Prazo maior para as obras

Onze dos 12 projetos para a Copa acompanhados mensalmente por Zero Hora têm previsão de término até o final de 2013

Novas exigências burocráticas e a complexidade na elaboração de projetos de engenharia fizeram com que os prazos para a conclusão de todas as obras de mobilidade urbana previstas para a Copa fossem aumentados. Por enquanto, todos os projetos acompanhados mensalmente por Zero Hora têm previsão de término até o final de 2013, com exceção da duplicação do terminal e pátio do Aeroporto Internacional Salgado Filho.

Em 15 de abril, uma teleconferência entre integrantes da prefeitura, do Ministério das Cidades e da Caixa Econômica Federal, que repassa as verbas, definiu uma readequação dos prazos para as 10 intervenções de mobilidade urbana de Porto Alegre. O remanejo de datas foi feito porque o ministério pediu a validação dos projetos pela Caixa, processo que leva cerca de um mês. Além disso, alguns projetos, como o da Avenida Tronco, tiveram itens acrescentados, e outros foram modificados.

Segundo o secretário municipal de Gestão, Newton Baggio, o atraso poderá ser recuperado porque as obras devem ser licitadas por trechos, permitindo acelerar os trabalhos.

– As mudanças não comprometem a conclusão programada para antes da Copa – garante Baggio.

No mês passado, os primeiros dois projetos básicos foram entregues pelo consórcio de empresas contratado pelo Centro das Indústrias do RS (Ciergs), que doará os 10 projetos de engenharia à prefeitura. Segundo o engenheiro Paulo de Tarso Dutra, que coordena o processo, em alguns casos, como no viaduto da Terceira Perimetral sobre a Bento Gonçalves, é preciso negociar o traçado com o Exército, dono de uma área no local. Cada projeto básico é composto de vários estudos, que incluem circulação de trânsito, levantamento topográfico, drenagem e sinalização, entre outros.

No caso do aeroporto, na sexta-feira 12 empresas se candidataram à licitação aberta pela Infraero para a elaboração do projeto para ampliar o terminal de passageiros. Apenas a primeira fase da expansão, que deve elevar a capacidade do terminal de 6,6 milhões para 10 milhões de passageiros por ano, deve estar pronta em 2014, projeta a Infraero.
Zero Hora



Categorias:COPA 2014

Tags:

7 respostas

  1. Acredito que a copa vai acontecer aqui de qualquer forma, pois na realidade é preciso apenas estádios e hotéis para que ela ocorra. Estes teremos, de uma forma ou de outra, pois já temos agora. De resto, vai ser uma copa no terceiro mundo e o primeiro está se preparando para isto. Não esperem que façamos bonito além da cerimônia de abertura mais colorida que já existiu. Não faríamos bonito mesmo que terminássemos tudo no prazo. Turistas ainda teriam que pegar ônibus na Veppo (vulgo rodoviária de porto alegre), que é um ambiente lastimável, aeroportos estariam e vão estar lotados de qualquer forma (no pior dos casos a ANAC suspende alguns vôos regulares durante o periodo da copa para desafogar), violência urbana seria e será o mesmo de sempre, pobreza e pontos empobrecidos da cidade seriam e serão os mesmos de sempre. Na verdade, turistas poderão encontrar um lugar seguro para passear no mesmo local que todos os brasileiros, no shopping.

    Curtir

  2. A Copa está ficando cada vez mais distante.

    Essa informação oficial sobre a dilatação dos prazos é sintomática. Vejam que não foi um aumentinho. Foi um ano a mais, meus amigos. Quem não garante que daqui alguns meses, não prolonguem ainda mais os prazos? Aí já era….pois vamos cair já em 2014 e a FIFA já vai ter picado a mula há tempos.

    Curtir

  3. Alguém viu o RBS Noticias agora a pouco?

    Estavam falando dos cancelamentos do Salgado Filho e contando a história la do equipamento que precisa ser instalado, só pode ser instalado com a ampliação da pista, que só será feita com a remoção das familias da Vila nazaré que estra prevista para 2013.

    Não vai ter nada pronto pra essa copa.

    Curtir

  4. Enquanto os eleitores de porto alegre continuarem acreditando no “coitadismo” sempre os mesmos inuteis continuarao administrando….nao tem escapatoria a nao ser que tenha alguem que saiba hackear as maquinas eleitorais………….

    Curtir

  5. E o bar flutuante não conta?

    Curtir

  6. ^^ falou tudo.

    O que os turistas terao para ver na COPA??
    Duplicacao de uns trechos de avenidas!?!?… 2 ou 3 viadutos!?!
    Ah, e claro, cordoes de calcadas pintados de verde e amarelo!!

    Nova ponte? Nao
    Cais Maua? Nao levo fe.
    Orla urbanizada? Creio que nao.
    Mirantes nos morros?? Pelo jeito nao.
    …coitadinhos…

    Curtir

  7. Será que continua de pé a idéia do entorno do Beira-Rio ou só o mesmo será executado? Seria um projeto bacana para a cidade. E o novo pontal do estaleiro, exclusivamente comercial, alguma novidade?

    Sinceramente, achava que com a Copa as cidades brasileiras se transformariam. Se é para ganharmos só uma duplicação da beira-rio e a avenida tronco, prefiro ficar sem a copa e sem o vexame.

    Como falta em POA gente como que administrou POA nas décadas de 60 e 70, quando a cidade ganhou o aterro da área dos parques harmonia e marinha, bem como a elevada da conceição e por aí vai. Nem a Copa para dar uma sacudida na cidade? Podiam entregar a cidade para os chineses ou para os árabes de dubai, quem sabe assim teríamos uma copa diferente. Hehe.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: