Área de Guaíba recebe primeira licença ambiental

Foi concedida ontem, pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), a primeira licença prévia para um empreendimento na área de Guaíba que abrigaria a fábrica da Ford em 1999.

O local, criado formalmente como distrito industrial em março do ano passado, ameaçava não sair do papel devido à burocracia do licenciamento ambiental.

O primeiro empreendimento autorizado previamente a se instalar no local foi a unidade industrial da americana Terex, fabricante de componentes para obras de engenharia. O empreendimento, avaliado em US$ 30 milhões, será construído numa área de 50 hectares e deverá estar operando no final de 2011. Num prazo de cinco anos, a unidade receberá outros US$ 120 milhões em ampliações. No pico das operações, gerará 650 empregos diretos.

Para o gerente do projeto Horizon, Alessandro Bruzzi, a empresa precisa “correr contra o tempo” para obter a licença de instalação, indispensável para o início das obras em Guaíba.

– A licença prévia é importante porque mostra que o processo andou, já que não tínhamos absolutamente nada. Mas precisamos ter a licença de instalação até o final de abril, sob risco de perdermos a unidade para outro Estado – disse Bruzzi.

A partir do licenciamento, a empresa precisa reunir uma série de documentos complementares sobre o empreendimento. Entre os quais, um levantamento hidrossanitário, um acompanhamento arqueológico, o projeto de construção de uma unidade de tratamento de esgoto e algum tipo de compensação à população guarani que reivindicava a área.

A Fepam informou que os estudos complementares já foram pedidos à Terex antes da concessão da licença prévia. A autorização para o início das obras, de acordo com técnicos da Fundação, pode ser emitida num prazo de dois a três dias após a apresentação dos documentos pela empresa licenciada.

Uma associação entre a gaúcha Vipal e a argentina Fate, que fabricará pneus para máquinas agrícolas e caminhões, será o segundo empreendimento a ser licenciado para a área industrial de Guaíba, entre hoje e amanhã. A construção da nova fábrica de chocolates da Neugebauer, do grupo Vonpar, também receberá licenciamento prévio nesta semana.

Zero Hora



Categorias:Economia Estadual

Tags:, , , ,

1 resposta

  1. E os fantasmas indiginas não vão fazer a empresa pegar fogo e matar 40000000 pessoas?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: