Minizoo da Redenção fecha em 45 dias

Animais serão removidos do recanto criado em 1934 dentro deste prazo

Primeira-dama disse que animais deveriam ir para criadouros monitorados pelo Ibama - Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

O minizoo Palmira Gobbi, na Redenção, criado em 1934, estará aberto para visitação no máximo por mais 45 dias, prazo final para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) terminar a realocação de todos os animais. A prefeitura de Porto Alegre oficializou ontem o fechamento do minizoológico.

– Os animais estão expostos ao barulho do trânsito e à falta de segurança do minizoológico. Em agosto, o Ibama exigiu da prefeitura a adequação da estrutura – disse o superintendente.

Na última quarta-feira, em reunião entre a primeira-dama de Porto Alegre, Regina Becker, e representantes do Ibama, a prefeitura optou pela desistência da manutenção do local.

– Se seguíssemos todas as adequações exigidas, iríamos gastar mais de R$ 1 milhão em obras, o que não tem sentido. Além de tudo, teríamos de construir o minizoológico em outro lugar da cidade – disse Regina.

Para a primeira-dama, os animais devem ir para um local mais apropriado, como criadouros particulares monitorados pelo Ibama. No documento assinado pelo prefeito, José Fortunati, a prefeitura se comprometeu a arcar com a manutenção dos animais por um ano e oferecer o apoio necessário.

Zero Hora

Share



Categorias:Parques da Cidade

Tags:

9 respostas

  1. Cara Vanilda

    Estes animais não tem condição técnica de voltar a natureza, se os largarem no seu habitat natural eles MORREM. Vão transferir de jaulas na cidade de Porto Alegre para Jaulas na Cidade de Santo Maria. Não sei o que tem de grandioso nisto tudo.também chamo atençãoque vários especialistas previram que na aclimatação a outro ambiente vários desses animais vão morrer.

    Curtir

  2. Animais confinados em jaulas perpetuamente, privados de liberdade para que alguns humanos sintam-se deleitados! Realmente, pensamento medieval digno de humanos egoístas e insensíveis.
    Parabéns à prefeitura por esta iniciativa, aliás, já deviam ter transferido estes pobres animais há muito tempo.

    Curtir

  3. Provavelmente, como diz a “Primeira dama do Município” os animais serão doados para criadouros particulares, como o Zoo de Gramado, aí mediante uma pequena quantia em dinheiro o visitante verá o que vê de graça em Porto Alegre.

    Se privatiza o público mais uma vez. Encaixando um pouco no espírito da privatização do público, no Moinhos de Vento há diversos bares finos que estão ocupando a calçada de tal maneira que quando estacionas (pagando para a Prefeitura o estacionamento em via pública!) não consegues abrir a porta do carro pois as mesas estão encostadas no meio fio e além disto quando se quer caminhar pelas calçadas tem-se que pedir licença para quem está sentado nos bares. Esta modernidade me mata.

    Curtir

  4. Como que o Fortunati que trazer uma Copa do Mundo para a capital e não tem interesse em propiciar um local mais adequado para os animais ?

    Curtir

  5. A primeira dama é defensora dos gatos e quer acabar com o minizoo para deixar a Redenção livre para os felinos.
    Defender os gatos dá voto.
    Pareçe que ninguém mais se interessa pelos passarinhos.
    A Redenção está virando um centro de eventos, de marginais, drogados e de lixo.

    Curtir

  6. Concordo, tem que tirar.

    Eles ficam presos nuns muquifos, da pena cara.

    Se tivesse um lugar bem maior pra por, uma estrutura… ai sim…

    Curtir

  7. Esta primeira dama só faz atrapalhada, tá na hora do Fortunati substituir ela ou sua reeleção já era!

    Curtir

  8. É UM ABSURDO.
    O MINIZOO É UM LOCAL QUE EU FREQÜENTEI DEIS DE PEQUENO, E AGORA QUEREM DESATIVAR ALEGANDO QUE NÃO TEM NECESSIDADE DE GASTAR DINHEIRO COM ISSO? POXA COMO AS PESSOAS ACHAM ISSO ACEITÁVEL? É UM ABSURDO, É UM PATRIMÔNIO DE PORTO ALEGRE E DEVE SER PRESERVADO CUSTE O QUE CUSTAR. NÃO TROCARAM O LAÇADOR DE LUGAR? QUE TROQUEM O MINIZOO TAMBÉM, MAS ACABAR COM ELE É INACEITÁVEL.

    Curtir

  9. Alguém leu a reportagem de ZH sobre esse assunto? Olha o que um dos membros do Conselho de Usuários do Parque Farroupilha disse:
    “Se os bichos estão estressados com os ruídos, que tirem os carros de perto”
    Sim… vamos acabar com a João Pessoa, com a Osvaldo Aranha, com a Loureiro da Silva… vamos acabar com o trânsito da cidade para manter o mini-zoo.
    Como pode alguém ter esse pensamento?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: