Copômetro: a cerca de 1,1 mil dias da Copa, veja a situação das obras na Capital

Se todas as obras previstas para receber a Copa de 2014 ficarem prontas a tempo, a Porto Alegre do Mundial terá sido renovada com um investimento que chegará a R$ 1,3 bilhão.

A partir de hoje, a 1.161 dias do torneio, Zero Hora acompanha o andamento de cada um desses projetos. Ao estilo do “Pacômetro” lançado em 2009 para fiscalizar o Programa de Aceleração de Crescimento, o Copômetro vai informar, sempre na primeira semana do mês, até a Copa de 2014, qual o estágio das obras

Nas ruas de Porto Alegre, ainda se vê pouco das obras definidas pelo governo federal em janeiro de 2010 como fundamentais para a organização da Copa de 2014. Apenas um trecho da duplicação da Avenida Beira-Rio está em andamento, e a Infraero lançou só na semana passada o edital de licitação para a ampliação do terminal do aeroporto Salgado Filho.

Das 18 obras que Zero Hora acompanhará até a Copa de 2014, a reforma do Beira-Rio é a mais adiantada. Parte da nova arquibancada começou a ser instalada na semana passada – a reforma está em 12%, estima o clube.

Os investimentos em mobilidade urbana estão atrasados em relação ao cronograma inicial. A aprovação do governo federal para os projetos financiados pela Caixa veio apenas em julho de 2010, e os projetos básicos, que estão sendo feitos pelo Centro das Indústrias do Rio Grande do Sul (Ciergs), ainda não foram entregues.

O convênio com a entidade vai poupar à prefeitura cerca de R$ 24 milhões, mas exigiu uma readequação dos cronogramas, informada ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) em 29 de novembro de 2010. Na ocasião, o ofício da prefeitura informava que todas as obras estariam prontas até setembro de 2013. Os prazos já foram modificados de novo. Procurada por ZH, a Ciergs divulgou que informaria na próxima semana a razão do atraso e o novo cronograma. As datas dos projetos básicos informadas nesta reportagem têm como fonte a prefeitura.

Para o secretário municipal de Gestão, Newton Baggio, não há risco de as obras não serem concluídas a tempo.

– Vamos avaliar os transtornos causados à cidade e não fazer todas ao mesmo tempo – avisa Baggio.

Teste será na Copa das Confederações

Preocupados em acelerar o ritmo das obras para evitar atrasos que costumam aumentar os custos das construções, os conselheiros do TCE se reuniram com o prefeito José Fortunati, na terça-feira, para acertar uma melhoria na troca de informações entre o tribunal e a prefeitura. O vice-presidente Cezar Miola lembra que a dimensão das obras implica um prazo longo de construção. Sua avaliação é que, até agora, o atraso não impede que tudo fique pronto a tempo. Mas Miola ressalva: pode haver dificuldade em cumprir os cronogramas.

– Nos preocupamos em ter a melhor execução, nas melhores condições e em tempo hábil – diz.

O caso mais grave, por enquanto, é o aeroporto Salgado Filho. Além da ampliação do terminal de passageiros, a extensão da pista é essencial para receber aviões maiores, e o novo sistema antineblina espera pela obra para ser instalado.

Como o projeto tem cerca de cinco anos, o Exército foi contratado para readequá-lo – o trabalho deve se encerrar em setembro. Segundo o superintendente regional sul da Infraero, Carlos Alberto da Silva Souza, se o próprio Exército tocar a obra, a pista poderá estar pronta antes da Copa das Confederações, em 2013. Se for necessária licitação, só para 2014.

Uma semana depois de o presidente da Fifa, Joseph Blatter, criticar a organização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil, uma equipe da Fifa desembarca, nesta segunda-feira, no Rio para saber como anda a preparação, com foco nos estádios nas 12 cidades-sede da competição.

Na avaliação do Comitê Organizador Local da Copa 2014 (COL), comandado pelo presidente da CBF, Ricardo Teixeira, os estádios de Natal e de São Paulo, que sequer saíram do papel, estão em situação grave. Para a Copa das Confederações, considerada um ensaio geral para a Copa do Mundo, os estádios de Curitiba, Belo Horizonte e o Beira-Rio, em Porto Alegre, são os mais adiantados.

COPÔMETRO ZH


De onde ZH tirou esta imagem acima? Não é Porto Alegre.

ZEROHORA (ONLINE E IMPRESSA)



Categorias:COPA 2014

Tags:, ,

7 respostas

  1. Aliás, se todas essas obras prometidas forem realizadas até 2014, mais a concretização da linha de metrô para a zona norte (até 2020), Porto Alegre estará vivendo, talvez, a sua década de ouro em termos de obras públicas.

    Curtir

  2. Valeu Augusto! vou passar pra “ver com meus própios olhos”…..
    Saindo a Tronco é lucro! quem viver verá!!

    Curtir

  3. Dentro dos padrões brasileiros, o ritmo da obras porto-alegrenses para a Copa está bom. Vai melhorar, é claro, quanto mais perto estivermos do evento, afinal a pressa faz com que as obras públicas se tornem piores e mais caras.

    Curtir

  4. Aliás….fui lá no site do SEMCOPA e me arrepiei com o projeto que fizeram pro entroncamento da Cruzeiro com Niterói. Se for aquilo lá no render…vai ser uma grande porcaria. Os caras querem fazer uma rotatória gigante. Nostra madre!!!!! Aquilo simplesmente vai travar tudo. Lá é típico caso pra uma passagem de nível, devido às 6 ruas que desmbocarão prativamente no mesmo ponto. Mais ainda! A OAS vai cosntruir 1500 apartamentos no Olímpico. Isso dá mais no mínimo 150o novos veículos circulando pela região da Gastão e adjacências. Sem passagem de nível nem elevadas….o entroncamento vai ser insolúvel. O local pede uma passagem de nível ligando Moab Caldas à Silva Paes, pois há um baita desnível. Tá caindo de maduro o lance.

    Curtir

  5. Sobre esse projeto do prolongamento (alargamento viário) da av. Divisa que chegaria na Campos Velho, não estou lembrado. Mas se sair, não será em breve. Que eu saiba não é um dos projetos da Copa 2014. De qualquer forma, se você quiser saber com mais detalhes, o ideal é ir na UPV (Unidade de Projetos Viários) localizada na Av. Borges de Medeiros, 2244, 4º andar….no mesmo prédio da SMOV.
    As desapropriações que estão acontecendo na região são para reassentamento das famílias que serão retiradas do trecho da Av. Cruzeiro.
    Att.

    Curtir

  6. Pessoal do Blog e tu tb Augusto, pelo li me comentários anteriores tu trabalha prefeitura, seguinte, eu moro nos Campos Velho, tipo no meio dela, e sempre existiu uma lenda urbana (como a do barra, que desde criança falavam que um dia ia sair um shopping ali, e saiu) de uma avenina, rua, sei lá, que vai passar tipo, pelo meio da cruzeiro e vai dar na campos velho, perto da ursa maior, e uma prima me contou que uma vizinha nossa, que mora em lugar onde a possível avenida passara foi na prefeitura e o tal projeto existe e já esta até vendo outro lugar pra morar!! Quando li essa reportagem na ZH achei que fosse ter alguma informação, mas nada, alguém sabe de alguma coisa? Se esse “projeto” existe!?desculpe se me estendi demais!Abraço a todos!

    Curtir

  7. Ótima matéria, Giba. Parabéns.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: