Retirada do Askarel da área portuária com dias contados

O Governo do Estado publicou, nesta sexta-feira, 13 de maio, a tomada de preços para a retirada de equipamentos contendo Askarel (produto altamente tóxico, com potencial cancerígeno) que está armazenado no prédio do antigo frigorífico do Porto de Porto Alegre, há cerca de 10 anos. O produto integra a estrutura de dois transformadores de energia que foram desativados pela Superintendência de Portos e Hidrovias do Estado (SPH) e mais 10 capacitores.

A meta, com o aviso de licitação, é contratar serviços de empresa que faça a elaboração de projeto, e execução de drenagem, acondicionamento, transporte, processamento e destinação final do equipamento. A empresa terá que retirar da área do porto três transformadores com peso total de 1,58 mil quilos e 10 capacitores, que também contém o produto.

A abertura da tomada de preço acontecerá no dia 30 de maio, às 10 horas.

Segundo o Superintendente Vanderlan Vasconselos, no começo deste ano a SPH foi informada da urgência para a retirada do material do prédio. “Tínhamos uma pressão do Ministério Público que, desde o ano passado, cobrava a transferência e depósito do askarel, depositados no antigo frigorífico da SPH. Esse produto precisa, com urgência de um local adequado para remoção e descarte”, informou. Vanderlan disse ainda que a SPH está comprometida em dar agilidade necessária para a solucionar o problema que se arrasta dentro da autarquia há alguns anos.

Site da SPH

Finalmente se vai dar uma solução para o produto tóxico que está depositado no antigo frigorífico, situado no Cais Mauá. Essa é uma operação prévia indispensável à entrega da área para a revitalização.

Lembrando que o frigorífico revitalizado será uma área para shows ao ar livre, na beira do Guaíbam com estacionamento, como se vê nessa imagem do projeto:

Colaboração: Jorge Piqué – Movimento Quero Cais



Categorias:Projeto de Revitalização do Cais Mauá

Tags:, , ,

11 respostas

  1. Tem certeza, Gerson?

    Aquele prédio ali não é o gasômetro? Esse “anfiteatro de grama” não é onde atualmente fica parado o aeromóvel no gasômetro, na pracinha quase em frente à Duque e Riachuelo, junto à Washington Luiz?

    Me parece que sim, faria total sentido, com a desculpa de que seria para a contemplação do pôr-do-sol do gasômetro. Levei até um susto, pois, se for, teriam que arrancar todas as árvores da praça para erguer essa colina aí.

    Tomara que não, ficaria mais aliviado. Mas se não for, não há nada nesse projeto do cais contemplando o lado direito do gasômetro então, não? Continuaria tudo como está, bar flutuante e etc.

    Curtir

  2. ^^ portofan, vc esta confundindo.
    Esse render e’ de um predio perto da Rodoviaria, nao o do Gasometro….

    Curtir

  3. Com certeza, Andrew! Teria que haver ali na orla de POA uma ciclovia bacana e com segurança pública efetiva, pois ninguém quer ser assaltado andando de bicicleta, como tentaram te assaltar numa das vezes em que tu estivestes em POA.

    Curtir

  4. Alquiler de bicicletas poderia ser una buena idea pero si hubiera un espacio saludable para usarlas. Pero despues que ya intentaron asaltarme en una de las veces que me fui a Porto Alegre yo creo que si no hubiera una represion severa al crímen le iban a robar las bicicletas como se sucede con las del proyecto VéLib en Paris.

    Curtir

  5. Esses sistema interessante abaixo já existe também no Brasil no Rio de Janeiro/RJ e em João Pessoa/PB, ambos operados por empresas nacionais, onde a pessoa aluga uma bicicleta automaticamente em uma máquina um ponto da orla e pode devolver em qualquer outro ponto dela, seria interessante esse sistema na orla do Gasômetro, mais útil do que uma colina artificial. Em João pessoa custa R$ 5,00 (cinco reais) a diária e R$ 15,00 (quinze reais) o mês todo de aluguel de uma bicicleta. Vejam o sistema funcionando em Miami:

    Vista da agradável ciclovia de Nice (França) – (obs.: não sei porque aparece uma placa “Miami Beach” na praia, mas trata-se de Nice, na Riviera Francesa:

    Já nesse vídeo abaixo (a partir do 24º segundo) mostra como pode ser agradável ter um píer na orla da cidade (pessoas contemplando a vista, caminhando nele, se encontrando no píer para conversar, até mesmo andando de bicicleta e skate nele):

    E um belo vídeo de um pôr-do-sol num pier (observem a movimentação de pessoas nele para contemplar o pôr-do-sol):

    Trata-se de uma idéia simples (e portanto barata) que daria um pouco de vida ao gasômetro e orla que vai dele até o BarraShoppingSul.

    Curtir

  6. Ao criar uma “moita” para os turistas verem o pôr-do-sol porto-alegrense, só posso chegar à conclusão de que o Jaime Lerner está de sacanagem com a gente, não quer que POA explore todo o potencial que tem para não ofuscar a sua cidade de Curitiba e suas atrações, pois com certeza se explorássemos aquela área com um “puerto madero” de verdade, não teria para Curitiba nem para ninguém mais!

    Se formos analisar bem o projeto dele para o cais (mas sempre lembrando que ruim com ele, piors sem ele), além de alguns poucos edifícios de escritórios junto à rodoviária, o que mais implicará o cais para a cidade? Ganharemos mais um shopping (sendo que a cidade já tem diversos prontos e mais diversos em construção ou em projeto), sendo que esse shopping ficará “escondido” sob a grama e nem servirá para contemplar à cidade com um belo projeto arquitetônico, ainda que sendo um projeto arquitetônico de shopping. Fora isso, uma colina (uma moitinha, um morrinho) para admirar o pôr-do-sol e uma reforminha nos armazéns. Não vejo qual semelhança nosso cais teria com o Puerto Madero Porteño. Está mais para as docas de Belém-do-Pará.

    E mesmo sendo simples assim o Tarso entrava o projeto. Ele queria o que? Apenas uma “de mão” de tinta nos armazéns e umns banquinhos de praça novos junto à chaminé do gasômetro? Menos do que o que será feito seria mesmo só se nada ali fosse feito, pois não haverá nada demais por ali.

    Curtir

  7. Prometi à mim mesmo que não teceria mais críticas à cidade, para não parecer que estou contra ela, pretendia apenas acompanhar o Blog, que é excelente, mas não pude me conter ao ver essa foto.

    Mato suspenso? É isso que faremos para receber os turistas? Criar uma colina artificial para que eles avistem lá de cima o bar flutuante? Tudo bem, o mesmo será retirado, mas aquela área só terá grama e mais nada?

    Presumo que o lado direito do gasômetro após a conclusão do projeto do cais ficará assim:

    Igual como o é atualmente para quem o vê a partir da orla. Nessa foto tem o palco do ano novo e a árvore de natal, que não estarão ali, mas fora isso, a única novidade será uma colina artificial de grama? Projetaram o cais para agradar os pseudo-ambientalistas? E mais, arrancarão parte das árvores da praça para fazer essa colina? Isso foi uma desculpa de que é para shows ao ar livre, mas é uma forma de fazer garagens mais baratas do que se fossem efetivamente subterrâneas e ao mesmo tempo agradar aos pseudo-ambientalistas de plantão e não “ofuscar” a Usina do Gasômetro, que não pode ter nada ao seu lado para não lhe ofuscar o brilho.

    Nem mesmo isso teremos ali (?) :

    Obra barata, simples, fácil de se executar, pouco interventiva e de efeito prático singelo, mas belo.

    Isso sim que era projeto:

    Depois de pronto não terá jeito, “Inês já estará ‘morta’ “.

    Do jeito que está não dá, mas ao menos do lado direito do cais não dava para fazer algo melhor para aproveitar a área. Ali só vai rolar festival de woodstock e forum social mundial desse jeito. Mais uma área para ser “ocupada”.

    Aquela área merecia algo assim ao lado direito do Gasômetro, em vez dessa colina artificial, ainda que fosse em menores proporções e custos do que o da foto:

    Repararam nos ‘belos prédios’ atrás da praça ali nessa foto que mostrei do Gasômetro? A parte do topo deles continuará aparecendo mesmo depois da colina. Já na solução australiana não apareceriam..

    Curtir

  8. Oba!!! Mais um render de Neverland. Adorei. Quero mais…quero mais!

    Curtir

  9. Produto altamente tóxico no Centro da cidade, à beira do Guaíba e os eco-chatos não reclamaram???

    Curtir

  10. E o post gigante sobre o Cais Mauá Gilbert?

    Curtir

    • E o post gigante sobre o Cais Mauá Gilbert?

      Não é sobre o Cais Mauá, e sim sobre a orla inteira. To preparando ele. Quero fazer bem completo. Vou deixar pra segunda ou terça.

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: