Projeto que entrega casas a moradores da Chocolatão é exemplo para o mundo, afirma ONU

Mais de 180 famílias removidas da vila receberão novas residências

Remoção das primeiras famílias da antiga vila para o loteamento Residencial Nova Chocolatão. Foto: Ivo Gonçalves/PMPA

A Prefeitura de Porto Alegre entregou oficialmente, nesta sexta-feira (13), o Residencial Chocolatão para 181 famílias que residiam na Vila Chocolatão. A transferência das famílas, que começou nessa quinta-feira (12), será concluída em dez dias. São mais de 700 pessoas que passarão a viver no Loteamento Residencial Nova Chocolatão, construído pelo Departamento Municipal de Habitação (Demhab) na avenida Protásio Alves, 9.099, bairro Morro Santana, na zona Leste de Porto Alegre. Outras 15 famílias, que não constavam no cadastro utilizado para dimensionar a quantidade de imóveis necessária, passarão a residir no Loteamento Jardim Paraíso, na Estrada do Barro Vermelho, 971, bairro Restinga, na zona Sul.

Mãe de três filhos, a dona de casa Elenice Carvalho, de 36 anos, se mudará para uma das novas casas com seus três filhos. Separada do marido desde a época em que morava no bairro Nonoai, ela teve que sair de casa em 2007 sem lugar para morar. Elenice encontrou na Vila Chocolatão um nova chance de seguir a vida, mas em uma casa de madeira precária, com muita sujeira e violência. “Estou muito feliz com minha nova casa. Vou ser isenta do aluguel pelos primeiros três meses, o que irá auxiliar em toda minha mudança. Agora é recomeçar novamente”, ressaltou a moradora.

No novo loteamento foi instalada uma unidade industrial de reciclagem de resíduos, furto de parcerias públicas e privadas comprometidas com a comunidade. Oitenta trabalhadores trabalharão de forma autônoma, através de uma cooperativa criada pelos moradores. A representante do Escritório da Organização das Nações Unidas(ONU) na Austrália, Elisabeth Ryan, esteve presente na cerimônia de entrega das novas residências. A ONU irá levar a iniciativa ao resto do mundo através do Projeto Cidades Sustentáveis. O interesse veio através das parcerias realizadas para a contrução do loteamento, que envolveu prefeitura, ONG Parceiros Voluntários, Tribunal Regional Federal da 4° Região(TRF4), Programa Fome Zero, IBGE, entre outros parceiros.

Rádio Guaíba – R7

Para se lembrar de como é a atual Favela Chocolatão (Vila Chocolatão)

Foto: Bruno Alencastro

A Chocolatão durante um dos vários incêndios que a atingiram



Categorias:Habitação

Tags:, ,

46 respostas

  1. Se eu quisesse censurar alguém, eu não deixava no ar este Blog !

    Curtir

  2. “Na boa, pode nao gostar dos meus cometarios, pode CENSURA-LOS e tudo mais….” Phil.

    Por que agora tu conseguiu falar bem Phil ? Vai que tu consegue sempre ! Eu não to censurando. To TENTANDO manter um certo nível das discussões no Blog. Apenas isso. E não vai dizer que tu não entendeu o que eu falei que eu sei que tu entendeu e muito bem ! Eu falo pra opinar, falem o que quiserem, mas com educação, inteligência, se não vocês ficam parecendo uns marginais e sei que vocês não são. É isso. E não deturpa o que eu falei ok ? Moderação é pra manter o nível do blog adequado a um assunto sério e não censura. Não censuro ninguém. Vocês podem dar a opinião de vocês, isso sempre foi assegurado aqui. Mas se descerem o nível, VÃO SER MODERADOS. CENSURA É BEM DIFERENTE DE MODERAÇÃO. Seria censura se eu apenas não concordasse com o que tu argumentou. Mas não é isso que acontece. TODO MUNDO AQUI É O SUFICIENTEMENTE INTELIGENTE PRA ENTENDER O QUE EU TO FALANDO. OU NÃO ?

    Curtir

  3. Chega a ser ironia alguém como o Augusto trabalhar na prefeitura, pois ele se diferencia galáxias e galáxias dos demais.

    Curtir

  4. Serve de exemplo mesmo. É aquilo que eu disse já em outra matéria relacionada a isso no blog: não basta colocar em casas novas, é preciso incluir no mercado de trabalho.
    O governo não só desmembrou mais uma favela, deu moradias dignas (corrijo: não deu, eles pagarão por elas), mas, o melhor de tudo é a cooperativa. Isso é inclusão social.
    Quem antes catava lixo, vivia de restos, agora fará parte de uma cooperativa. Todo mundo ganhou com isso. O centro da cidade ficará mais seguro, mais limpo, os moradores da Vila Chocolatão agora morarão num bairro, em casas de material, com luz e água própria, terão um trabalho na cooperativa. Com a organização, a cooperativa não será cada um por si vivendo do lixo e sim a população ajudando a limpar a cidade.
    Ontem passei por ali. Ia fotografar. E digo que o que eu vi foi emocionante… Crianças com brinquedos velhos, bonecas surradas, aguardando os pais embarcarem nos caminhões.
    Se isso não é exemplo. Pôooooooouuuhhhaaa… o que é exemplo então?

    Curtir

  5. Casa própria é o sonho de milhões de família de brasileiros. Existem cálculos de uma defasagem entre 5 e 8 milhões de moradias no Brasil. Esse pessoal da vila chiocolatão deveria se considerar privilegiado, vão ganhar uma casinha de graça sem anos de financiamento para pagar, como normalmente acontece para os trabalhadores comuns, por isso é irritante demais ver políticos pessoas de ONGs querendo tumultuar a transferência.

    O zelador de meu prédio, sobre isso, disse: “eu tenho mais de 50 anos, trabalhei a minha vida toda e não tenho minha casinha, sendo obrigado a morar praticamente de favor aqui no prédio, já esses aí que invadiram a terra dos outros, estão ganhando uma casa no mole e ainda reclamam”

    Curtir

  6. A proposito, tens alguma noticia do Cais Gilberto?

    Curtir

  7. E se tu te comportar RicardoUK, tu pode ser meu assistente!!!

    Curtir

  8. Tea boy???? Numca!!!se for coffee boy to nessa!!!

    Curtir

  9. “Fortunatti se for inteligente mesmo chama o Augusto pra chefiar o Demhab.”

    O problema é que o Fortunatti não é inteligente.

    Curtir

  10. Eu acredito que o Augusto e’ um talento subutilizado na prefeitura de Porto Alegre. Fortunatti se for inteligente mesmo chama o Augusto pra chefiar o Demhab. Poe o Jake de assistente e o Phil pra ser o tea boy.

    Curtir

  11. Santo Augusto for Hope.

    Curtir

  12. “Os funcionários da JF faziam muito trabalho voluntário com os moradores.”

    É mesmo? Fale-nos mais sobre isso, por favor.

    Curtir

  13. Mais uma vez invasores são “premiados” com casa própria!

    Isso não seria um incentivo?

    Curtir

  14. Phil..tu não estás sendo politicamente correto.
    O coitadismo tá na moda e não é de bom tom falar mal dos pobres. Deves dizer que eles são vítimas da socieade e que precisam de auxílio.
    Eu descobri uma tática infalível pra conquistar a mulherada. Digo que me compadeço com os desvalidos e mendigos e que sinto muita dó deles. É batata, brother. Esse é o meu MIAC. (Método Infalível de Amaciar a Carne).

    Curtir

  15. Por uma questão prudencial, quanto menos área “invadível”, melhor. Nada de praças e parques…até por que, o Poder Público não iria cuidar delas e as deixaria abandonadas, como sempre. Quem as iria ocupar seriam os vadios e vândalos da cidade.
    Tem que meter um baita projeto em cima e ponto final. Parque seria uma estupidez…já que o Harmonia é ao lado. Pra que parque ou praça ao lado de outro parque? No sense.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: