Artigo: Porto Alegre envelhece e se renova, por Paulo Horn Regal

Uma jovem e vibrante senhora completa 239 anos neste sábado. Porto Alegre, contraditoriamente, envelhece e se renova continuamente, marcada por signos que a identificam de forma muito peculiar. Ainda que padeça dos mesmos e grandes problemas de toda cidade contemporânea, a Capital pode exaltar um dado que a distingue: seu povo está bem acostumado com as possibilidades de participação nas decisões centrais que afetam a vida urbana. Do ponto de vista do seu desenvolvimento humano, urbano e ambiental, econômico, da cidadania, por exemplo, tem agora a clara e democrática opção oferecida pelo V Congresso da Cidade, lançado na quinta-feira, dia 24. O Congresso tem como horizonte mais próximo a Copa de 2014 e o que a cidade deve promover para bem acolher o evento.

A temática do desenvolvimento urbano e ambiental – uma das quatro definidas pela “Bússola do Desenvolvimento” – será coordenada pela PUCRS, por meio da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo que, uma vez mais, por esse intermédio, reitera seu compromisso com a comunidade porto-alegrense, marcante nos últimos tempos. Em 2008, promoveu diagnóstico das condições de acessibilidade da Capital, pesquisa que subsidiou a elaboração do Plano Diretor de Acessibilidade, hoje em discussão na Câmara de Vereadores. No último ano, organizou e sediou eventos científicos nacionais e internacionais do mais alto nível, tratando com a objetividade e seriedade necessárias às questões urbanas e habitacionais que ainda fragilizam a pretendida qualidade de vida urbana da Capital. O Congresso Internacional sobre Habitação de Interesse Social e Sustentabilidade (maio) e o 54º Congresso Mundial da IFHP – Federação Internacional para Habitação e Planejamento (novembro) reuniram cerca de 3 mil pessoas oriundas de 53 países e constituíram oportunidades para o debate e o encaminhamento de alternativas globais, mas sobretudo locais.

Ambos deixaram legados notáveis para a cidade, sob forma de ideias, sugestões e recomendações para o aperfeiçoamento da mobilidade urbana, da relação da cidade com o Guaíba, da qualificação de áreas degradadas, de políticas urbanas e habitacionais sustentáveis sob aspecto social, econômico e ambiental. Deixaram mais evidente aquilo que Porto Alegre já sabe e sempre reafirma, tal como expresso no relatório de encerramento do 54º Congresso Mundial da IFHP, elaborado por arquiteto holandês: “O segredo era e ainda é dar ouvidos às necessidades das pessoas e criar com elas e para elas, a fim de estar à altura do slogan: uma boa cidade é a cidade do seu povo.” Parabéns a você, Porto Alegre.

Paulo Horn Regal é arquiteto e diretor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUCRS

Zero Hora



Categorias:Outros assuntos

1 resposta

  1. Giba; favor pesquisar quem são os financiadores/patrocinadores do V Congresso da Cidade.
    Gostaria de saber de onde vem a grana pra organizar o evento.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: