Tarifa de táxi na Capital terá reajuste de 7,73%

A tarifa de táxi em Porto Alegre terá reajuste de 7,73%. O número foi divulgado nesta segunda-feira e entrará em vigor a partir do dia 29 de abril.

O valor do reajuste é estabelecido pelo Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), fator gerador do aumento da tarifa deste serviço, que subiu 7,73% entre agosto de 2010 e março de 2011. O aumento médio dos combustíveis, desde o último reajuste, foi de 10,14%, acima do índice de 8% estabelecido na Lei Municipal 10.377, de 1º de fevereiro de 2008.

Os seguintes valores passam a valer a partir de 29 de abril, após entrega da tabela de conversão aos taxistas e publicação no Diário Oficial de Porto Alegre (Dopa):

Tabela 1: Táxi convencional e/ou especial

Bandeirada inicial passa de R$ 3,52 para R$ 3,78; Km rodado I passa de R$ 1,76 para R$ 1,89; Km rodado II passa de R$ 2,29 para R$ 2,46.

Tabela 2: Perua Rádio-Táxi

Bandeirada inicial passa de R$ 5,28 para R$ 5,68; Km rodado I passa de R$ 2,64 para R$ 2,84; Km rodado II passa de R$ 3,43 para R$ 3,69.

A hora de serviço do táxi convencional e/ou especial passa de R$ 12,50 para R$ 13,40, enquanto da Perua Rádio-Táxi sobe de R$ 19 para R$ 20,40.

ZERO HORA

_________

O preço dos taxis é mais abusivo que onibus. O preço por km é cerca de 7 vezes mais caro que o se gasta com gasolina para a mesma distancia- e isso que a grande maioria dos taxis usa GNV, que é muito, muito mais barato.

Como demora 20 minutos pra passar um onibus na parada, pessoas com pressa e sem carro acabam sem escolha.



Categorias:EPTC, Meios de Transporte / Trânsito

7 respostas

  1. boa tarde a todos sou taxista e acho q o reajunte no taxi vai prejudicar algumas pessoas vão fika brabas pois isso seria um abuso mas fz oque isso não tem jeito este estado de ideias fracas

    Curtir

  2. Mas ninguém falou em andar só de táxi. Eu uso praticamente todos tipos de transporte, e convenhamos: se tens lotação pra ir de um ponto a outro é tão confortável quanto andar de carro.

    Curtir

  3. Veja que 30km por dia não é lá muita coisa. Esse seguro e IPVA que vc falou apenas dao os dois meses que arrendondei pra cima.

    300 reais se paga por mes em consorcio por um carro 1.0, mesmo somando gasolina e seguro, é bem menos que táxi. Em uma cidade como Porto Alegre, vai uns 1.500 reais mensais fácil, fácil se vc só usar táxi.

    Eu sei que existe uma mistificacao que táxi é mais barato que ter seu próprio carro, mas isso só compensa se vc rodar muito pouco.

    Curtir

  4. 30 km por dia é pouco? Eu moro na zona sul e não rodo tanto…

    Mas peraí… não é só gasolina e seguro, vai somando aí: seguro (1600 se for barato), IPVA (uns 700 se for barato), manutenção (vai aumentando com o tempo), estacionamentos, revisões (enquanto é novo), ….

    Curtir

  5. Depende de quando vc anda. Se rodar, vamos supor, 30km por dia, o que é pouco em Porto Alegre:

    custo do carro: 15.000
    gasolina mes: R$450 ( 6km por litro)

    táxi mensal: R$1.2000

    12000-450= 750

    15.000/750= 20

    Vamos colocar mais aí o seguro e em 2 anos o carro se auto-paga. Isso que 30km por dia ainda é pouco.

    Claro, se usar onibus, fica mais barato. Mas taxi nao compensa.

    Curtir

  6. Eu nem achei caro o aumento, tá na faixa da inflação recente. Menos que a gasolina inclusive.

    Em relação ao custo de usar táxi… não adianta, comprar um carro sempre vai ser mais caro que usar uma combinação de ônibus, lotação e táxi. Muita gente pensa que ter um carro é pagar a gasolina, mas se tu for por na ponta do lápis custa uns 400 reais por mês manter um carro, e não me refiro a carro de luxo. Não que eu não tenha um, mas sou consciente que é um conforto caro 🙂

    Curtir

  7. Por mais que eu concorde que a tarifa de táxi de Porto Alegre é cara, é simplismo demais compará-la simplesmente ao preço da gasolina; precisamos fatorar os outros custos, como aquisição do veículo, seguro, impostos e o custo de oportunidade do trabalho do taxista.

    Quando se discute o preço da tarifa de táxi de Porto Alegre, geralmente esquecem de um custo totalmente absurdo que é a licença de circulação de táxi. O número de táxis nas ruas é regulado pela prefeitura, que impõe uma escassez artificial no número de licenças existentes. Hoje, até onde eu sei, a prefeitura não emite mais novas licenças, tendo se formado um mercado de negociação das que existem; pelo que sei, uma licença pode valer mais de 150 mil reais. Ora, taxista dificilmente tem esse tipo de capital, então efetivamente temos especuladores comprando essas licenças e alugando-as para taxistas ou grupo de taxistas.

    Eu acho que esse esquema, se ele estiver realmente operando nessa faixa de valores, é o verdadeiro câncer e tem que ser extinto. Claro, a colocação de novos táxis continuaria sendo sujeita à regulação do município, mas deixaríamos de ter parasitas lucrando com uma escassez completamente artificial.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: