Semáforos serão ligados hoje na Nilo

Com 40 dias de antecedência, prefeitura conclui obra iniciada em janeiroAo dar início à operação dos semáforos na área da antiga rótula da Avenida Nilo Peçanha, às 9h30min de hoje, o prefeito José Fortunati encerra um período de seis anos de discussões. Apontado como um dos principais gargalos do trânsito de Porto Alegre, o entroncamento foi alterado na tentativa de melhorar a circulação de 61 mil veículos por dia e reduzir acidentes.

Sinaleiras voltam a regular cruzamento depois de 16 anos - Adriana Franciosi / Agencia RBS

Instalados nos últimos dias, os semáforos funcionarão em três fases. Com a mudança, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) proibiu algumas conversões, o que requer atenção dos motoristas. Faixas de segurança também mudaram de localização, devido aos ajustes nos canteiros.

Por exemplo, quem segue pela Avenida Nilópolis não poderá mais dobrar à esquerda em direção à Carlos Trein Filho ou à direita, até o estacionamento do Supermercado Nacional. A única opção será seguir reto em direção à Nilo Peçanha. Para quem pretende acessar a Carlos Trein Filho a partir da Nilópolis, é preciso usar a Travessa Coronel Antônio Carneiro Pinto e a Carazinho, contornando o Nacional.

– Com os semáforos, acreditamos que o fluxo será suportado por um período de quatro a cinco anos. Depois disso, analisaremos outras alternativas – antecipa o diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari.

Os semáforos são inteligentes, o que significa que poderão ter seus tempos alterados à distância, de acordo com o fluxo de cada braço do entroncamento. As lâmpadas são de diodo emissor de luz (LED, na sigla em inglês), o que garante economia de energia. Uma câmera também foi instalada no trecho.

A partir de hoje, agentes de fiscalização farão acompanhamento diário para avaliar possíveis ajustes no entroncamento. Cappellari não descarta reduzir as conversões que entrarão em funcionamento hoje. Duas possibilidades são avaliadas: acabar com a conversão à esquerda da Carlos Trein Filho para a Nilo Peçanha, e à esquerda da Carazinho para a Nilópolis. Se forem implementadas, as medidas resultariam em mudanças em vias próximas.

Cruzamento foi o terceiro ponto em acidentes em 2010

A substituição da rótula por semáforos foi realizada por operários da Secretaria Municipal de Obras e Viação (Smov) entre 11 de janeiro e ontem. Foram 50 dias de trabalho, o que possibilitou a entrega da obra com 40 dias de antecedência. A decisão de fazer a obra com recursos próprios foi tomada neste ano, depois de quatro licitações sem o aparecimento de empresas interessadas. O último valor oferecido foi de R$ 1,29 milhão.

Inicialmente resistente à proposta da prefeitura, a Associação dos Moradores do Bairro Bela Vista acabou aceitando o projeto sob a condição de formação de uma comissão para estudar alternativas para o trânsito da região. No ano passado, o cruzamento foi o terceiro em número de acidentes na Capital, com 49 registros e nenhuma morte. Com os semáforos, o temor agora é de colisões mais graves devido à maior velocidade dos veículos ao passar pelo trecho.

A prévia da obra

– 1995 – Para melhorar o trânsito, é construída a rótula no encontro da Nilo Peçanha e da Nilópolis
– 1999 – A frequência de acidentes leva a prefeitura a instalar um pardal próximo à rótula, na Nilo Peçanha
– 2005 – Moradores se mobilizam para cobrar providências devido a congestionamentos e acidentes
– 2006 – Uma licitação é aberta para instalação de semáforos, mas nenhuma empresa se apresenta
– 2009 – Duas licitações são lançadas, mas novamente não surgem interessados
– 2010 – Novo projeto surge, mas a nova licitação não atrai interessados

Zero Hora



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:,

7 respostas

  1. A estética daquela região ficou muito depreciada.
    As faixas pintadas são muito confusas, até mesmo olhando nessas fotos é difícil de entender como vai se comportar o trânsito. imagine para quem irá dirigir no local.
    Além disso, as conversões das vias secundárias terão que ocorrer em tempos diferentes. Desse modo, o congestionamento da av. Nilópolis vai demorar da mesma forma como era antes da intervenção.
    O fato é que a região precisava de uma reforma da via como muitos outros locais de Porto Alegre para desafogar os congestionamentos. O problema é que os projetos viários de Porto Alegre são sempre confusos e precários, volumosos de marketing e com soluções que muito pouco oferecem vantagens a população.
    Ainda tenho uma teoria própria de que não existe um engenheiro de trânsito por trás desses projetos anacrônicos das vias de Porto Alegre. Não passa de conto de fadas.

    Não vejo a hora de ver no Discovery, Grandes Construções, essa grande obra da atualidade e os planejamentos que foram feitos na sua execução, que ocorreu em tempo recorde.

    Curtir

  2. Olhando a foto com mais atenção: essas travessias de pedestre ficaram ENORMES. Mesmo com semáforo de pedestre, vai ficar bem ruim de atravessar. Claramente dava pra ter mais canteiros.

    Curtir

  3. Hilariante o Fortuna subindo na escada pra acionar o sistema de semáforos da antiga rótula. Na verdade ele nem precisaria de escada. kkk

    O Fogaça se escondia..e o atual não perde uma oportunidadezinha pra aparecer. O sonho do Fortuna é participar do BBB 12.

    Curtir

  4. Notícia de última hora; A Adobe decidiu instalar em Poa seu mais novo escritório e representação. A escolha foi feita, baseada na quantidade interminável de montagens em Photoshop referentes aos projetos que algum dia sairão do papel (provavelmente antes do quarto milênio).
    A profusão de fotomontagens usando tecnologia Adobe, foi decisiva para essa escolha. Segundo o presidente da empresa, Porto Alegre destaca-se amplamente no quesito montagens-pra-inglês-ver.

    Curtir

  5. Aviso aos navegantes: Discovery Channel anunciou que essa magnífica obra será destaque no próximo episódio da renomada série Grandes Construções. O programa elucidará em pormenores cada etapa desse grandioso projeto…desafios técnicos, inovações de engenharia e logística de ponta. Um marco na construção civil mundial e novo paradigma no ramo da engenharia moderna.

    Curtir

  6. Ponto para o Fortunati, que fez aquilo que o Fogaça não foi capaz.

    Curtir

  7. > Duas possibilidades são avaliadas: acabar com a conversão à
    > esquerda da Carlos Trein Filho para a Nilo Peçanha, e à esquerda
    > da Carazinho para a Nilópolis. Se forem implementadas, as medidas
    > resultariam em mudanças em vias próximas.

    Essa parte é uma piada né? Vai trocar a conversão da Carlos Trein pelo que, exatamente?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: