Caxias produz o maior ônibus do mundo, com 28 metros de comprimento e capacidade para 300 passageiros

Marcelino Pauletti, Foto Volga, divulgação

Um ônibus considerado o maior do mundo, produzido em Caxias, foi a sensação nas comemorações dos 318 anos de Curitiba neste domingo. O Mega BRT Biarticulado da Neobus, batizado de Ligeirão Azul, foi embalado e aberto pelo prefeito Luciano Ducci como presente à população, durante cerimônia no Parque Barigui.

O veículo impressiona pelas dimensões: tem 28 metros de comprimento, 2,6 metros de largura, 2,20 metros de altura interna e fará as ligações mais longas de Curitiba, como do Boqueirão ao Centro, com apenas quatro paradas. Tem capacidade para transportar até 300 passageiros e opera com biocombustível A Neobus informa que, após exaustivas pesquisas, confirmou que o biarticulado é o maior ônibus do mundo e começa a chegar no mercado agora.

Foto: Volga / Divulgação ZH

O contrato da Neobus com a prefeitura de Curitiba envolve 384 ônibus para o transporte urbano, a serem entregues até julho. Além do biarticulado, o lote contempla os modelos articulado e ligeirinho.

Isso mostra que a capital do Paraná está sintonizada com as demandas de transportes com vistas às Olimpíadas e à Copa do Mundo. É referência ao Brasil e ao mundo, com um modelo moderno para ser copiado por outros municípios.

ClicRBS

 

Comentário de um leitor que reside em Curitiba:

Realmente os ônibus por aqui estão sempre lotados. Sardinha em lata. Desencoraja qualquer um. E também há aqui, como há aí em Porto Alegre, a certeza de que logo, logo o trânsito da cidade vai parar em decorrência da enorme quantidade de carros nas ruas. Então, uma frase como a dita na matéria de que Curitiba ‘’é referência ao Brasil e ao mundo, com um modelo moderno para ser copiado por outros municípios’’ me parece no mínimo um exagero.



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:, ,

27 respostas

  1. Saudaçoes a todos,

    Os conhecidos Biarticulados de Curitiba-PR

    Foi considerado a ipotese de fazer o famoso Metrô, mas fazer qual metrô? a vergonha dos metrôs de Sao Paulo? Do Rio de Janeiro? Ou o falido sistema de Metrô e Transporte de Porto Alegre onde até hoje usao Tickt onde o cobrador pergunta ate onde voce vai dentro de qualquer onibus, tive a oportunidade de conhecer algumas das cidades do Brasil e tive grandes decepçoes.

    Sao Paulo: 1° meu amigo sentiu vergonha e nao deixou eu pegar um onibus da cidade, após andar de Taxi alguns metros entendi numeros insuficientes para quem necessita do transporte, fui conhecer o Metrô nao tive coragem de encarar o jogo de ombro e bofetadas que sao deferidos a todos os lados .

    Rio de Janeiro: Após 23 minutos no ponto passou o onibus o qual eu aguardava e nao foi por falta de sinal pois eu fiquei realmente preocupado com as senhoras tomando uma postura em frente ao coletivo e mesmo assim ele desviou sem fazer a parada entao eu perguntei o porque ele nao parou ela respondeu ” Garoto voce nao é daqui nao né ??!!? Aqui eles nao parao não tem que gritar” infelizmente ou felizmente desisti e tivemos de alugar um carro.

    Porto alegre e Grande Porto Alegre : Foi a maior decepçao da minha vida, pois eu conhecia a educaçao do povo da serra e dos grandes campos divisa com Argentina e até mesma a conhecida fronteira seca Uruguai, Pois minha familia por parte de pai é dos “campos altos da serra(Sao Francisco )” Metrô complicadissimo antigos mal estruturados com vias ferreas imundas e deterioradas colocando ate mesmo a segurança dos passageiros e transeuntes de fora, Transporte urbano numero reduzido de veiculos paradas de onibus onde muitas vezes nao sao cobertas, vandalisadas pelo comercio com seus anuncios e pelos populares com suas pichaçoes e destruiçao, transito muito complicado sem planejamento e ruas com entradas obrigatorias sem necessidade, se voce entrar em uma rua errada voce nao consegue voltar ao ponto onde estava sem para para pedir informaçao e ser muito mal atendido por populares muitas vezes ter de parar para pensar em uma possivel logica de ruas, e transito muito rapido por ser perimetro urbano procupantes seguranças de pedestres.

    Sou Curitibano orgulhoso amo muito minha cidade assim como todos foi feita uma pesquisa Gazeta do Povo Principal jornal onde 75% da populaçao é satisfeita com a cidade e 63% confia na Policia Militar, creio que esse 25% que nao estao satisfeitos com a cidade sao pessoas que morao em invao que é muito comum em pessoas que vem de outras cidades e outros estados para curitiba, e os outros 37% devem ser filhos ou parentes daquela % de insatisfeitos, que cometem crimes na cidade.

    nao tenho necessidade de usar o transporte publico de Curitiba mas uso duas vezes ao dia uma as 9:00hrs da manha e outro as 17:00hrs, a pergunta POR QUE USA?!?! pago apenas R$2,50 e cruzo a Cidade de Norte a Sul da maior capital do sul do brasil com apenas um onibus escutando musica ambiente que o onibus proporciona, nao obstruo a cidade com mais poluiçao com meu veiculo, diminuo o indice de acidentes, e nao me encomodo com gastos execivos em manutençao veicular conservando meu veiculo particular.

    Curitiba sim é um exemplo para o restante do Brasil, Acho que devemos Calar e trabalhar mais e criticar menos assim caminha a Cidade Sorriso, e quem continua achando que o Biarticulado é desnecessario, venha fazer um passeio conhecer a capital com “CARA DE INTERIOR” talves a unica cidade no Brasil que toda residencia e comercio é obrigado cultivar uma % de seu terreno em verde(grama, flor, arvores) lei feita Por OUVIDOR PARDINHO politico Portugues

    “ANTES DE NOS CRITICAR TENTEM NOS SUPERAR ” porque por voces nós ja estamos muito a frente

    Curtir

  2. Esse biarticulado da foto não é híbrido, mas a transmissão é automática.

    Curtir

  3. Márcio MK

    Fiquei curioso e olhei nos links, tenho uma dúvida quanto ao acionamento dos mesmos, me parece que os bi-articulados são veículos híbridos, não acho que sejam diesel. Explico a diferença, quando se fala em diesel o ônibus tem um motor uma caixa de transmissão (não se se é ou não uma transmissão hidráulica, pois para uma potência e uma massa desta ordem acho que não poderia ser mecânica) e um eixo motor. Quando eles são hibridos eles são que nem uma locomotiva diesel elétrica, eles tem um motor estacionário, um gerador, baterias e motores elétricos. Esta disposição é extremamente robusta e fácil de operar, entretanto o seu custo deve ser duas a três vezes maior do que dois ou três ônibus de mesma capacidade.

    Na Alemanha ou Suíça esta disposição é conveniente, pois eles dão uma enorme ênfase no consumo de combustível e em termos de consumo de diesel por ter um motor estacionário o seu consumo de combustível é menor.

    Pelo que vi no folder eles sugerem o bi-articulado para pequenas distâncias, não sei porque isto?

    Em resumo, acho que os suíços adotaram a tecnologia híbrida não só pelo consumo, mas também pela operação dos mesmos. Salvo que os Suecos da Volvo tenham achado outra solução, um ônibus bi-articulado, com motor e transmissão convencional, como me parece o que está sendo fabricado em Caxias pode ter sérios problemas tanto na transmissão como na dirigibilidade, a medida que terá somente um eixo trator.

    Curtir

  4. Acho que o melhor, seria integrar esses sistemas com os trens.
    Coloca onibus desses em corredores ligando estações do metrô, acho que seria bem util, e não colocando esses onibus para fazerem o trabalho do metrô.

    É por isso que acredito que Poa vai se destacar na mobilidade urbana depois do metrô pronto, isso vai fazer a diferença, até por que hoje em dia, existem muitas linhas para fazerem o caminho que um desses só poderiam fazer.
    Exemplo, muitos onibus saem do camelodromo e vão até o triangulo, são varias linhas, as vezes dezenas de onibus fazendo um mesmo caminho, junta todos esses onibus e bota as pessoas deles em 3 desses como de CTB, pronto, menos tranqueira nos corredores da Assis Brasil.
    O bus para no terminal, de la as pessoas trocam para outros onibus que vão as levar para suas casas/regiões.

    Curtir

  5. Eu em momento algum comparei os sistemas de transportes das duas cidades, nem tenho pretensão de fazê-lo de maneira peremptória. Mas há algum tempo já afastei esse olhar de turista – que muitas vezes tem uma tendência a superestimar ou subestimar o local visitado – em relação a Curitiba. O meu olhar agora é de morador, olhar do dia-a-dia. Não creio que o sistema de transporte curitibano seja tão exemplar ou mesmo tão melhor que o de Porto Alegre (que, por exemplo, possui as lotações, bom meio de transporte para a classe média, coisa que não há na capital paranaense). Mas o meu olhar é de usuário, não de especialista. Então, posso estar errado. No entanto, repito: as vezes em que eu andei de ônibus em Curitiba não me deixaram uma boa impressão sobre o transporte público no que diz respeito ao conforto, principalmente.

    Curtir

  6. Ricardo,

    Desculpe-me a expressão, mas acho que os curitibanos estão reclamando de barriga cheia. Eu estive em Curitiba ano passado e achei que, apesar dos problemas de lotação, o sistema de Curitiba está anos-luz a frente do de Porto Alegre em termos de relação custo-benefício.

    Porto Alegre só ganha no quesito qualidade e conservação da frota.

    Curtir

  7. Eu vejo os ônibus urbanos para as grandes metrópoles como um modal abastecedor de passageiros, que devem atuar integrados a linhas de metrôs ou VLTs, por isso esse ônibus devem ser compactos para acessar todas as ruas da cidade.

    A propósito, por que essas fábricas de ônibus não investem na construção de vagões de trem e metrôs (comprando tecnologia ou criando próprias, fazendo parcerias com grandes empresas internacionais do ramo, etc), evitando que o país seja obrigado a comprar 100% desses produtos no exterior?

    Curtir

  8. Realmente os ônibus por aqui estão sempre lotados. Sardinha em lata. Desencoraja qualquer um. E também há aqui, como há aí em Porto Alegre, a certeza de que logo, logo o trânsito da cidade vai parar em decorrência da enorme quantidade de carros nas ruas. Então, uma frase como a dita na matéria de que Curitiba ‘’ é referência ao Brasil e ao mundo, com um modelo moderno para ser copiado por outros municípios’’ me parece no mínimo um exagero.

    Curtir

  9. Cadê meu comentário?

    Curtir

  10. Poizé, ja vi o pessoal de CTB falar muito mal do sistema de bus de la.
    Falam que tem fama e tudo mais, mas é sujo e sempre lotado.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: