores feitos na água ao invés de terra.

    Curtir

  4. Brasil tem muuuitas terras, uns desses não iria fazer mal.
    Alias, ja produzimos muitos alimentos, o que temos é desperdicios mesmo…
    Se fosse assim, que parem de plantar cana pra fazer alcool…

    Mas ainda assim, uma duvida, não tem como construir isso em terrenos com plantações?

    Por que é uma torre, e um baita espaço, faz meio que uma estrada levando até os geradores, e na volta plantações..
    Sei la..
    Não sei se a produção de energia e os cabos de alta tenção fariam muitos estragos…

    Curtir

  5. Exato Augusto, e eu ou qualquer outro podemos ir ate’ esses parques e comprar terras imediatamente ao lado ou arredor deles, dai quando a demanda aumentar, eles precisaram de mais terras para construir esses cataventos, dai meu amigo, eu estabeleco o preco para venda das “minhas terras”. So’ isso ja inviabiliza esse projeto, mas logico nao faria isso, mas mostra a vulnerabilidade dessa tecnologia. Agora e’ mesmo, como coseguiram permicao para construirem estruturas tao altas assim GIGANTESCAS quase tocando na estratosfera (usando linguajar petista), obstruindo a luz e fluxo de ar alem dos pobres dos passaros e dos pobres ( sim prq sempre tem algo haver com os “pobres”)???? rsrsrs tem coisa ai, tem coisa ai!!! quero investigacao PO!!! rsrssr… tocar areia nos olhos deles tambem, ver se eles gostam!!!

    Curtir

  6. A minha preocupação não é a mesma do Guilherme. Eu até saúdo os investimentos na matriz energética gaúcha, em especial a energia eólica, que é 100% limpa…porém essa tecnologia tem um grande problema; as imensas áreas necessárias para se abrigar os parques. São enormes glebas exclusivamente destinadas aos aerogeradores…áreas essas que assim, deixam de ser produtivas. Perde-se muitas áreas nobres de plantio e pecuária. Acho que isso tem que ser reestudado. Não dá pra ficar criando-se dezenas e dezenas de parques apenas para produção de energia. Produzir comida é ainda mais importante.

    Curtir

    • Desculpe Augusto , sou guia de turismo e trabalho com projeto escola e visitei o Parque Eólico de Osório e o que percebi são vários hectares de terra bem aproveitadas. Nestas fazendas e sitio o gado passeia normalmente entre os cataventos e a produção de pasto e normal. Além dos donos das terras terem a plantação e a criação de gado eles ainda se benecifiam com o arrendamento das terras. isso sem falar que elemina várias toneladas de poluentes que jogados no meio ambiente como por exemplos nas usinas termelétricas. Para podermos ter um ambiente favorável temos que ter um ar puro e rios limpos

      Curtir

  7. Um absuurdo, sabe quantas aves vão morrer por causa desses espigões com mais de 100 metros?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: