Circulação de bicicletas será debatida hoje às 18:30

A Câmara Municipal de Porto Alegre realizará, às 18h30min de hoje, uma audiência pública para avaliar a circulação de bicicletas na cidade. Proposto pela Mesa Diretora do Legislativo, o evento foi agendado depois do episódio ocorrido no bairro Cidade Baixa em fevereiro, quando um motorista atropelou diversos ciclistas que participavam de um ato público. A audiência será realizada no Plenário Otávio Rocha da Câmara (avenida Loureiro da Silva, 255).

Correio do Povo



Categorias:Bicicleta

Tags:,

12 respostas

  1. Apenas um porém: eu não estou defendendo que a construção de ciclovias serja prioritário em relação a metrô, melhorias nos onibus ou outros investiments relevantes em transporte público. Estou defendendo a tese de que há espaço para mais investimento nisto se olharmos com cuidado as prioridades da cidade.

    Minhas lista de prioridades no transporte em Porto Alegre, começando pela mais prioritária:
    1) Metro
    2) Passagem integrada com zonas concentricas de tarifação
    3) Readequação de todas as linhas de onibus aproveitando as facilidades proporcionadas pela passagem integrada
    4) Construção de viadutos e passagens de nível
    5) Melhoria do acesso ao onibus (mais informação, tal qual o site poabus)
    6) VLT e portais (não acho VLT viável politicamente)

    Sendo que destes itens, 2, 3 e 5 poderiam ser feitos já, e 4 deveria ser um esforço constante.

    Curtir

  2. Portanto, se analisarmos com mais calma e sem o furor do momento, a panaceia das bicicletas, vejam que há todo um planejamento urbano até que se possa sugerir algo como plano cicloviário. Há a necessidade de uma série de equipamentos e adaptações urbanas essenciais para que ciclovias sejam realmente úteis enquanto alternativas. Topografia, barreiras físicas, bicicletários (só nesse quesito bicicletário, uma pergunta; quanto tempo uma bicicleta iria ficar lá sem ser roubada?), integração com transporte público, linhas realmente amplas…e não as nanométricas como as que existem, etc.
    Há mil coisas….e a falácia e o discurso demagógico em prol das bikes não são solução pra nada.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: