Infraero confirma obras do Salgado Filho em 2011

Infraero confirma edital de licitação para o próximo dia 29 de abril e início da ampliação do aeroporto ainda para este ano

As duas obras previstas são ampliação do terminal de passageiros e do pátio de estacionamento Crédito: TARSILA PEREIRA

O edital de licitação para contratação dos projetos básico e executivo das obras de ampliação do terminal de passageiros e do pátio de estacionamento de aeronaves do Aeroporto Internacional Salgado Filho será publicado no dia 29 de abril.

A intenção é que as duas obras, com investimento estimado em R$ 345 milhões, estejam finalizadas em meados de 2014. O superintendente do Salgado Filho, Jorge Herdina, anunciou que ainda neste ano serão iniciadas as obras de implantação de um novo sistema de luzes de aproximação (ALS), essenciais para que o aeroporto passe a operar com o Instrument Landing System (ILS), na Categoria II. O edital de licitação para a implantação do ALS foi publicado em 14 de abril e a abertura de envelopes será em 17 de maio.

O equipamento permitirá uma aproximação por instrumento de precisão e pouso com altura de decisão menor que 60 metros (200 pés), mas não menor que 30 metros (100 pés), além de contato visual com a pista não menor que 350 metros. Herdina salientou que, paralelamente, as obras de construção do novo Terminal de Carga Aérea (Teca), com área total de 72 mil metros quadrados, já se encontram em andamento, com investimento projetado em R$ 98,3 milhões. “O novo Teca possibilitará o incremento nas operações de exportação e importação”, enfatizou.

Já o projeto executivo da obra de expansão da pista em 920 metros no sentido Leste, está sob reavaliação do Exército. A previsão é de que os estudos estejam finalizados no início do segundo semestre. “Até lá, vamos definir se a obra será executada pelo Exército ou mediante licitação”, ressaltou. A intervenção, com custo estimado em R$ 200 milhões, pode ser realizada diuturnamente, considerando que 80% da área está fora do limite do sítio aeroportuário.

“As obras não interferem na rotina do aeroporto, podendo ser finalizadas em 24 meses”, afirmou o superintendente. A Infraero já está executando a revitalização das pontes de embarque, incluindo a implantação de sistema de climatização e a troca do software de comando, com custo de R$ 4,5 milhões.

Herdina enfatizou que a ampliação do segundo piso do Terminal 1 possibilitará a implantação de 22 novos canais de check in, de três canais de inspeção e de uma sala de embarque. “Com estas obras e a reativação já concretizada do Terminal 2 conseguiremos ampliar em 100% a capacidade de processamento de passageiros”, observou.

Em 2010, o Salgado Filho registrou movimento de 6,67 milhões de passageiros. Para este ano, com incremento esperado de 15% na demanda, o volume deve chegar a R$ 7,6 milhões. “A meta é entrarmos em 2014 com capacidade para bem atender 10 milhões de passageiros”, projetou o superintendente.

A proposta de construção de um novo edifício-garagem, com vagas para 1,4 mil veículos segue parada. A Infraero pretende analisar a operacionalização da implantação e da exploração comercial do novo estacionamento de veículos do Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos. O empreendimento ampliará a capacidade do estacionamento de 2.948 para 10 mil vagas. “O objetivo é avaliar os desdobramentos desta modalidade para aplicá-la em outros aeroportos, incluindo o Salgado Filho”, esclareceu.

Correio do Povo

 



Categorias:aeroportos brasileiros, COPA 2014

Tags:, ,

6 respostas

  1. A Infraero vai esperar para ver como estará funcionando o edifício que construirá em Guarulhos, para só então decidir o futuro novo edíficio-garagem de Poa?!?!

    Mas o projeto lá de Guarulhos também ainda nem saiu do papel! Se formos esperar primeiro pela execução da obra e êxito do funcionamento do mesmo (Guarulhos) depois de pronto, só teremos um novo edifício-garagem lá em 2020. E isso que haviam dito que esse edifício-garagem, que será retangular, automatizado, privado e custará R$ 100 milhöes de reais, teria a execução de sua obra iniciada ainda neste ano e ficaria pronto em 2012. Não sei porque esperar por SP, se atualmente estacionar no Salgado Filho já é um caos, diante da falta de vagas, que quase faz o povo perder seus vôos. Esse edifício-garagem já era para ter saído e seria circular igual ao atual. Retardaram a obra justamente para fazê-lo retangular, mas já era para ter saído no máximo até o ano passado, segundo as previsöes iniciais divulgadas à época.

    Curtir

  2. “A intenção é que as duas obras, com investimento estimado em R$ 345 milhões, estejam finalizadas em meados de 2014.”

    Esse é o problema: se aqui fosse a suiça ou a Alemanha, tudo bem; mas todos sabem que as obras públicas brasileiras levam, no mínimo, o dobro do tempo projetado.

    Já, por exemplo, se tivessem privatizado o terminal, em que a ampliação feita pela iniciativa privada significasse mais receitas para a concessionária, poderíamos ter alguma esperança de conclusão das obras no prazo.

    Curtir

    • Julião, eu tendo a concordar contigo, mas tenho esperança que, após ver aquela notícia de que o Governo vai premiar as empresas que cumprirem as datas e/ou adiantarem os prazos, as coisas podem andar mais rápido. Nenhum país no mundo quereria passar por vexame. A gente sabe que o povo brasileiro deixa tudo pra última hora. Não será diferente com a copa. Assim espero.

      Curtir

  3. PREPARADOS PARA*

    Curtir

  4. ESTAREMOS PREPARADOR PARE RECEBER AS OLIMPIADAS DE 2020.

    Curtir

  5. Oba!!! teremos aeroporto em 2017

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: