Grupo de trabalho para Copa 2014 visita obras no Beira-Rio

Engenheiros da Secopa visitam obras junto com técnicos do Ministério do Esporte e da FGV. Foto: Divulgação/PMPA

Engenheiros e arquitetos do Grupo Técnico da Secretaria Extraordinária da Copa 2014 (Secopa) e técnicos do Ministério do Esporte, governo do Estado e Fundação Getúlio Vargas (FGV) visitaram o Estádio Beira-Rio para conferir o andamento das obras de modernização para a Copa.

O objetivo da ação integrada entre poder público e privado é fortalecer as relações de parceria. O Ministério do Esporte firmou um convênio com a FGV para monitoramento de obras nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. Em junho a FGV instalará um escritório em Porto Alegre para abastecer o Ministério do Esporte com informações integradas, a fim de agilizar os processos e demandas dos projetos.

A função do grupo de trabalho em cada sede é identificar riscos que poderão gerar restrições no futuro e executar um plano de respostas e atualização dos dados no software de gestão. De Porto Alegre, as informações serão transferidas para o escritório central em Brasília que validará os dados e informará o Ministério do Esporte, responsável por abastecer o Comitê Gestor da Copa, promovendo a gestão integrada de todos os projetos definidos na Matriz de Responsabilidades.

Jornal do Comércio

__________________________________

Aproveito para postar aqui também um vídeos das obras do Mineirão, em Belo Horizonte, que me parecem bem mais adiantadas. Video enviado pelo leitor Frederico Cabral.



Categorias:COPA 2014, Gigante para Sempre (Beira Rio)

Tags:, ,

4 respostas

  1. Esses dados estão na Veja desta semana. De que adianta estádios para a Copa somente após ela?

    Curtir

  2. Virou, sim, Ander!

    A CBF/FIFA viraram as costas para a Arena, pois escolheram a reforminha do Beira-Rio sem sequer considerar o moderno projeto da Arena, nem quiseram ver ao menos antes. Falavam que não cogitavam como sede obras que não haviam saído ainda do papel (sendo que é o que mais há no país, vide a úlitma reportagem da Revista Veja sobre o assunto).

    Não sou contra a reforma do beira-rio, torço por ela e pelo entorno. Mas fico indignado por um estádio completamento novo não ter sequer sido considerado para sediar a Copa.

    A arena ficará pronta no prazo. Já o beira-rio nesse ritmo só em 2017 e o Maracanã só em 2039. Veja o absurdo.

    Curtir

  3. Portofan,
    ninguém virou as costas pro projeto da Arena. Do que vc está falando?

    Curtir

  4. Ah, o povo mineiro.

    Nós gaúchos somos um povo incrível, que vira as costas para um belo projeto NOVO da Arena sme sequer querer conhecê-lo. Há coisas entre o céu e a Terra que nem a CBF, Fernando Carvalho e Ricardo Teixeira explicam. Não há outra justificativa para tal conduta.

    E o entorno do Beira-rio? Nunca mais ouvi nada à respeito? Vai sair mesmo? Só escuuto falarem do estádio propriamente dito. Torço para que saia, a cidade precisa de iniciativas assim, até memso porque os pseudo-ambientalistas devem ser colorados, pois dessa vez não se revoltaram com um mega-projeto assim em plena orla..

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: