Voo Porto Alegre – Lisboa pode mixar

Pode não acontecer a inauguração da linha Porto Alegre – Lisboa da TAP, prevista para 12 de junho.

Segundo informações da colunista de economia da Zero Hora, Maria Isabel Hammes, a companhia aérea portuguesa  ainda não recebeu autorização da Anac para a ligação.

A história está mal contada, no entanto, a Anac revela não ter recebido pedido da TAP para esse voo.

A informação sobre o atraso do pedido foi repassada ao secretário municipal de Turismo, Luiz Fernando Moraes, em encontro com o vice-presidente da aérea, Luiz da Gama Mór, em feira do setor naquele país.

De acordo com Hammes, Mor afirmou que se a autorização não sair esta semana, o início será cancelado agora, pois a ideia era já estar vendendo os bilhetes dos quatro voos semanais entre o Salgado Filho e Lisboa, aproveitando a alta temporada.

“A cada minuto, a operação é comprometida pela burocracia, prejudicando o turismo no estado, algo inadmissível”, criticou o secretário em declaração publicada pela colunista.

Baguete

Share



Categorias:Aviação, TURISMO

Tags:, , ,

19 respostas

  1. Portofan, não quero justificar a (falta de) ação da Infraero, mas você falou sobre a Suíça…moro em Genebra à 8 anos, e trabalho no aeroporto daqui. E posso te dizer, acredite se quiser, que os tais modulos provisórios não são exclusividade do Brasil. O terminal de embarque e desembarque para os aviões widebody (de fuselagem larga) em Genebra funciona desde os anos 80 num módulo provisório, que somente este ano é que será substituído por um definitivo. Está certo que é um provisório suíço…com direito à esteiras para o deslocamento dos passageiros, plataformas telescópicas para embarque direto aos aviões, etc…

    Curtir

  2. Miami nem é tão bom, Portofan… Mas é melhor que os de SP e do RJ, lá sim são péssimos.

    Curtir

  3. Um detalhe sobre o Salgado Filho que parece que ninguém da imprensa se deu conta:

    http://www.infraero.gov.br/index.php/br/imprensa/noticias/4109-1602–infraero-fara-pregao-eletronico-para-instalar-modulo-operacional-no-aeroporto-internacional-de-porto-alegre-rs.html

    O quê isso significa? Inicialmente, quando a Infraero divulgou quais seriam os investimentos nos aeroportos para a Copa, POA seria uma das poucas cidades que se veriam livre dos sofríveis MOP’s (Módulos Operacionais), pois para POA estava previsto um investimento inicial de R$ 345 milhões para ampliar em 50% a capacidade do terminal do Salgado Filho para a Copa, bem como já ali também foi divulgado que até 2015, ou seja, logo após a Copa, seria entregue uma nova ampliação ao Salgado Filho, maior e mais significativa do que a ampliação da capacidade em 50% prevista para antes da Copa.

    No entanto, a Infraero primeiramente resolveu aproveitar a estrutura já existente do antigo terminal, ainda que garantindo que as reformas e ampliações do terminal 1 estavam mantidas.

    Só que agora, sorrateiramente, resolveu seguir em POA a tendência adotada em outros terminais da rede, abandonando as reformas e ampliações previstas e optando por construir os módulos operacionais provisórios (que no Brasil, como se sabe, devem se tornar definitivos), sob a alegação de que não há tempo hábil para a construção dos terminais convencionais.

    Ninguém se deu conta e nem se noticiou nada no RS, mas com essa adoção agora de um MOP no Salgado Filho, acho que a ampliação da capaidade do terminal 1 em 50%, bem como a outra ampliação pós-copa mixaram. Vamos ter que nos contentar com um puxadinho.

    Está tudo errado. A copa em si não vai aumentar significativamente o movimento no país. Ele por si só vai crescer em escala geométrica até lá. Os aeroportos deveriam estar sendo ampliados não se pensando exclusivamente na COPA, que é passageira, e sim no movimento crescente, que cada vez se tornará mais caótico. Os MOP’s custam a mesma coisa que um terminal definitivo e não tem a mesma durabilidade e conforto dos mesmos. Como o próprio nome já diz, são provisórios. Esse dinheiro deveria empregado nos terminais definitivos, ainda que, por incometência do governo federal (que desde 2007 sabia que sediaríamos a copa e não fez nada até agora), os mesmos não fiquem prontos para a copa.

    Pelo jeito, aeroporto decente só quem usufruirá será a categoria dos políticos corruptos, quando estiverem fazendo check-in ou desembarcando em miami ou na suiça com o nosso suado dinheiro roubados por eles em negociatas.

    Curtir

  4. E Curitiba interessa pq os paulistas emigram para lá.

    Agora, quatro vezes por semana? Será que temos tanta demanda?

    Bem, ao menos quando a notícia não é do Políbio o pessoal aceita melhor 😀

    Curtir

  5. O que importa pra esses federais é “SP, RJ e CUritiba” o resto, é o resto

    Curtir

  6. E ai Tarso, q tal arregaçar as mangas e fazer alguma coisa??

    Curtir

  7. Órgãos federais jogando contra Porto Alegre, mais uma vez. Primeiro a Antaq e o Cais Mauá, agora a Anac e os voos para Lisboa. Não há desenvolvimento q resista a tanta burocracia.

    Curtir

  8. ANArCquia…

    Curtir

  9. Mais bem explicada a notícia. Agora, se for verdade que a tal empresa já enviou o pedido, qual o motivo de esses órgãos federias sempre atrasarem a vida do RS com essa burocracia kafkiana? Sempre foi assim, desde a Regência… ou antes ainda.

    Curtir

  10. Poxa eu li no blog ” PALEGRE ao vivo” o seguinte ;

    No site da ANAC já é possível visualizar o Hotran que solicita a inclusão dos voos da TAP a Porto Alegre. A empresa portuguesa, a partir do dia 12 de junho, fará a ligação entre Lisboa e a capital gaúcha numa frequência de 4 voos semanais a bordo do Airbus A330-200, para 263 passageiros.

    TAP 163:
    LPPT – SBPA
    Segundas, Quartas, Sábados e Domingos
    DEP Lisboa: 05h40
    ARR Porto Alegre: 16h55

    TAP 160:
    SBPA – LPPT
    Quartas e Domingos
    DEP Porto Alegre: 21h40
    ARR Lisboa: 08h20

    TAP 162:
    SBPA – LPPT
    Segundas e sábados
    DEP Porto Alegre: 18h25
    ARR Lisboa: 05h05

    Procurei no site da ANAC e não achei nada Oo.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: