Vida nova para famílias da Vila Chocolatão começa quinta-feira

Famílias da Vila Chocolatão deixam casebres esta semana. Foto: Jonathan Heckler/Arquivo PMPA

A vida de 181 famílias da Vila Chocolatão começa a se transformar a partir de quinta-feira, 12, quando se inicia a transferência dessa comunidade para o loteamento construído pelo Departamento Municipal de Habitação (Demhab) na Avenida Protásio Alves, 9.099, Morro Santana. As mudanças deverão ser concluídas em dez dias.

A entrega do Residencial Nova Chocolatão e de uma Unidade de Triagem de Resíduos, integrada ao Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), será na sexta-feira, 13, com a presença do prefeito José Fortunati, de secretários municipais, de representantes dos parceiros que participam do projeto de reassentamento, além de representante da ONU na Austrália e dos moradores da Chocolatão.

Tudo novo na vida dos moradores a partir desta semana. Foto: PMPA/Divulgação

Após cerca de vinte e cinco anos vivendo na região central da cidade, cercadas por lixo, praticando a reciclagem em condições insalubres, com dejetos escorrendo entre os becos e sob constante risco de incêndios, as mais de 700 pessoas passarão a morar em casas com água potável, energia elétrica e rede de esgotos.

O loteamento está localizado em um terreno de 3,34 hectares, com ruas pavimentadas, iluminação pública, estação de tratamento de esgotos, quatro unidades de comércio e serviços, centro social, creche, e bacia de amortecimento de águas, além da moderna unidade de triagem construída pela Usiminas. Os sobrados e as casas têm dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro. Uma das unidades é adaptada para pessoa com deficiência.

Para a execução do loteamento, foram investidos aproximadamente R$ 8,7 milhões nas unidades habitacionais e infraestrutura básica do loteamento.

Equipamentos –  As mais de 120 crianças serão atendidas em creche instalada pela Secretaria Municipal de Educação no loteamento. Enquanto o prédio está em fase final de construção, o Demhab disponibilizou duas casas para esse trabalho.

As demais crianças em idade escolar estudarão nas escolas Victor Issler e Ana Íris. Àquelas que dependerem de ônibus, será fornecido cartão de passagens.

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente está construindo uma praça que terá quadra esportiva, recanto infantil e equipamentos de ginástica. A previsão é de que a obra seja concluída em 90 dias.

Um grupo de meninas e adolescentes da Vila fará o ajardinamento do Residencial com plantas e flores fornecidas pela Floricultura e Paisagismo De Cristal.

O atendimento médico será prestado por equipes da Estratégia de Saúde da Família Tijuca, da Secretaria Municipal de Saúde, sendo que médicos e enfermeiros dessa unidade já participaram de reuniões para conhecer os moradores da Chocolatão. A unidade, situada próxima ao loteamento (Rua Reverendo Daniel Betts, 321, Bairro Morro Santana) recebeu, desde 2008, uma nova equipe de Saúde da Família com objetivo de continuar o atendimento já prestado pelo município para estas famílias, porém agora no novo loteamento.

O local tem duas equipes de Saúde da Família, com dois médicos, dois enfermeiros, quatro técnicos de enfermagem e agentes comunitários de saúde prestando atendimento para 1.740 famílias.

A Empresa Pública de Transporte e Circulação fará um projeto piloto de educação de trânsito. Será feita uma caminhada com as crianças e lideranças do Residencial Nova  Chocolatão, para que conheçam os locais da escola, do posto de saúde e do Serviço de Apoio Socioeducativo.

Até o dia 11 também será implantado um semáforo.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Habitação

Tags:,

6 respostas

  1. Aviso aos navegantes! Se, a partir do momento em que desocuparem a área, não instalem no dia seguinte o canteiro de obras dos prédios que serão construídos…em uma semana começarão a invadir a área novamente.
    Portanto…tem que ser uma ação coordenada com exatidão. Área pública desocupada é açúcar pras formigas.
    É só que falta, depois de toda essa celeuma, desocuparem a área e por incompetência e desorganização, deixarem o terreno vazio…nem que seja por poucos dias. Vão invadir novamente. Lembro que a cidade tem milhares de pessoas que vivem perambulando sem destino e loucas por um terreninho baldio. Quem avisa amigo é.

    Curtir

  2. Que bom, Felipe X!

    Tomara que saia! Seria quase um bairro, um bom presente para a cidade!

    Curtir

  3. Portofan, um cara de uma imobiliária me disse estes dias ainda que vão sair as torres residenciais do barrashopping sim, não deve demorar muito. Parece que vão ser do outro lado da entrada do hipódromo, para o lado das torres que a prefeitura está construíndo (vulgo merdômetros). Vão ser apartamentos de alto padrão e creio que seriam as do primeiro render.

    Note que a avenida entre eles e o hipódromo não deve demorar a sair agora.

    Curtir

  4. Hehe. Verdade, são os ecologistas da cidade impedindo que a orla seja entregue à população, por supostamente isso ser uma privatização da mesma.

    Por falar em orla, como andam esses projetos do BarraShoppingSul (?):

    Curtir

  5. Não tem a ver com o tópico, mas digitem “privatização da orla” no Google e verão que só aparecem notícias sobre o Guaíba… Incrível!

    Da onde que os porto-alegrenses tiram tanta paranóia?

    Curtir

  6. Essa novela a gente já viu na entrada da cidade.

    Começam assim quando da entrega:

    Depois, na melhor das hipóteses viram isso aqui:

    Essas casas conjugadas em que uma família mora em cima e outra em baixo não cumprem a função de um prédio, as pessoas se acham em casas e, não, em apartamentos e começam a fazer intervenções avacalhatórias.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: