Fontes secas em Porto Alegre

Mais uma colaboração de leitor: Marcelo Bumbel nos chama atenção, desta vez, das diversas fontes da cidade que não funcionam

Porto Alegre é uma cidade terrivelmente quente no verão. À exemplo de Madrid, onde a temperatura chega a 40C. Mas a capital espanhola tem, em cada quadra, uma fonte. Porto Alegre é a cidade das fontes secas. Grande parte de suas poucas fontes não vêem água há anos. Anexo algumas delas. Esta, de frente à Beneficiência Portuguesa – a última- é de dar dó: vê-se os canos secos, enferrujados, mas sem água.

O único que esborriga água na Rendenção é aquele grandão (Fonte Luminosa), no meio da esplanada. Uma fonte jorrando água é um recurso barato de embelezamento da cidade, refresca o ar no verão e dá um ar civilizado e elegante pra qualquer ambiente.

Algum motivo especial, prefeitura?

Marcelo Bumbel

Já fotografei a fonte da praça em frente ao Colégio Rosário (Beneficência Portuguesa) com água e funcionando. Em 2006. Vejam a fonte da Praça Dom Sebastião:



Categorias:Parques da Cidade, TURISMO

Tags:, ,

13 respostas

  1. Lá vem a esquerdalha com a tergiversação do momento. A proteção ambiental. kakaka

    Éverton….tu não enganas ninguém aqui com esse disfarce de argumento. Vocês, fãs do atraso, estão é contra os investimentos privados. É esse todo o problema de vocês. Vocês odeiam a iniciativa privada. Isso é recalque. Vocês têm inveja de quem investe. Vocês só querem usar a máquina pública pra ganhar dinheiro e empregar a família.

    Curtir

  2. Essa comparação de POA com os ex-paises socialistas, é ridicula!!
    Parece o discursinho da zerohora do passado…
    Por sinal, chegaram a comparar os predios da cidade com os de lá, mas esquecendo que muitos construtores capitalistas ( formadas por politicos e militares da época ditadutra que faliram o Banco Nacional de Habitaçao – BNH) fizeram fortunas fazendo porcarias de edificios populares aqui no Brasil (até uns de gesso em SP) sem planejamento urbano ou integrado, agravando a situação da área e ainda persistem até hoje fazendo essas concretas besteiras…
    É brabo, relacionar mecanicamente e de forma reducionista quanto a qualidade dos prédios construidos naqueles países em grande quantidade…talvez, somente por essa perspectiva, a quantidade mas não pela qualidade…devemos relativizar…e não generalizar…principalmente para alguns comentaristas que conhecem outros países como por exemplo a China ou países do ex-bloco comunista europeu.
    E quanto aos cuidados de jardins e fontes é só ver qualquer foto da época do comunismo e evidenciará que tinham mais esmero e cuidado com o seu urbo.
    Diferente da nossa herança urbana desastrosa de um capitalismo periferico e colonialmente dependente ( aprincipalmente nas mentalidades) dos EUA ou Europa que esta tentando hj, se repensar ou buscar alternativas de forma um tanto diferente…mas sempre tendo como obstaculo, os interesses economicos dos especuladores imobiliarios de plantao entrelaçados com os interesses politicos!!!
    Quanto a POA que esta cada vez mais destruida na sua vegetação natural e com extremos climaticos, entre eles, ondas de calor – se faz urgente – essas fontes que no passado eram para suprir exclusivamente a sede ou abastecimento de água e no contexto atual, será necessária para umedecer o ambiente e torna-lo mais agradavel, como nas torridas cidades espanholas ou mesmo em Santiago ( Chile) como ex, a av ALLMADA que tem uma série de jatos de água que brotam da calçada…

    Curtir

  3. Gerson; Poa tem a cara da Europa, mesmo. A lua de Júpiter.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: