Operários paralisam obras da Arena do Grêmio

Funcionários da OAS reivindicam melhores salários e alojamentos

Reinvidicando melhores salários e condições de trabalho, funcionários da construtora da Arena do Grêmio, a OAS, paralisaram suas atividades na manhã desta quinta-feira. O protesto pode se transformar em greve nas próximas horas, após reunião com o sindicato.

Em frente às obras do futuro estádio do Grêmio, mais de 300 funcionários da construtora OAS realizam protesto. Os operários reclamam dos salários, das condições de trabalho e de moradia no local. Oriundos do Nordeste do Brasil, eles recebem R$ 830,00 mensais e pedem aumento para mais de R$ 1.000,00. Alguns deles dizem não ter liberação para visitar sua família há mais de quatro meses e não contar com as horas de descanso necessárias.

Segundo a assessoria de imprensa da Grêmio Empreendimentos, uma nota será divulgada em breve com a posição oficial do clube e da OAS sobre o assunto. No fim da manhã, o presidente da Grêmio Empreendimentos, Eduardo Antonini, não atendeu aos telefonemas da reportagem.

ClicRBS



Categorias:Arena do Grêmio, Outros assuntos

Tags:,

1 resposta

  1. No Twitter, vocês estão postando de forma dupla… Todas mensagens aparecem duas vezes…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: