Prédios abandonados viram alvo de furtos em plena luz do dia na Capital

Fotos: Ronaldo Bernardi

Homem foi flagrado levando um portão na manhã desta quarta-feira

Os moradores da região que compreende a esquina entre a Avenida Ipiranga e a Rua Lucas de Oliveira, na Capital, convivem com o descaso. Dentro de um terreno que pertence à prefeitura, dois prédios viraram alvo de furtos diários. Nesta manhã, o fotógrafo de zerohora.com Ronaldo Bernardi flagrou um homem levar o portão do local sem ser incomodado.

Por volta das 11h, ele atravessou de um lado a outro a Avenida Ipiranga, uma das mais movimentadas de Porto Alegre, arrastando um portão. Cansado, chegou a largar o material no cordão da calçada, atrapalhando o trânsito. Motoristas que trafegavam no local avisaram a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), que enviou um agente ao local, mas não encontrou mais nada.

O homem largou a grade em frente a uma parada de ônibus. Em seguida, um carroceiro chegou para transportar o material. No entanto, ele não conseguiu equilibrar a carga na carroça.

Minutos depois, um caminhão apareceu no local, e um outro homem, sozinho, levou o portão embora.

Segundo a moradora Talléya Samara Battisti, no prédio que fica na Avenida Ipiranga (foto abaixo), funcionava uma loja de autopeças. Já no empreendimento ao lado, situado na Rua Lucas de Oliveira, havia uma lanchonete.

Talléya conta que há três anos os prédios têm sido depredados e utilizados por usuários de drogas. Ela e o marido teriam reclamado diversas vezes para a Guarda Municipal.

— Fizeram um buraco na parede. Pessoas entram na casa por meio daquele buraco (foto abaixo) e usam drogas lá dentro — conta.

— Antes tinha trabalhadores lá, agora está entregue aos marginais — conta outro morador, que pediu para não ser identificado.

O major Rodrigo Mohr, do 1º BPM, afirmou que não tinha conhecimento desse caso, mas que tomará providências.

— A partir de agora, vamos tomar providências urgente. É um furto, há um tipo de delito. Vamos procurar o dono e tentar fechar esse terreno — afirmou.

A gestora da Área de Patrimônio da Secretaria Municipal da Fazenda, Ana Cristina Ávila de Souza, informou, por meio da assessoria de comunicação social da prefeitura, que o imóvel foi desapropriado por interesse público. Até dezembro de 2009, a área foi cedida para a Guarda Municipal, servindo como estacionamento de viaturas. Depois, foi utilizada por um curto período pela EPTC.

O local está incluído em um termo de compromisso de permuta e será entregue ao proprietário de uma área usada na implantação da rotatória da Av. Diário de Notícias e Av. Wenceslau Escobar. A data de ocupação do local ainda não está definida.

>>> Veja a sequência de fotos completa

ZERO HORA

 



Categorias:Descaso, Outros assuntos, vandalismo

Tags:, ,

7 respostas

  1. Não tenho inveja da Arábia Saudita, mas a essa altura do campeonato eu acho que só cortando as mãos dos ladrões para dar jeito nessa roubalheira toda…

    Curtir

  2. Errata: decapitação é extirpar a cabeça. O termo certo é amputação dos membros.

    Curtir

  3. Ainda tem que piorar. Torço para que as coisas fiquem bem piores..quero ver até onde a corda estica. Em algum dia ela vai estourar. Sinto inveja da Arábia Saudita..que pune os ladrões com decaptiação das mãos.

    Curtir

  4. olha ao ponto a que chegamos

    Curtir

  5. Nova informação no ZH – Parte dela abaixo:

    “Menos de 24 horas após furto, portão de terreno da prefeitura é devolvido na Capital
    Homem foi flagrado levando a estrutura em plena luz do dia”
    (..)— A partir da placa do caminhão que levou o portão, descobri o telefone do motorista — conta o major Rodrigo Mohr, do 1º BPM.

    O homem alegou que apenas encontrou o portão na rua.

    — Eu disse que a estrutura era de um terreno público e que ele tinha até amanhã de manhã (quinta-feira) para instalar de volta no lugar. Ontem mesmo ele voltou lá e instalou.

    Segundo o major, a partir de agora, a Guarda Municipal vai fiscalizar o terreno com apoio da BM. O local está incluído em um termo de compromisso de permuta e será entregue ao proprietário de uma área usada na implantação da rotatória da Av. Diário de Notícias e Av. Wenceslau Escobar.
    (…)
    para ler na integra aqui:
    http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Geral&newsID=a3219821.xml

    Curtir

  6. Presenciei faz tempo a destruição dos acrilicos nas paradas de onibus em frente ao colegio Parobe, todos os usuarios ficaram assultados e surpresos em relação a isto. Por sinal, nada foi feito para inibir tanto por nós que se sentimos coagidos, quanto pela policia que não apareceu na epoca, embora sendo chamada.
    Quanto a esses roubos se dão em varios niveis de pessoas e classes sociais, não somente os carroceiros ou catadores, vide os ladrões de peças vendidas aos antiquários da cidade, recentemente divulgado aqui no blog.
    Acho que o papel do cidadão comum é denunciar e ligar para 190 fazerem alguma coisa, isso é crime e tem que ser devidamente inibido.

    Curtir

  7. Mas tem que cagar a pau…
    Roubam sem mais nem menos.
    O terreno onde vai sair um hotel aqui no centro, ja roubaram varias peças de compensado que usam pra cercar o terreno.
    Ja vi carroceiro tirando de la.

    Um absurdo.

    E tem quem defenda…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: