Fechamentos do Salgado Filho só devem diminuir com ampliação da pista

Segundo a Infraero, obra deve reduzir parâmetros mínimos para operações com segurança

Foto panorâmica: Gerson Ibias

Os seguidos fechamentos do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, provocados pelas condições climáticas desfavoráives, só poderão ser reduzidos com a conclusão das obras de ampliação da pista, segundo o superintendente da Infraero no aeroporto, Jorge Herdina. Ele explicou que, ao determinar o fechamento das pistas, a empresa adverte que não há condições seguras para a operação e fica, então, sob responsabilidade de cada companhia aérea operar ou aguardar situação mais adequada.

Segundo Herdina, assim que a ampliação da pista estiver pronta (o que está previsto para ocorrer em dois anos), os parâmetros mínimos para operação cairão em 50%. Os atuais 800 metros exigidos de visibilidade e 60 de teto, que se refere à altura mínima das nuvens, serão reduzidos para a metade, passando a 400 e 30 metros, respectivamente.

Neste domingo e segunda-feira pela manhã, passageiros sofreram com atrasos e cancelamentos de voos provocados pelo fechamento do Salgado Filho. Até a tarde de hoje, ao menos 35% dos voos programados haviam sofrido atrasos de mais de 30 minutos. Outros dez foram cancelados.

Correio do Povo

Share



Categorias:aeroportos brasileiros

Tags:,

%d blogueiros gostam disto: